fbpx
Filmes e peças

[Atualizado] Para Radcliffe a série pode ser refilmada no futuro

Ontem, divulgamos que Harry Potter foi eleito um dos maiores personagens dos últimos 20 anos pela revista Entertainment Weekly. A revista publicou uma entrevista com Daniel (Harry Potter) na qual ele discutiu as chances de, futuramente, acontecer a regravação dos filmes.

[meio-2]Dan acredita que isto possa acontecer em 30 anos, imaginando que os livros e esses filmes permanecerão famosos e continuarão a ser lidos, como diz na entrevista:

“Os livros serão sucesso por décadas, o que me faz pensar que dentro de trinta anos veremos refilmagens de todos esses filmes”

Assim como o ator, muitos dos fãs acreditam na possibilidade e, mais que isso, que possa ser melhor ou tão boa quanto esta primeira representação que, porventura, tem seus dois últimos episódios: Relíquias da Morte – Parte I e II, lançados em 19 de novembro do ano corrente e em Julho do próximo.

Atualização: Confira uma entrevista de Dan à revisa na extensão da notícia. Ele fala sobre se sentiu a pressão por interpretar Harry Potter, como se preparou para o papel, se J.K. deu-lhe algum conselho para a atuação e o motivo de Harry ser um personagem tão interessante de se fazer.

Continue acompanhando o Ish para manter-se informado.

DANIEL RADCLIFFE
Daniel Radcliffe fala sobre como é interpretar Harry Potter

Entertainment Weekly
Maio de 2010
Tradução: Flávio Júnior

EW: Você tinha 11 anos quando foi escolhido para ser Harry Potter, que já era um fenômeno global. Você se sentiu pressionado?
Daniel:
Se eu fosse mais velho e um pouco mais ciente sobre o número de fãs que Harry tinha, eu teria me sentido mais pressionado. Ignorância e a confiança da juventude – foi o suficiente para superar isso.

EW: Como você fez para criar Harry? E como sua percepção mudou através dos anos?
Dan:
No começo, criar o personagem foi totalmente sobre o figurino e a aparência. Era a forma como as pessoas imaginavam-no. Sobre o que eu fiz para me preparar, foi bastante coisa: só aprender as falas. Sou ciente agora que há tantas formas diferentes de dizer qualquer fala.

EW: O que faz com que Harry seja interessante para você interpretar?
Dan:
Que ele não é perfeito. Ele é capaz de ser completamente arrogante, inteiramente teimoso e persistente e um pouquinho egoísta. Ele pode fazer dele mesmo algo como um mártir, quando ele realmente não tem que fazer. Todas essas características são maravilhosas, porque separam Harry do arquétipo de super-herói que você vê tão frequentemente na literatura infantil.

EW: J.K. Rowling ofereceu-lhe algum conselho sobre como interpretar Harry desde o primeiro filme?
Dan:
Eu pedi a ela por algum conselho no quinto filme. Eu falei para ele sobre o surgimento de Harry como o líder da Armada de Dumbledore. Ela disse que era muito importantes porque é a primeira vez que nós vemos Harry sendo um líder e, eventualmente, ele terá que liderar grande número de pessoas.

EW: Se você pudesse passar a sua adolescência interpretando qualquer outro personagem, quem seria?
Dan: Eu sempre fui inacreditavelmente invejoso do Tobey Maguire interpretar o Homem-Aranha. Eu acho que o Aranha é o super-herói mais legal.