As Relíquias da Morte ︎◆ Livros

Declaração da Bloomsbury

borda3 - Declaração da Bloomsburyl7uk - Declaração da Bloomsbury
Hoje foi a vez da editora britânica Bloomsbury dar o seu depoimento acerca das cópias de Harry Potter and the Deathly Hallows liberadas antes do dia 21. De acordo com os britânicos, os spoilers continuam sendo falsos, como se pode ver abaixo.

Nós estamos cientes de algumas especulações e informações sobre os “spoilers” da Internet, que supostamente são fragmentos das poucas cópias vendidas antecipadamente. Nós confirmamos que isso não é verdadeiro como a nota à imprensa do dia 18 de julho, divulgada pela editora americana de Harry Potter, Scholastic Inc informava. Os “spoilers” continuam sendo falsos.

Enquanto isso, o jornal norte-americano The New York Times publicou em sua versão on-line durante a noite de quinta-feira uma resenha, escrita por Michiko Kakutani, baseada na cópia que vem circulando pela internet.

A Bloomsbury chamou a resenha de “muito lamentável”, adicionando que faltava apenas um dia para a publicação oficial do livro nas livrarias de todo o mundo.

“Nós estaremos confiando e agradecendo o meio de imprensa que permitir que os fãs possam ler os livros sozinhos e deles mesmos e não suportaremos aqueles meios de imprensa que postarem e informarem notícias baseadas em informações falsas da Internet”, falou um porta-voz. “Nós gostaríamos que fãs do mundo todo pudessem ler seus livros no dia 21 de Julho e eles mesmos saberem o que vai acontecer. Faltam apenas poucas horas”, continuou o mesmo porta-voz.

Rowling, por sua vez, também fez uma declaração a respeito dos sites que vem noticiando resenhas e spoilers do último livro:

“Eu estou perplexa de que os jornais americanos tenham decidido publicar spoilers e resenhas negligentes, acabando com o desejo de milhões de leitores, particularmente crianças, que querem descobrir o destino final de Harry por elas mesmas e no tempo delas. Eu estou incrivelmente agradecida a todos aqueles jornais, livrarias e outros que escolheram em não espalhar a última aventura de Harry Potter para os fãs antes do seu lançamento”

Thanks, The Snitch and Reuters.

Comunicado à Imprensa – Bloomsbury
19 de julho de 2007
Tradução: Roberto Georg Uebel

Bloomsbury Publishing, a primeira editora de Harry Potter, está muito desanimada com os acontecimentos da última noite, com as vendas antecipadas na América de um pequeno número de cópias de Harry Potter and the Deathly Hallows, que quebrou o embargo mundial definido para o horário de lançamento do livro, às 00:01 do dia 21 de julho de 2007 (20:01min do dia 20 de julho de 2007 no horário de Brasília) nos Estados Unidos, Reino Unido e mais trinta países.

Nós estamos cientes de algumas especulações e informações sobre os “spoilers” da Internet, que supostamente são fragmentos das poucas cópias vendidas antecipadamente. Nós confirmamos que isso não é verdadeiro como a nota à imprensa do dia 18 de julho, divulgada pela editora americana de Harry Potter, Scholastic Inc informava. Os “spoilers” continuam sendo falsos.

A data de lançamento e o embargo das 00:01 do sábado, 21 de julho, estão sendo reforçados por todas, e sem exceção, editoras. Nós confirmamos que todos os clientes da Bloomsbury em 93 países do mundo estão cumprindo o embargo para manter os segredos do último livro para crianças e adultos leitores de Harry Potter.

Nós gostaríamos de agradecer aos nossos clientes e fornecedores pelo seu apoio de várias maneiras diferentes. Nós também gostaríamos de agradecer aos meios de imprensa pela sua observação e as restritas medidas adotadas para manter o embargo e preservar o segredo final para os leitores de Harry Potter.

J.K. Rowling falou a uma da tarde hoje, “Eu estou perplexa de que os jornais americanos tenham decidido publicar spoilers e resenhas negligentes, acabando com o desejo de milhões de leitores, particularmente crianças, que querem descobrir o destino final de Harry por elas mesmas e no tempo delas. Eu estou incrivelmente agradecida a todos aqueles jornais, livrarias e outros que escolheram em não espalhar a última aventura de Harry Potter para os fãs antes do seu lançamento”