O Enigma do Príncipe

[ATUALIZADO] Entrevistas de EdP em novos artigos

A Warner Bros. lançou uma série de artigos contendo entrevistas com atores e equipe técnica, além de inúmeros Spoilers do sexto filme da série. Cada um deles possui um foco específico, variando dos triângulos amorosos do filme até a missão de Harry de destruir Horcruxes.
Como são muitos artigos, vamos liberando pra vocês à medida que eles forem sendo traduzidos pela nossa equipe. Enquanto isso, confira o artigo intitulado “Professor Slughorn” via ScarPotter, clicando em Notícia Completa. Neste, elenco e equipe técnica discutem a importância do professor na história.

Num segundo artigo, são comentados os triângulos amarosos presentes no filme. Confiram um trecho abaixo:

Hermione odeia tanto Lilá,” disse Watson brincando. “O fato dela estar com Rony seria razão suficiente, mas eu acho que Hermione a odeia principalmente porque Lilá é o perfeito oposto dela, de todas as formas. Ela vê Lilá como uma garotinha risonha, cabeça-de-vento, que quer atenção, e não pode suportar isso. Hermione é forte e esperta, o que pode ser intimidador com rapazes. Eu não acho que ela saiba como se maquiar e arrumar o cabelo, então ela acha difícil competir com uma garota como Lilá nesses termos.

Já um terceiro nos traz citações do David Heyman e Radcliffe falando sobre a missão de Harry de achar e destruir as horcruxes.

Exceto pela parte em que Harry e Dumbledore chegam à ilha em que tudo dentro da caverna acontece, o set é inteiramente virtual, projetado no computador. Nós tivémos nosso primeiro set totalmente virtual no último filme, então nós abordamos este aqui com um pouco mais de confiança.”

O quarto nos traz as novidades do quadribol presentes neste filme.

Uma coisa que David Yates realmente queria fazer era colocar o Rupert lá em cima com um equipamento e pegá-lo distraído, de modo que o filmamos numa variedade de ângulos em que teríamos apenas que atirar nele 20 Goles de uma vez.

O quinto nos traz citações dos atores Frank Dillane e Hero Tiffin que interpretaram o Tom Riddle adolescente e criança, e alguns detalhes das filmagens.

Stuart Craig diz que o exterior do orfanato foi inspirado por um prédio de Liverpool. “Havia essa estrutura de tijolos monolíticos que dominava tudo ao redor. Era muito sinistro, parecido com uma prisão, e o design era resultado disso. Para o interior, usamos essas telhas vítreas. Era tudo escuro, opressivo e se encaixava perfeitamente no ambiente que queríamos criar para o orfanato.

O sexto nos traz citações dos atores que interpretam personagens do lado das trevas, incluindo Helena Bonham Carter:

Ela é um tanto piromaníaca, e agora que a guerra começou pra valer, ela pode ser tão anárquica e perversa quanto quiser. Ela está verdadeiramente louca; não existe meio-termo com Belatriz e é isso que faz com que ela seja tão boa para se interpretar.

Atualizado: Terminamos de traduzir todos os artigos. Lembramos que o texto está repleto de spoilers do filme! Thanks to Snitch Seeker!

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Professor Slughorn

Julho de 2009
Scar Potter

Com “Harry Potter e o Enigma do Príncipe” perto de estrear, Yates faz uma observação: “A atmosfera no mundo bruxo está muito tensa, porque Voldemort retornou de seu esconderijo”.
Com suas forças ainda maiores depois do retorno do Lorde das Trevas, os Comensais da Morte estão atacando à vontade, e nem o mundo dos trouxas foi poupado do terror. Quando fumaças negras circulam sobre Londres, as pessoas olham para cima, sentindo um perigo nem um pouco familiar. De repente, três Comensais da Morte saem da fumaça e voam pela cidade, deixando rastros de destruição por onde passam. Não podendo ser vistos a olhos nus, eles passam pela Ponte Millennium (Londres) fazendo com que ela comece a empenar, até cair: os pedestres tentam correr para tentar salvar suas vidas.

Heyman faz uma relação: “A anarquia feita pelos seguidores de Voldemort, que começou a exterminar o mundo bruxo, está agora se espalhando pelo dos trouxas”.

Começamos com Harry Potter em uma cafeteria de uma estação de trem, com um dos olhos na notícia sobre o ataque à ponte no Profeta Diário e o outro em uma bela garçonete (e ele nem a tenta persuadir antes de perguntar de que horas seu turno termina). Mas antes que Harry pudesse continuar com a cantada, o professor Dumbledore aparece na estação e literalmente o leva correndo para uma missão misteriosa.

