Livros

Harry Potter deu às famílias algo mágico: tempo juntos

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Harry Potter deu às famílias algo mágico: tempo juntosPotterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Harry Potter deu às famílias algo mágico: tempo juntos

Os nossos visitantes talvez tenham notado que ultimamente tem havido um crescimento no número de religiosos apoiando a série “Harry Potter”, e inclusive vendo em suas histórias um grande aprendizado sobre amizade, amor, fidelidade e perseverança.
Ontem o Dayton Daily News publicou um artigo sobre como algumas famílias religiosas têm reagido com os livros, citando o fato de inicialmente muitas não concordarem, mas depois viram que “Harry Potter” não incentivava bruxaria.

Para algumas famílias, os temas obscuros de feitiços e bruxaria impediram que os livros de Potter fossem lidos. Mas Connie Neal, autor do livro “What’s a Christian to do with Harry Potter?” (O que um cristão tem a ver com Harry Potter?) acredita que tem havido uma positiva mudança de pensamento nos últimos anos, uma mudança que tem levado muitos a verem o livro no contexto mais de um conto de fadas do que de um livro de instruções de bruxaria.

Eu descobri que seria melhor me juntar a eles do que ignorá-los,” Neal disse. Neal também descobriu que ler a série com seus filhos criou ótimas conversas sobre vida, relações e perda.

Vocês podem conferir a tradução na íntegra em notícia completa.

A essa altura, mais alguém está curioso para saber se aquela fanática, Laura Mallory, que em agosto de 2005 começou a querer retirar os livros de Harry Potter das prateleiras escolares – rendendo-lhe o prêmio de “Maior Idiota do Ano” -, ainda continua com o mesmo pensamento sobre a saga?

HARRY POTTER
Famílias pro-Potter lêem os livros de Rowling com boa fé

Dayton Daily News ~ Brian Orme
22 de setembro de 2007
Tradução: Renata Grando

O encantamento da série Harry Potter de J. K. Rowling chegou ao fim com o último livro, “The Deathly Hallows”, e enquanto algumas famílias baseadas na fé têm lido avidamente os livros, outras têm mantido distância.

Agora que a série está completa, como os livros de Rowling afetaram as famílias de fé?

Joan Cook ajuda a liderar o grupo de culto na Igreja Comunitária Fish Gate, em Dayton. Sendo um professor de inglês, Cook começou a ler Potter para poder se conectar com seus estudantes. Ela também descobriu que Harry Potter criava uma saudável discussão dentro de sua própria família.

“Meus filhos (agora crescidos) ambos seguiram a série. Os livros nos ajudaram a discutir pecado, natureza, rebeldia, amor e redenção,” disse Cook.

Para algumas famílias, os temas obscuros de feitiços e bruxaria impediram que os livros de Potter fossem lidos. Mas Connie Neal, autor do livro “What’s a Christian to do with Harry Potter?” (O que um cristão tem a ver com Harry Potter?) acredita que tem havido uma positiva mudança de pensamento nos últimos anos, uma mudança que tem levado muitos a verem o livro no contexto mais de um conto de fadas do que de um livro de instruções de bruxaria.

“Eu descobri que seria melhor me juntar a eles do que ignorá-los,” Neal disse. Neal também descobriu que ler a série com seus filhos criou ótimas conversas sobre vida, relações e perda.

E, enquanto alguns crentes usaram o livro de Potter para discutir assuntos relacionados à fé, outros leram a série inteira por puro entretenimento.

Cecil Brown e sua esposa Susan, de West Milton, decidiram ler o livro com seus filhos, Katie, 16, e Adanm 12. Quanto a afetar a fé deles, de jeito nenhum, disse Cecil. “É um livro de ficção, as questões de fé não foram realmente levantadas.”

Daniel Johnson JR, de Cincinnati optou por ler os livros de Potter com sua filha e disse, “Eu não diria que ler o livro fortaleceu a fé dela, ou enfraqueceu. Nós lemos o livro principalmente por diversão.”

A série de Harry Potter deu à algumas casas cristãs uma experiência de fé e para outros, proporcionou incontáveis horas de ficção compartilhada. De qualquer modo, os livros de Rowling deram a muitas famílias algo mágico: tempo juntos.

Brian Orme é um pastor associado à Igreja Comunitária em West Milton e um autônomo escritor religioso. Mande um email para [email protected] ou leia mais em www.brianorme.com