J. K. Rowling

Rowling condena corte de remédio

borda1 - Rowling condena corte de remédiojkrowling - Rowling condena corte de remédio
J. K. Rowling, padroeira da MS Society Scotland (Sociedade de Esclerose Múltipla da Escócia), condenou uma decisão do Scottish Medicines Consortium (Consórcio Escocês de Medicamentos) de não recomendar Tysabri, uma droga que combate uma forma agressiva de esclerose múltipla, para pacientes seriamente afetados pela doença (quando os

outros tratamentos não foram efetivos). O motivo: o preço elevado do medicamento, que custa cerca de 15 000 libras esterlinas por cada paciente, anualmente. A Escócia é o país com a maior taxa de portadores da esclerose múltipla do mundo, cerca de uma a cada 500 pessoas. Rowling, que perdeu a mãe para a doença, disse:

Eu sei por experiência pessoal que esclerose múltipla pode ter um efeito devastador em todos que entram em contato com ela. Minha mãe sofreu terrivelmente com esclerose múltipla e era tão frustrante que havia pouco ou nada que os médicos pudessem fazer para ajudá-la.
Se uma droga pode ajudar a combater a esclerose múltipla – particularmente o tipo muito agressivo de esclerose múltipla relapsa de que estamos falando – ela não deveria ser cortada apenas por custos.
Mais uma vez, decisões sobre tratamentos estão sendo feitas por contadores ao invés de clínicos, e eu espero que as pessoas do MSP (Medical Service Plan – Plano de Serviços Médicos) irão falar em benefício das milhares de famílias afetadas pela esclerose múltipla ao redor da Escócia.

O MSP irá debater se o parlamento deplora a decisão do Scottish Medicines Consortium de não recomendar que Tysabri seja prescrito para pessoas com esclerose múltipla. Médicos ainda podem fazer um requerimento para conseguir Tysabri para seus pacientes individuais, mas alguns médicos afirmam que não estão conseguindo ter seus pedidos aprovados pelo governo. O Potterish deseja uma vitória para os pacientes e suas famílias.

Thanks Scotsman and Mugglenet.