Artigos

Harry e o Oscar não se entendem

Os filmes de Harry sempre vêm com muitos efeitos especiais e uma ótima trilha sonora, digna de encantar a Academia do Oscar e entrar para a lista dos indicados. Mas os filmes, ainda assim, nunca levaram uma estatueta para casa! Sheila Vieira fala hoje sobre os possíveis motivos para Harry não ganhar esse prêmio. Seria a falta de interesse da distribuidora? Implicância americana com os britânicos? Leia aqui e dê sua opinião!



Por Sheila Vieira

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dia 2 de fevereiro sai a lista dos indicados ao Oscar, a cerimônia tida como a maior premiação de Hollywood. Uma das novidades nesse ano é que a categoria Melhor Filme abrigará dez indicados, ao invés de cinco. Depois do anúncio, a mídia disse que se tratava de uma estratégia de marketing, para que filmes mais populares tivessem maior chance de indicação. No entanto, por mais bilheteria que tenham, os filmes de Harry Potter nunca foram muito prestigiados pela Academia.

O filme que mais obteve indicações foi ‘’Pedra Filosofal’’ (Direção de Arte, Figurino e Trilha Sonora). ‘’Prisioneiro de Azkaban’’ (Trilha Sonora e Efeitos Visuais), ‘’Cálice de Fogo (Direção de Arte) também receberam nomeações, enquanto ‘’Câmara Secreta’’ e ‘’Ordem da Fênix’’ sequer foram lembrados. Mas não podemos dizer que se trata de uma indisposição de toda a crítica contra os filmes, quando observamos o desempenho destes em outras premiações.

Entre as cerimônias de maior prestígio, a que mais reconheceu os filmes de saga tem sido o BAFTA, a versão britânica da Academia. Apesar de ser da Grã-Bretanha, o prêmio considera filmes de todas as nacionalidades, assim como o Oscar, logicamente dando preferência às produções em língua inglesa. Harry Potter foi indicado 22 vezes ao BAFTA e ganhou três estatuetas. ‘’Pedra Filosofal’’ e o filme de Cuarón concorreram a Melhor Filme Britânico e Robbie Coltrane foi citado na categoria Ator Coadjuvante, em sua primeira interpretação de Hagrid. Em 2010, Alan Rickman (Snape) foi pré-selecionado para essa mesma categoria por ‘’Enigma do Príncipe’’.

Isso significa que a Academia dos EUA olha com restrições os filmes britânicos? Certamente não, porque diversas produções e artistas de lá têm sido premiados com o Oscar, Kate Winslet que o diga. Seria então benevolência demais do BAFTA com a saga criada por uma conterrânea? Partindo para uma opinião pessoal, creio que também não. Vários atores coadjuvantes de Harry Potter apresentaram grandes trabalhos, bem como toda a equipe técnica de produção. Inclusive o próprio Oscar costuma premiar os ‘’blockbusters’’ nessas categorias.

O que se fala muito é que, para ter chances no Oscar, é preciso fazer campanha. Ou seja, promover exibições especiais para os membros da Academia, enchê-los de mimos, etc. Ao entrar nas páginas especializadas em previsões do Oscar, pipocam anúncios de filmes cotados chamando os votantes a assisti-los e inclusive já direcionando para qual categoria devem concorrer. Não por acaso as listas das premiações são extremamente parecidas. Será que a falha está então na equipe de marketing da Warner, ou talvez a grande bilheteria já esteja de bom tamanho para a distribuidora?

Se for esse o pensamento da Warner, creio que seja um erro. Por mais que o Oscar já não seja unanimidade há algum tempo, é ainda um dos eventos mais vistos no mundo e deixam certos filmes na memória das pessoas. De qualquer forma, os ‘’videntes’’ da internet apostam que ‘’Enigma do Príncipe’’ concorrerá a Direção de Arte e Trilha Sonora. Porém, no ano de ‘’Avatar’’, a probabilidade de Harry levar pelo menos uma lembrança para Hogwarts é remota.

Sheila Vieira é estudante de Jornalismo.