Barron nota: “Harry não faz nem ideia de onde eles estavam indo ou o que Dumbledore espera dele quando eles chegam lá. Mas ele sabe que se Dumbledore pediu para que ele fizesse algo, é porque é importante, então Harry não faz perguntas; ele simplesmente vai”.

Mais uma vez no papel do venerável professor Dumbledore, Michael Gambon comenta: “A relação entre Harry e Dumbledore neste filme vai além da relação de diretor e estudante. Como Harry cresceu de uma criança para um jovem inteligente, a afinidade deles cresceu e se tornou mais que uma amizade íntima”.

Heyman dá mais detalhes: “O que vemos neste filme é Dumbledore preparando Harry para carregar o fardo. Como vimos no passado, ele é novamente uma figura paterna para Harry, mas Harry também não é mais a criança do início da história. Já é um jovem homem e então Dumbledore lida com ele de igual para igual. Mas ainda assim vemos Dumbledore o guiando e o ajudando no preparo de seu futuro – um futuro inevitável que envolve um confronto com Voldemort”.

Chegando à vila de Budleigh Babberton, Dumbledore o leva para a casa de uma família trouxa, que aparenta ter sido revirada. Apesar de parecer que ela esteja inabitada, não demora muito até Dumbledore descobrir algo estranho escondido no meio da bagunça: Horácio Slughorn. No passado um popular professor de Poções em Hogwarts, Horácio se aposentou vários anos antes, levando consigo memórias de seus melhores alunos, incluindo Tom Riddle, que demonstrava um interesse particular nas Artes das Trevas.

Quando todos acreditavam que Voldemort estava morto, lembranças do garoto que ele era pareciam apenas uma pequena consequência. Mas agora que Voldemort provou estar muito mais que vivo, a história da transformação de Tom Riddle no Lorde das Trevas pode até ter revelações sobre o seu poder. E Dumbledore está certo de que Horácio Slughorn se lembra de Tom Riddle muito bem, pois Tom foi um dos seus alunos favoritos.

Barron explica: “Slughorn é um arrivista. Ele adora conhecer as melhores pessoas e nomear as próximas celebridades do mundo bruxo. Ele tem imenso orgulho destes alunos terem passado por suas aulas enquanto ele era professor de Hogwarts, e de poder contar com estes estudantes. Ele apela para a vaidade”.

O veterano Jim Broadbent, intérprete de Horácio Slughorn, descreve seu papel como “um personagem fascinante e rico. Ele é apaixonado por sua profissão e incrivelmente conhecedor das poções. Ele é excelente, mas também tem falhas. Existe um segredo obscuro em seu passado que pesa muito nele. Ele fez de tudo para não revelar… e é aí onde Harry Potter entra. Harry é a isca para que Slughorn volte a trabalhar em Hogwarts”.

Expondo grande prazer na glória alcançada pelos seus mais premiados alunos, Slughorn deixa fotografias deles em uma prateleira para onde ele pode apontar com orgulho. E Dumbledore não tem dúvidas de que o famoso Harry Potter – o próprio Eleito – seria o que ele pode chamar de “a joia rara” da sua coleção.

Entretanto, Slughorn faz o que pode para não parecer tão ansioso para isto: “Ele insiste em ter um escritório grande e um salário melhor”, Broadbent declara.

O pedido de Slughorn para um escritório melhor foi atendido pelo designer de produção Stuart Craig e sua equipe. “Este era o objetivo: dar a ele um escritório substancial”, Craig disse. “Queríamos que ele fosse rico e dramático, com uma forma arquitetônica forte. Tem uma lareira enorme e um terraço com vista para as montanhas. O mais necessário de tudo era um senso teatral, como se encaixasse no personagem”.

“O set estava magnífico. Que bom que Horácio exigiu melhores acomodações”, Broadbent sorriu. “Estava maravilhoso”.

A designer de figurino, Jany Temime também se divertiu criando o armário para o personagem que ela descreve como “um pouco elegante. Professor Slughorn é praticamente um senhor inglês excêntrico, que ama bons vinhos, comida de qualidade, companhia boa e, obviamente, roupas elegantes. Vestimos ele com paletós de tweed, feitos, com tamanhos grandes e pequenas gravatas. E ele também tem um terno de velour, que ele usa na festa de Natal. Ele aparenta ser extremamente importante. Ao mesmo tempo, ele parou de trabalhar por um tempo, e suas roupas já viram dias melhores, então, embora suas roupas sejam lindas, há poucos botões saindo, e por aí vai”.

