Eventos

[Atualizado] Relato e novas imagens da exposição itinerante

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling [Atualizado] Relato e novas imagens da exposição itinerantePotterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling [Atualizado] Relato e novas imagens da exposição itinerante
Dentre os variados relatos e imagens que estão sendo frequentemente divulgados no decorrer desta semana, foi a vez dos websites Chicago Tribune e Mugglenet serem os mais recentes transmissores de novidades sobre Harry Potter: A Exposição.
Chapéu Seletor, vestimentas dos prisioneiros de Azkaban, cartazes de procura-se dos comensais Amico, Greyback e Bellatriz, bezoar e Feijõezinhos de Todos os Sabores são algumas das novidades que o Chicago Tribune divulgou.

As imagens se encontram em nossa Galeria e você pode conferi-las a partir deste link.

Por sua vez, Eric Scull do fansite MuggleNet divulgou um relato da exposição, fazendo uma longa e detalhada descrição dos objetos secundários presentes na exposição, como as tirinhas de Martin Miggs, um mostrador de poções e o manual Faça a Manutenção da Sua Vassoura.

Confira o relato na íntegra clicando na notícia completa!

Atualizado: o site Snitch Seeker divulgou quatro novas fotos do Ford Anglia na Exposição. Você pode conferi-las em nossa Galeria por meio deste link.

HARRY POTTER: A EXPOSIÇÃO
Relato após visita na véspera do lançamento

MuggleNet ~ Eric Scull
29 de abril de 2009
Tradução: Daniel Mählmann e Matheus Lisboa

Hoje foi o dia que o Museu de Ciência e Indústria em Chicago apresentou uma prévia de Harry Potter: A Exposição a vários representantes dos diversos fansites de Harry Potter. Eu, em nome do Mugglenet.com, estava entusiasmado em participar. A exposição abre publicamente amanhã e estará em Chicago até 27 de setembro. A sua próxima viagem é, neste momento, desconhecida, embora seus criadores (em uma discussão na mesa redonda realizada imediatamente após a nossa prévia) nos garantiram que ela irá viajar ao exterior.

Minha impressão imediata à entrada do museu foi que ele era o lugar perfeito para esse tipo de coisa. Os mostradores pelos quais passei em meu caminho para me apresentar eram lindos e espaçosos, e um planejamento cuidadoso ficou imediatamente aparente. Eu rapidamente encontrei Jeff Guillame do HPANA e Edward Drogos do The Leaky Cauldron esperando pacientemente na mesa. É sempre bom ver rostos familiares nesses eventos e, ainda melhor, eu estava entre bons amigos. Após alguns minutos, o resto do nosso grupo tinha chegado e nós fomos levados adiante através do Brain Food Court – depois do Big Idea Store – e subimos as escadas rolantes onde a nossa turnê começou.

A exposição é alojada em uma seção especial do museu construída especificamente para acomodar as necessidades e desejos do Exhibitgroup/Giltspur, a agência de marketing que criou isso. Fomos levados para fora, onde a fila começa e para um conjunto especial de portas. Assim que passamos por elas, não era difícil de esquecer onde eu estava…

“Olá! Vamos, venham todos e sejam bem-vindos!” Somos conduzidos para dentro por um indivíduo entusiasmado que nos leva para a primeira seção da exposição: o Chapéu Seletor. “Bem, então, nós temos algum voluntário?” Havia uma criança entre nós, mas ele rapidamente retirou a sua mão, citando uma experiência ruim com um Chapéu Seletor qualquer que o colocou na Sonserina. Eu saltei para frente e me tornei um Grifinório, e Tony do DanRadcliffe.com se tornou um Corvinal (após suplicar bastante no estilo de Harry “Sonserina não, Sonserina não!”). A voz que agora é tão familiar soa melhor do que nunca em nossa sala fechada. Então, era hora de avançar.

Através das portas na parede oposta estavam oito telas de vídeo, retangulares e penduradas verticalmente como retratos (com molduras em torno delas). Foi aqui que nós revivemos uma curta série de momentos memoráveis dos nossos filmes favoritos de Harry Potter, dispostos de tal forma a nos preparar para o que teríamos pela frente. A verdadeira entrada para a exposição se abre, como que por magia, ao final do pequeno vídeo. Se o som e a iluminação ainda não foram o suficiente para levá-lo, encarando você de cima está o Expresso de Hogwarts…

Os artefatos a ser encontrados para além deste ponto de entrada são muitos, e em vez de tentar dar uma passo a passo exato ou inventário (como pode ser encontrado em outros relatos), eu irei a partir deste ponto destacar os meus favoritos.

