Eventos ︎◆ Jogos ︎◆ Produtos

Gêmeos Phelps comentam video game de EdP em entrevista

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Gêmeos Phelps comentam video game de EdP em entrevistaPotterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Gêmeos Phelps comentam video game de EdP em entrevista
No fim de outubro passado, aconteceu na famosa Trafalgar Square, em Londres, o evento Be The One, organizado pela EA Games, e os atores James e Oliver Phelps, intérpretes dos Gêmeos Weasley, estiveram presentes para promover o jogo de Enigma do Príncipe.
Lá, representantes do fansite SnitchSeeker conseguiram entrevistá-los, discutindo principalmente sobre a experiência de participar da dublagem de um video game, além de suas impressões e preferências quanto aos jogos do menino-bruxo.

Embora não tenham participado do processo de criação do sexto game da série, ambos enfatizaram que este é o melhor jogo Potter até agora:

[Enigma] é melhor no sentido de que os gráficos são mais preparados, há mais o que se fazer nele, existe muito mais interação, e tem o duelo no Wii, que é uma novidade. Então é bem legal, porque você pode lutar contra seus amigos.”

Além da entrevista, o Snitch também divulgou algumas imagens dos atores no evento. Entre elas, estão cinco nas quais podemos ver ambos duelando no jogo baseado no sexto filme da franquia. Você pode conferir as fotos neste álbum de nossa galeria.

Por sua vez, a tradução da entrevista na íntegra está disponível na extensão.

JAMES E OLIVER PHELPS
Exclusivo: SnitchSeeker entrevista James e Oliver Phelps

SnitchSeeker ~ EmmaRiddle
10 de fevereiro de 2008
Tradução: Renan Lazzarin

A primeira vez que você começou a contribuir com os video games foi com Ordem da Fênix; como aconteceu isso?
Oliver: Basicamente, a EA disse: “vocês querem fazer suas vozes para o jogo?” E somos grandes fãs do jogo. Pelo que eu me lembro, foi meio que “Sim, queremos!” E foram muito bons com isso e funcionou muito bem.

Quantas falas vocês tiveram no jogo?
James: Tivemos algumas falas, mas, para ser honesto, o roteiro era mais de sons para o jogo em si. Simplesmente fomos lá e fizemos nosso trabalho. Eles perguntaram, “Tem alguma coisa que queiram acrescentar, tirar ou fazer de novo?” Então é meio que fazer um filme na questão de que há um roteiro. Nos encontramos com os desenhistas, e os desenvolvedores ficaram muito felizes por nos mostrar como todo o jogo é feito. Isso realmente nos interessou, só por ver como vai da concepção artístico ao corte final.

Então houve algum momento engraçado ou gafe?
James: Estávamos assistindo uns caras que estavam, não me lembro agora de quem era, mas estavam como quando você leva uma surra, “Argh, argh. Au.” – esse tipo de coisa. Tinha uma câmera e ela estava focada neles falando aquilo para um microfone como se ele fosse louco. (risos) Como se ele estivesse tendo um chilique.

Quanto tempo levou para gravar as vozes?
James: Acho que fizemos umas quatro sessões.
Oliver: Com cerca de uma hora e meia cada, eu diria. E então você também precisa fazer uma variação de tudo o que diz. Mas foi muito legal. E o estúdio é realmente interativo. Cada vez que íamos lá, eles nos mostravam com o jogo estava progredindo. Foi muito interessante de se fazer.

Como se sentem agora, tendo feito os personagens com suas vozes, sabendo que milhares de crianças estão se divertindo com o jogo?
James: Você meio que esquece que o fez quando vai jogar. Bem, fizemos tantas falas que não conseguimos nos lembrar de quem disse o quê. É um pouco difícil quando você está jogando outros jogos, assim como quando você está num personagem. É meio que como ter o personagem perfeito de… nesse aspecto é muito legal.
Oliver: Também é bastante engraçado quando você está jogando e fica correndo por aí como Harry Potter, ou Fred, ou Jorge com uma varinha e vê o que eles fazem. Vê o que eles dizem.
James: Uma das razões pela qual eles nos gravaram no estúdio fazendo isso era porque quando fazemos nossas ações, eles podem acrescentá-las ao personagem falando. E quando estão fazendo isso fica muito real. É muito verdadeiro.

Como foi quando vocês foram à Alemanha para promover o video game de Enigma do Príncipe?
Oliver: É, foi muito legal porque nunca havíamos estado numa feira de jogos com aquela. E poder representar a marca Harry Potter lá foi muito bom. Mesmo que nossos personagens não estejam no jogo em si, foi muito legal nos gabar de nossas habilidades em Wii, que não são muitas. Conhecemos o Sonic e foi muito legal. Ele era muito menor e mais devagar do que pensávamos.

Como o jogo de Ordem da Fênix se compara ao de Enigma do Príncipe?
James: É melhor no sentido de que os gráficos são mais preparados, há mais o que se fazer nele, existe muito mais interação, e o duelo no Wii, é uma novidade. Então é bem legal. Você pode lutar contra seus amigos, e tem uma preparação de poção na qual você pode usar sua varinha para fazer a sua própria poção.

Sabemos de algumas pessoas que fizeram vozes para Enigma do Príncipe: Rupert, Tom, Bonnie, Evanna… Sabem de mais alguém que tenha feito as vozes?
Oliver: Realmente não sei.

Sabemos que vocês não fizeram. Por que não fizeram desta vez?
James: Nossos personagens não estão tanto no jogo porque não estão na escola e é lá onde o jogo realmente acontece. Então, infelizmente não nos chamaram dessa vez. Mas, como dissemos antes, foi legal que a EA ainda nos chamou para ver como estava a criação e dar nossa opinião. E eles nos mostraram como os personagens têm cabelo individual. Os detalhes são incríveis.
Oliver: E mostraram os diferentes níveis da água, e como a luz muda nela, conforme o dia e a noite vão passando. Detalhes como este – um ou dois caras, é o trabalho deles se certificar de que está perfeito. Você percebe isso mais quando está no jogo, mas também aprecia quando vê todos os trabalhos individuais.

Qual é o seu jogo favorito de Harry Potter?
Oliver: De todos, eu provavelmente diria Enigma do Príncipe, pelo que jogamos no aspecto de dois jogadores, os gráficos também estão melhores do que antes, e simplesmente gostei muito do duelo. Acho que muita gente vai gostar, principalmente com o Wii.
James: Eu diria o mesmo. Gosto dos jogos nos quais você pode interagir, então por essa razão também.