Eventos

Times comenta relação entre Emma Watson e a moda

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Times comenta relação entre Emma Watson e a modaPotterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Times comenta relação entre Emma Watson e a moda
Em resposta à presença de Emma Watson em um desfile de moda da Chanel em Paris no dia de ontem, o Times Online publicou um interessante artigo comentando sobre a relação exclusiva da atriz potteriana com a renomada casa de moda.
No texto, a editora de moda do jornal comparou a atriz a celebridades de grande reputação como Keira Knightley, Nicole Kidman e a eterna Catherine Deneuve, e comentou a relação única entre a atriz potteriana e a famosa marca.

Watson goza de uma relação especial com a casa, tomando roupas e joalherias quando precisa delas e sendo convidada a se sentar na primeira fila em desfiles.

Além disso, foi salientada uma ligação, ainda que tênue, entre Hogwarts e o objetivo da Chanel:

Em Hogwarts, ela pode ser vista com uniformes escolares, mas, ao vestir Chanel, ela está confirmando uma marca cujo estilo nasceu 80 anos atrás do desejo de Coco Chanel de criar um tipo diferente de uniforme para as mulheres.

Você pode conferir a tradução do artigo na íntegra em notícia completa!

EMMA WATSON
Idade e beleza juvenil se combinam para enfeitiçar Chanel

Times Online ~ Lisa Armstrong
14 de outubro de 2008
Tradução: Renan Lazzarin

Esta é a chave do sucesso duradouro da Chanel. O imortal Karl Lagerfeld (setenta e alguma coisa, mas quem está contado?) e Emma Watson, de 18 anos, foram fotografados na apresentação da Chanel ontem, em Paris.

Ele desenha para a casa, ela veste – e é apenas uma das muitas jovens contentes de usar a Chanel, uma marca que tem estado aí há sete décadas.

Embora não seja, oficialmente, O Rosto da Chanel (sim, esse é um trabalho real) Watson, junto a Lily Allen, Emma Thompson e Anita Pallenberg, goza de uma relação especial com a casa, tomando roupas e joalherias quando precisa delas e sendo convidada a se sentar na primeira fila em desfiles.

Para uma adolescente, ela já adquiriu uma coleção de trajes bastante invejável.

O que o fotógrafo também demonstra é o poder de um vestido realmente bom.

Watson, ao ser vista em apresentações de moda, faz o que muitas atrizes fazem hoje – aumenta sua visibilidade pública. A arena da moda se tornou uma ferramenta poderosa para que as celebridades se mantenham no olho do público quando não têm um filme ou disco por vir.

Para Watson, é uma ferramenta útil para comunicar ao público e aos produtores e diretores que ela, definitivamente, não é a aluna nerd de Hogwarts da série de Harry Potter, o personagem que tem interpretado desde que tinha 11 anos.

Enquanto há um sério risco de que qualquer ator mirim, para não dizer um que tenha o sucesso global de Watson, se torne uma escalação típica, há ainda mais necessidade de mostrar algum tipo de diversidade, mesmo que a diversidade seja confinada ao uso de um vestido vermelho num dia e polainas pretas de PVC no seguinte.

Há uma ligação óbvia, no entanto, entre os trajes de Harry Potter e as roupas que ela veste da Chanel: em Hogwarts, ela pode ser vista com uniformes escolares, mas, ao vestir Chanel, ela está confirmando uma marca cujo estilo nasceu 80 anos atrás do desejo de Coco Chanel de criar um tipo diferente de uniforme para as mulheres.

O uniforme da Chanel foi uma introdução relaxada, flácida, desconstruída às roupas que a própria Chanel pegou emprestadas do guarda-roupa de amantes da aristocracia. À época, era inovador e libertador. E o fato de que uma mulher da época de Watson ainda esteja usando versões daquele uniforme é uma evidência de seu legado.

Entre aquelas que são os “rostos” estão Claudia Schiffer para a linha ready-to-wear, Keira Knightley para Coco Mademoiselle, e Nicole Kidman para o Chanel Nº 5, embora após cinco anos e um contrato reputado de £5 milhões, ela deva ser substituída em janeiro do próximo ano por Audrey Tautou.

Depois disso, quem sabe? Talvez, um dia, será a vez de Emma Watson de ser o rosto oficial.

Ser um “rosto” da Chanel é tão sensual quanto é possível em termos de propaganda. Catherine Deneuve o foi há bastante tempo (além de ser uma musa para Yves Saint Luarent. Como é ter isso como meta?)

Deneuve nunca ganhou um Oscar, mas tem um guarda-roupa fabuloso.