A Ordem da Fênix ︎◆ As Relíquias da Morte

Pirataria em Cuba

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Pirataria em CubaCapa Livro 7 Britânica

Mais um país é alcançado pela pirataria. Já passado um mês desde o lançamento de Deathly Hallows, foi a vez de Cuba vender os livros traduzidos ilegalmente por um preço bem abaixo do normal. Além disso, Ordem da Fênix também já assume grande papel no setor clandestino.
Em qualquer locadora clandestina de Havana você pode alugar “Harry Potter e a Ordem da Fênix” por 5 pesos (mais ou menos 3 reais).

“Existem pelo menos duas versões piratas do filme circulando pela ilha. Em uma delas, Harry Potter é um garoto rico da Venezuela, no outro seu espanhol tem um forte sotaque boliviano. Em ambas as versões, há momentos em que o filme é interrompido por imagens pretas. O áudio também apresenta problemas. Mas nem isso impediu Potter de se tornar líder de vendas em Cuba.”

“Eu vendo uma dúzia de cópias todo o dia” disse um homem que não quis dizer seu nome, vendendo cópias cladestinamente com doze filmes diferentes na porta de uma padaria.

Outros aficcionados estão adquirindo as cópias piratas em Espanhol da última aventura: “Harry Potter and the Deathly Hallows“, o livro traduzido ilegalmente de 784 páginas pode ser encontrado em qualquer papelaria de Havana. Algumas outras pessoas ainda fazem o download do livro em um blog espanhol com a tradução feita apenas quatro dias após o lançamento do livro.

Estão sendo realizadas operações para localizar os focos da pirataria. Mas mesmo assim, o próprios fãs da série acabam por concordar com a pirataria devido à demora nos lançamentos.

O livro original “Harry Potter y lãs Relíquias de la Muerte” só será publicado por sua editora espanhola no próximo ano.

Thanks, Wizard News!