Temime revela que ela também adicionou algumas coisas para fazer com que Broadbent fique na medida do personagem: “Tivemos que colocar mais tecido, pois ele Slughorn é muito mais rechonchudo do que Jim é na realidade. Quando nos encontramos para o primeiro teste de figurino, ele veio como Jim Broadbent e saiu como o professor Slughorn. Foi um prazer trabalhar com ele”.

Yates concorda: “Jim é encantador. Ele tem uma capacidade tremenda tanto para a comédia quanto para o drama e eu sabia que ele iria trazer muito mais experiência para o elenco. Slughorn é um personagem interessante, e Jim não estava com medo de se arriscar e tentar coisas que eram delicadas, mas ainda assim atadas à verdade. Slughorn é muito esnobe; ele apenas se interessa em conversar com a pessoa mais importante da sala e ignora a todo o resto. Pensei que Jim poderia colocar um pouco de graça com isso e ele fez”.

“Sentimos muita sorte de ter um ator do calibre de Jim conosco na família Harry Potter”, complementa Heyman. Desde o primeiro filme, somos muito honrados pelo tamanho do talento atuante de nosso elenco, e ele é um dos melhores. Ele foi uma presença agradável e generosa nos sets”.

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling [ATUALIZADO] Entrevistas de EdP em novos artigos

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Triângulo amoroso

20 de junho de 2009
Tradução: Júnior Colares

Como um novo ano começa em Hogwarts, Dumbledore apresenta aos estudantes reunidos no Salão Principal o retorno do professor de Poções, Horácio Slughorn. Ele também revela que Severo Snape, finalmente, conseguiu realizar sua ambição de se tornar professor de Defesa Contra as Artes das Trevas.

Os estudantes também foram avisados sobre as novas medidas de segurança, que Dumbledore explica que são para proteger tanto eles quanto a escola das ameaças dos Comensais da Morte. No entanto, os jovens bruxos estão prestes a descobrir que não existe fórmula mágica para ajudá-los a passar pela sua adolescência, romances, ciúmes, paixões, amores não correspondidos e rivalidades, o que deve ser familiar para os que são, ou não, adolescentes.

David Barron ilustra, “Pela primeira vez, vemos que Harry tem sentimentos por Gina Weasley, que está saindo com Dino Tomas, para grande preocupação de seu irmão, Rony, que se apaixonou loucamente por Lilá Brown, deixando Hermione, que é apaixonada secretamente por Rony, assistindo tudo de lado, de modo que ela começa a sair com Córmaco McLaggen, embora ela faça isso apenas para fazer ciúmes ao Rony… Bem vindo a vida normal de um adolescente”, ele diz.

Voltando para o papel de Hermione Granger, Emma Watson observa, “esses personagens geralmente enfrentam problemas enormes , como a luta contra o mal, por isso é fácil esquecer que somos apenas adolescentes. Para mim, esse filme é mais parecido com uma comédia romântica do que os outros, já que nós vamos ver eles lidando com primeiro amor, ciúmes e insegurança e todas as cosias que sempre estão envolvidas com namoro.”

Em “Harry Potter e a Ordem da Fênix”, Harry teve seu primeiro beijo com Cho Chang. Nesse filme, vemos ele começar um novo relacionamento com uma velha amiga, já que ele descobre que a pequena irmã de Rony, Gina, é agora uma jovem mulher. Bonnie Wright, que também tem crescido no papel de Gina diz que a atração de Harry por sua personagem não é novidade para ela. “Como uma garota, Gina é fã do melhor amigo de seu irmão mais velho, mas ela nunca acreditou que ele sentiria algo, já que ele é amigo de seu irmão. Ao longo dos anos, eles desenvolveram uma ligação; ela entende que Harry tem uma responsabilidade com o resto do Mundo Bruxo e que ele é visto como “O Escolhido”. Mas o que ela não percebe é que ele começou a gostar dela também. Isso é uma surpresa tanto pra ela quanto pra ele”. Ela sorri.

