As Relíquias da Morte ︎◆ Parte 1

Rupert achava que o trio não ficaria junto até o final

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Rupert achava que o trio não ficaria junto até o finalPotterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Rupert achava que o trio não ficaria junto até o final
Rupert Grint será o destaque de abril da revista cinematográfica Total Film, uma das mais renomadas do segmento no Reino Unido. Na matéria consta uma entrevista na qual Grint fala sobre seu projeto atual, Cherrybomb e as gravações de Relíquias da Morte.
O intérprete de Rony Weasley comentou que, por enquanto, só recebeu o roteiro do primeiro dos dois filmes, que tem data de estreia prevista para novembro de 2010. Apesar de o processo de filmagens ainda estar em seus primórdios, o ator comentou que “de momento, parece que o filme vai ser ótimo”.

Quando perguntado sobre a reação que terá ao final da série que ocupou metade da sua vida, ele diz que ficará triste, mas que também anseia por ficar um pouco mais livre e descobrir, gradativamente, o que virá depois.

Sobre o final dos livros, o ator afirmou ter gostado do final escrito por JK Rowling e que “toda aquela coisa de 20 anos depois” será divertida. Ele também revelou que, por alguma razão, achava que alguém do trio principal não sobreviveria até o final da série.

O scan da matéria, proporcionado pelo fansite Ice Cream Man, já está em nossa galeria e pode ser conferido aqui.

Atualizado: A tradução da entrevista na íntegra já pode ser lida na extensão.

RUPERT GRINT
‘Rony enfim começa a crescer…’

Total Film
Abril de 2009
Tradução: Renan Lazzarin

Rupert Grint fala sobre o final de Potter e o drama de sexo em drogas Cherrybomb

Cherrybomb é uma mudança de ritmo para você…
É, acho que sim. Gostei muito do desafio. Tem uma cena de amor e umas partes bastante fortes de drogas. Foi um desafio e tanto, principalmente com o sotaque da Irlanda do Norte. É um sotaque difícil para se aprender.

O que você achou da cena de sexo?
Sim, foi bastante íntima. Houve muito nervosismo. Fiquei muito nervoso com ela.

Você acordava de ressaca como seu personagem Malachy, quando tinha 16 anos?
Definitivamente não me comparo com esse estilo de vida. É um mundo bastante assustador.

Você perdeu momentos por causa de Potter?
É, perdi muito porque não ia à escola. Ainda tenho contato com todos os meus amigos, então não foi tanto assim. Não me arrependo.

Rony vai ficar mais forte que Harry nos últimos filmes?
Talvez, porque Rony começa a crescer um pouco mais nos últimos.

Quanto tempo vão durar as filmagens dos últimos dois filmes?
Catorze meses. Vai ser bem longo, mas vai ficar legal. Só recebi o roteiro da parte um até agora. Estamos a ponto de começar a filmar e, de momento, parece que o filme vai ser ótimo.

Você tem medo de voltar, com toda aquela coisa de telas verdes?
É, às vezes nos sentimos assim porque é um processo realmente longo e lento. Mas ainda assim é divertido porque conhecemos uns aos outros e é uma atmosfera tão boa. Estamos juntos há 10 anos, então temos uma relação muito próxima.

Mudou muito em relação ao começo?
Antes era diferente, porque tínhamos aulas entre as gravações, então isso tomava muito do nosso tempo. Mas terminei a escola aos 16 anos – nunca tive muito interesse, na verdade. E eles realmente paparicam você. Todos temos camarins muito bons e tenho uma mesa de ping-pong. Ela é bastante concorrida. Jogo com Dan e Emma e somos bastante competitivos.

O que você achou de como JK Rowling terminou a história?
Eu realmente gostei, foi um bom final. Mas, na verdade, não era o que eu esperava. Por alguma razão, achava que ao menos entre eu, Dan e Emma não fôssemos fazê-lo. Mas acho que vai ser legal, aquela coisa de 20 anos depois. Deve ser divertido; todos eles crescidos.

Vai ser triste para você quando Harry Potter chegar a um final?
É, acho que vai ser bastante triste. Tem sido uma parte enorme da minha vida. Quando terminarmos, vai ter sido metade da minha vida. Mas também estou ansiando por um pouco de liberdade e quero ver como tudo flui.