As Aventuras de Martin Miggs, a história em quadrinhos do Trouxa Maluco. Nós lemos sobre ele em Câmara Secreta, e aqui está uma edição colocada próxima a algumas posses escolares de Rony e Harry. Nesta edição, Martin tenta aprender francês. Esta história em quadrinhos era um dos vários adereços produzidos para aparecer nos fundos das tomadas nos filmes. Ainda que eu não o tenha visto, não há nenhuma atenção dada a ele pela narrativa dos filmes, e é uma das muitas coisas maravilhosas criadas por JK Rowling que eu, como leitor, ia simplesmente adorar ver realizado. Aqui está para o mundo todo ver!

Um manual de Faça a Manutenção da Sua Vassoura, para fora dos livros, descansa próximo a uma lista dos membros da Armada de Dumbledore, ao lado do berrador de Rony na sua forma fechada e aberta. Suco de abóbora (com uma abóbora na tampa!) e a carta de aceitação de Harry são alguns dos primeiros itens em exibição. A atenção aos detalhes em qualquer um desses adereços é extragavante. Eu notei pela primeira vez gravuras de um castelo no Ovo de Ouro da primeira tarefa do Tribruxo.

Um mostrador de poções apresenta o que só pode ser descrito como “coisas em jarros” próximo aos figurinos muito complexos do Professor Slughorn no próximo filme Harry Potter e o Enigma do Príncipe. Existe uma caixa rotulada bezoar, com bezoar dentro, e duas edições do Estudos Avançados no Preparo de Poções de Libatius Borage. Muito legal. Através do caminho está um visor de Adivinhação. O que é aquilo na xícara de chá? Ah não, é o Sinistro!

Talvez o meu visor favorito na exposição seja aquele do Professor Lockhart. Se não fosse por essa exposição, as muitas poses que o ator Kenneth Branagh fez para as várias excentricidades desse personagem estariam perdidas. É nada menos do que hilariante vê-lo nessas várias poses tanto para as capas dos livros quanto para as fotos autografadas. O retrato de sua sala de aula de DCAT,mostrando Lockhart pintando um retrato do Lockhart, é o pano de fundo para esses. Nesse visor de vidro também está um Teste de Conhecimento Essencial de Defesa Contra as Artes das Trevas. Sim, este é o exame de 27 questões estranhas apresentando as perguntas de uma boa visão de Gilderoy sobre ele mesmo – de outra forma apenas visível em uma cena deletada do segundo filme, e sem dúvida exigindo um olhar mais atento.

Através do caminho está um visor do escritório da Professora Umbridge. Eu tinha ouvido dizer por amigos que haviam visitado o set do quinto filme sobre o conjunto de cuidadoso de detalhes adotados na produção dos pratos de gatinhos agora vistos aqui. Uma coisa é vê-los na tela, e algo muito diferente tê-los na sua frente. Eu não fiquei tentado a comer em cima deles, no entanto acho que conheço algumas pessoas que comeriam.

Próximo estavam as atrações manuseáveis da exposição que valem, por si mesmas, aplausos de pé. Primeiro é a mesa de mandrágoras, onde tudo o que você precisa fazer é puxar as plantas e, antes de você perceber, existe uma mandrágora debaixo berrando para você. Eu nunca pensei que iria experimentar nada mais divertido do que um Whac-a-Mole, mas devo assegurá-lo, leitor, que eu estava errado.

Através da entrada da tenta de Quadribol a frente estão uniformes usados pela Irlanda e Bulgária, Cedrico Diggory, Harry e até mesmo Rony em Enigma do Príncipe. A atração manuseável nesse área é o Arremesso de Goles, em minha opinião um triunfo completo. Fãs que viram os filme devem ter uma bela e clara imagem da bola vermelha de couro conhecida como Goles, e irão saber que isso tem um formato estranho. Até agora, somente os atores e o pessoal do set tinham realmente segurado uma. Os visitantes não apenas seguram uma, mas meio que como um jogo estilo árcade, há gols colocados. Ao passar a Goles pelos aros o sino do arremesso de Quadribol de Hogwarts soa. O som do sucesso nunca será tão bom quanto ouvi-lo nos filmes, por enquanto eu coloco isso pra funcionar com minha mãos desnudas. Eu prevejo oficiais do museu precisando mover as pessoas à diante deste jogo após a primeira hora direta de jogo delas.

