Não categorizado

DR participa do Bravo’s Inside the Actors Studio

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling DR participa do Bravo's Inside the Actors StudioPotterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling DR participa do Bravo's Inside the Actors Studio
Conforme o site Live Journal, Daniel Radcliffe foi entrevistado na última Segunda-Feira por James Lipton, para o programa de auditório Bravo’s Inside the Actors Studio. Nela Radcliffe falou sobre sua carreira de ator, sua vida pessoa, seus gostos e desgostos, e muito mais.
Várias pessoas que estavam no auditório escreveam resenhas sobre o programa, todos deram detalhes específicos sobre o que Dan disse.

Palavra favorita – verdoso (do poema “Ode to a Nightingale”) – significa suculento e verde, uma palavra “que ele usa todo o tempo”.

Após as perguntas de Lipton, Daniel respondeu a perguntas de fãs alí presentes. E quando questionado sobre qual a melhor e a pior coisa sobre atuar, respondeu

Pior – pessoas não profissionais, ou aqueles que não o fazem pela razão certa, que não o trata bem
Melhor – estar em uma atmosfera de criatividade e praticidade

Foram divulgadas também duas imagens. Elas podem ser conferidas em nossa Galeria ou através dete link.

Você pode conferir o artigo em sua integra na extensão! Thanks, Snitch Seeker.

DANIEL RADCLIFFE
Dan Radcliffe em Entrevista no Inside the Actors Studio

Rockerbabyfi12 ~ Live Journal
6 de Outubro de 2008
Tradução: Dérick Andrade Moreira

Palavra favorita
Verdoso (do poema “Ode to a Nightingale”) – significa suculento e verde, uma palavra “que ele usa todo o tempo” (brinca).

Palavra menos favorita
Medíocre.

O que o excita
“Banheiras e encanamento” (piadas recorrentes sobre quantos momentos significativos ele passou enquanto tomava banho). A vida no geral o excita (ele não entra em detalhes sexuais) acha placas de restaurante divertidas ( Cosmic Diner, Galaxy Diner).

O que o desanima
Não profissionalismo por parte das pessoas, especialmente atores.

Som que ele adora
Bola de cricket batendo num taco a 140 km por hora.

Som que ele odeia
Sua própria voz gravada, quando a ponta do lápis quebra enquanto escreve.

Profissão que ele gostaria de tentar
Escritor, jornalista.

Profissão que ele não gostaria de tentar
Estar “em baixo de uma mina” ( outra piada recorrente sobre seu pai lhe dizendo para parar de reclamar pois ele não está trabalhando em uma mina).

O que ele diria quando chegasse nos Portões Perolados
“Você está surpreso em me ver?” Ele seria educado, Deus fumaria um cachimbo e diria “é incrível sermos da mesma altura”.

Veremos Dan fazer mais comédia?
Sim, ele quer fazer mais comédia, porém mais um filme que tenha momentos cômicos do que um inteiro de comédia.

Espaço Estudante Q&A

Parte em que Lipton deixou Dan sozinho com seus alunos, mas antes brincou sobre nunca ter visto o resto do programa.

Estudante #1 – Como ele escolhe entre um papel desafiador e um que não é bem ajustado?
Dan fala sobre sua pequena estatura- ele não poderia interpretar um segurança, Richard Griffiths não interpretará um papel de “gordo” (Falstaff), mas é importante encarar um desafio

Estudante #2 – O que ele faz para se preparar para um desempenho ao vivo?
Dan escuta música triste no Ipod, pensa sobre os crimes de Alan contra os cavalos- a intensidade, mas relaxa e não se preocupa

Estudante #3 – Com quem ele deseja trabalhar? Qual seu feitiço favorito?
Alahomora (para abrir portas), Woody Harrelson é brilhante, Johnny Depp (uivos vindos da platéia, faz piada sobre a chuva caindo na floresta), os irmãos Coen

Estudante #4 – Ele tira direção dos livros de HP ou do roteiro?
O roteiro primeiro, livro como um suporte. Menciona Steve Kloves, ele não lê os livros repetidas vezes ( ele não é obcecado)

Estudante #5 – Artisticamente, qual a melhor e a pior coisa sobre atuar?
Pior – pessoas não profissionais, ou aqueles que não o fazem pela razão certa, que não o trata bem
Melhor – estar em uma atmosfera de criatividade e praticidade ( no set de filmagem)

Estudante #6 – Para que serve a arte?
Comunicar uma história, para sentir. Conta história sobre assistir a um rápido vídeo de um dos dançarinos de Equus no Youtube.

Estudante #7 – Há trabalhos no teatro que ele queira fazer?
Shakespeare (ele gostaria de aprender), papel dos sonhos é Bobby em “Company” (em 20 anos)

Estudante #8 – Quais técnicas vocais ele aprendeu para Equus
Projeção e Articulação.

Estudante #9 – Ele já pensou em interpretar Napoleão, devido a sua estatura?
Dan conta uma história engraçada sobre quando estava no set de HP com seu melhor amigo/figurinista Will Steggle e estavam fazendo uma filmagem noturna e Steggle colocou um roupão nele e disse que ele se parecia com Napoleão. Mais tarde, Dan perguntou a Will “Qual era o primeiro nome de Napoleão?” Will responde “Napoleão” e Dan diz, “Que-Napoleão Napoleão?” ( muitas risadas). Dan brinca que tem de fazer pesquisa e sugere que “Napoleão Napoleão” que ele fará e ele estará no banho.

Estudante #10 – Qual a diferença entre Hollywood e o cinema europeu?
Nos EUA os atores mirins são tratados de maneira diferente da Inglaterra. Fala sobre música – música (indie) de contracultura. Filmes Indie de estúdio são peculiares – indie=peculiar. Hollywood faz grandes filmes de ação (“você consegue imaginar um filme de ação francês?”) Odeia quando as pessoas não assistem a filmes com legendas.

Estudante #11 – Como você mantém sua atuação em Equus fresca?
As pessoas pagaram muito dinheiro para vê-lo, faça como se fosse sua primeira vez lá fora – “é seu trabalho” (boa resposta, Dan!)

Dan agradece a platéia por ser receptiva e diz que estava intimidado quando viu a fila de pessoas do lado de fora e que a maioria era mais velha que ele – ele agradece mais uma vez a platéia por vir.