As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ Livros ︎◆ O Enigma do Príncipe ︎◆ O Enigma do Príncipe

Dan Radcliffe comenta sobre Slughorn e muito mais

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Dan Radcliffe comenta sobre Slughorn e muito maisHorácio Slughorn

A emissora norte-americana MTV divulgou uma nova entrevista com o ator Daniel Radcliffe, que você pode conferir em vídeo aqui, sobre as gravações de Harry Potter e o Enigma do Príncipe e comenta sobre o papel do novo professor de poções Horace Slughorn.
Radcliffe não fala qual ator irá interpretar o novo personagem, mas comenta que durante a maior parte do filme ele será muito engraçado, mas que agora iremos ver a parte das trevas da história. A entrevista também fala sobre a cena chave do capítulo “Depois do Enterro” que será muito importante:

“O lado das trevas é certamente um dos pontos fortes do filme – a memória de Slughorn que dá novas informações sobre o jovem Tom Riddle e suas Horcruxes. Harry finalmente consegue recuperar a memória em um momento de grande tristeza e quando ele insiste para um Horácio que está em prantos para que ele apagasse os danos que fez e honrou Lílian Potter.”

O ator também comenta que “a tristeza e os mistérios de Slughorn, compensam os momentos de comédia”.

Além disso, conforme vocês devem ter visto nas últimas notícias, o ator está dando várias entrevistas a inúmeros jornais e canais de televisão para promover o seu novo filme, December Boys. Nós selecionamos algumas dessas entrevistas e as traduzimos para os nossos visitantes!

Para começar, Dan falou ao CW11 sobre December Boys, entrosamento com o elenco, Equus, e fez algumas referências à série Harry Potter. A tradução completa da transcrição pode ser lida aqui. No entanto, nós legendamos as partes que ele falou sobre Harry Potter e as condensamos com uma parte da entrevista concedida ao Access Hollywood, que ele citou “Deathly Hallows”. A sua tradução completa pode ser lida aqui, mas para quem preferir o vídeo, os links são:

YouTube | Download

Por último, ontem surgiram mais duas entrevistas; na verdade um pequeno trecho de uma entrevista feita por telefone ao Calendar Live, em que ele fala sobre seus cachorros, motivação e cenas românticas, e a outra é uma parte da entrevista dada ao Associated Press, na qual ele fala sobre a inconveniência de viajar de um hotel para outro, acarretando-lhe ter apenas uma única calça.

“Estas são as únicas calças que me restam, porque eu não tenho tido a oportunidade de lavar coisas tão frequentemente, porque nós temos ido de hotel a hotel, e os preços para lavar roupas de baixo são como extorção – é como, quatro dólares cada.”

Para ler a tradução de ambas, clique em notícia completa.

Thanks, The Leaky Cauldron, HPANA and SS.

DANIEL RADCLIFFE
Entrevista por telefone

Calendar Live
10 de setembro de 2007
Tradução: Raisa Garcia

Embora ele tenha terminado a escola, o rapaz de 18 anos de idade mora na casa de seus pais, em Londres. E neste final de tarde ele está lamentando que seus dois Border Terrier não estão com ele. “Eles são incríveis,” ele diz. “Eu sinto falta de meus cachorros.”

“Não é o dinheiro que me motiva,” Radcliffe diz. “É trabalhar. Você tenta adquirir o maior conhecimento possível, e você conhece muitas pessoas e equipes diferentes. É incrivelmente excitante.”

“Eu não acho que eu procuro conscientemente por cenas românticas, mas eu acho que não é muito sincero se eu passar meus anos de adolescente fazendo coisas que não têm nada a ver com adolescentes. Eu não acho que as pessoas acreditariam nisso.”

_________________________________________________________________________

DANIEL RADCLIFFE
Associated Press
10 de setembro de 2007
Tradução: Raisa Garcia

Radcliffe: (Sentando no sofá, puxando seu firme jeans escuro): Estas são as únicas calças que me restam, porque eu não tenho tido a oportunidade de lavar coisas tão frequentemente, porque nós temos ido de hotel a hotel, e os preços para lavar roupas de baixo são como extorção – é como, quatro dólares cada.

AP: Mesmo? Você poderia comprar umas novas por menos.
Radcliffe: Você provavelmente poderia, na verdade, mas elas aumentariam o peso da mala. Então eu estou usando as únicas calças que me restam enquanto faço essa entrevista.

AP: Então você lava sua própria roupa?
Radcliffe: Sim — bem, eu coloco na cesta e de repente ela volta limpa. Minhas tarefas envolvem principalmente manter meu quarto em um nível aceitável de limpeza, arrumação e padrões comuns de higiene.

AP: Você pode ver o piso.
Radcliffe: Pedaços do piso — é como um chão de remendos que eu tenho entre pôsteres e revistas.

AP: Eu li que você nunca se sentiu confortável assistindo a si mesmo na tela, isso ainda é verdade?
Radcliffe: Eu ainda não gosto. Não, eu não acho que qualquer ator goste, mesmo. Eu gosto dos filmes, eu gosto de assisti-los, eu só não gosto de me assistir, especialmente.

AP: O que você pensa quando se vê?
Radcliffe: “Deus, você tem uma boca estúpida,” qualquer coisa, apenas críticas totalmente negativas, basicamente.

AP: Mas você não sente que você foi melhorando em cada um?
Radcliffe: Sim, totalmente. Ah sim, sem dúvidas. Mas, você sabe, há um longo caminho a seguir.

AP: Você acha que você hoje entende a insanidade do fenômeno Harry Potter melhor do que no começo?
Radcliffe: De forma alguma. Eu acho que é quase impossível entender completamente. Quando você está no meio de algo, você não pode ver até onde isso pode chegar. E isso é meio que minha posição nisso. Eu conheci uma pessoa outro dia que disse, “Você é muito conhecido no Kuwait.”