Dentro da Cabana de Hagrid, o traje que é impossivelmente dá as boas vindas. Uma placa próxima a cadeira de Hagrid diz “por favor, sente,” então nós sentamos. É imensa. Perto da lareira está a mesa, sobre a qual um ovo, ligeiramente quebrado, começa a balançar. A magia, de tudo isso, está viva nessa exposição. É real, alcançável e bem ali esperando para ser testemunhada.

Há 25 trajes pela exposição, e algumas que pertenceram a Harry, Rony ou Hermione nos primeiro anos. Até mesmo os trajes de Quadribol de Draco Malfoy em Câmara Secreta estão aqui, e garoto – eles são pequenos! Em um ponto, tais trajes são usados por pessoas vivas de onze e doze anos de idade. Em outras palavras para continuar, vendo-os na tela não deixa claro o quão Picotoo!!! o nosso trio favorito era.

Continuando eu percebi que estava começando a ficar mais escuro do lado de fora… ou melhor, do lado de dentro, e logo e me vi dentro da Floresta Proibida. Há centauros, sim, entre outras coisas. O uniforme escolar de Tom Riddle usado por Christian Coulson em Câmara Secreta está aqui, como também o diário completo dele com a presa do basilisco. Até onde pude notar, esse é a única Horcrux em exibição até esse momento. Há uma Chave de Portal, é a… Copa Tribuxo.

Duas peças de xadrez de Pedra Filosofal estão presentes. A torre parece ter oito pés de altura. Um dementador suspendido, muitos pôsteres de procurado do Filme Seis de Amico e Aleto Carrow, Bellatrix Lestrange e outros pendurados de forma preventiva. A estátua de Anjo da Morte do cemitério está presente, e no céu eu vejo que a Marca Negra foi lançada. Eu queria sair da escuridão logo o mais rápido possível, então eu saí. Eu encontrei meu caminho após um pilar de tocha antigo e enfeitado e respirei um sinal de alivio ao perceber que eu estava agora perto de entrar no Grande Salão. Decretos Educacionais pendurados na parede – cada um único e imponente.

Antes de entrar, eu percebi um traje no canto. É o Barão Sangrento. Esse é, em minha opinião, o traje “deve ver” da exposição, por quão excelente (e confuso!) isso é e o quão pouco nós percebemos de sua aparência no filme.

O Grande Salão é a última área da exibição com uma fartura de doces e comidas e sobremesas, alguns dos trajes de Dumbledore e sim, como nós reportamos em algum lugar, um Dobby nu parecendo um pouco confuso. Eu gostaria de clarear isso, na própria lista “deve ver” da exibição, Dobby é listado como um modelo de estudo usado para o segundo filme. Assim, ele deve ser dessa forma para que os artistas gráficos pudessem fazê-lo propriamente. Um diabrete da Cornualha presente em uma parte anterior é quase da mesma forma. Num canto distante do Grande Salão está uma sessão devotada ao Baile de Inverno. O vestido de Hermione, as roupas de festa de Rony estão inacreditavelmente perto. Não fica claro no filme quantas flores tem a roupa de Rony… Há muitas.

Nossa última parado é a loja de presentes. É muito excitante estar aqui. Globos de neve, bustos, bonecos de ação, os livros, os filmes, pins e butões de Hogwarts e chaveiros são encontrados em um único lugar.

De acordo com o material oficial lançado, quase 6.000lbs de cordame, luzes, caixas de som, cabos e efeitos especiais foram usados para criar a exposição e isso certamente não é difícil ver como. Do começo ao final, sentimos os lugares como se fossem nossos para explorar. A atenção as detalhes prestado por cada artista nas peças e trajes absolutamente brilham nesse ambiente intimo onde eles parecem viver e respirar sozinhos.

Na discussão de mesa redonda, eu sou apenas capaz de elogiar os fabricantes pelo trabalho bem feito. A exposição é o produto de 2-3 anos de trabalho conceitual e visualização e houve muita colaboração entre os fabricantes e os produtores dos filmes. David Heyman e David Yates também providenciaram suas histórias em algumas peças para o áudio tour da exposição, é algo que eu definitivamente irei voltar para testar.

Harry Potter: A Exposição não é apenas um “deve ver” para o cada fã de Harry Potter. Eu iria mais longe ao chamar isso da Meca dos fãs de Hary Potter, porque dentro é uma moradia de todos os elementos do que fizeram o mundo de J.K. Rowling tão mágico e um lembrete de como esse mundo pode facilmente existir no nosso próprio mundo.