Mas, além do início do romance entre Harry e Gina, também há a questão do seu namorado, Dino Tomas (Alfred Enoch). Rony foi severo com Dino, querendo proteger sua irmã, e Harry prefere não ver essa situação voltada para ele. Radcliffe disse, “Harry está começando a sentir algo realmente forte por Gina, mas o irmão dela é seu melhor amigo e ele não quer arriscar a amizade. Ao mesmo tempo, ele quer beijar Gina e isso se torna um dilema para ele. Acho que é uma boa diversão e muito doce”.

No entanto, o irmão mais velho de Gina está envolvido em seu próprio triângulo amoroso. Rony Weasley oficializa o namoro com seu primeiro amor, embora os fãs sempre suspeitassem que ele e Hermione alimentassem um amor entre eles sem nunca admiti-lo. Mas Lilá Brown nunca guardou seu amor por Rony em segredo e não perde uma oportunidade de demonstrar sua adoração.

“Rony finalmente ganha uma namorada nesse filme”, diz Rupert Grint. “No início, ele acha que é ‘o cara’. Mas, depois de um tempo ele começa a achar que Lilá é um pouco sufocante e ela começa a assustá-lo. Ela o chama de ‘Uon-uon’ e lhe dá jóias, e Rony não sabe como lidar com isso. Ela o deixa doido”.

Heyman comenta, “Lilá é uma força da natureza. Ela é uma jovem adorável, mas de forma alguma reservada. Ela está o tempo todo em cima do Rony, que não está acostumada a uma mulher agressiva assim. Mas, inicialmente, ele até que está gostando, e quem pode culpá-lo? O romance deles é uma ótima fonte de humor e realmente exercitar seus músculos cômicos, o que é um atrativo.”

“Rupert é um comediante nato,” Yates afirma. “Ele sempre vinha com essas coisinhas surpreendentes que nos faziam rir. Então foi muito bom direcioná-lo a essas cenas cômicas, o que foi algo que não tive oportunidade para fazer n‘A Ordem da Fênix.’”

Para o papel da atirada Lilá Brown, os produtores escalaram a novata Jessie Cave, que descreve sua personagem como “enérgica e muito física, o que é bem libertador. O jeito dela de conquistar o Ron é pular nele, beijá-lo e praticamente o estrangular com seus abraços, mas isso deixa as outras pessoas descrentes. É uma coisa corajosa de se fazer; poucas garotas seriam bravas o suficiente para agir assim, mas ela usa isso pra conseguir o que quer, e geralmente consegue. Eu também acho que ela deve esconder muitas inseguranças. Ela definitivamente tem camadas, e é isso que faz dela um personagem tão bom.”

“Jessie Cave é fantástica,” Heyman diz. “Nós vimos muitas garotas para o papel, mas quando vimos Jessie, não havia dúvidas–ela era nossa Lilá Brown. Também havia uma química entre ela e Rupert.”

Lilá também dá a Ron seu primeiro beijo, mas é muito diferente do puro e muito pessoal beijo compartilhado por Harry e Cho no último filme. Do contrário, Ron e Lilá estão no meio de uma platéia que vibra, quando Lilá põe os braços ao redor do pescoço de Rony e põe um longo beijo em seus lábios. “Foi um pouco embaraçoso, porque nosso primeiro beijo foi em uma sala cheia de gente, não como o do Dan. Nós dois estávamos nervosas,” Grint confessa, “mas quando sobrevivemos a algumas tomadas, estava legal.”

A medida que a cena do beijo se aproximava, Radcliffe planejava tomar uma pequena vingança em seu colega de elenco. “Eu estava ansioso para que Rupert beijasse Jessie. Eu aguentei piadas o bastante quando beijei Katie no último filme, então agora era minha vez,” ele comenta.

Uma pessoa, entretanto, não está feliz com as amostras abertas de afeição de Lilá por Rony: Hermione, que tem amor secreto por Ron, enquanto ele continua sem idéia disso. Yates reconhece, “Eles podem não parecer um casal comum de muitas formas, porque ela é tão brilhante, organizada e séria, e ele não parece ser qualquer uma dessas coisas. Mas há algo mais que os aproxima.”

Hermione não tem sido exatamente honesta sobre seus sentimentos, e agora ela está de coração partido—temendo ter perdido sua chance e, pior ainda, para uma garota que ela não pode suportar.

“Hermione odeia tanto Lilá,” disse Watson brincando. “O fato dela estar com Rony seria razão suficiente, mas eu acho que Hermione a odeia principalmente porque Lilá é o perfeito oposto dela, de todas as formas. Ela vê Lilá como uma garotinha risonha, cabeça-de-vento, que quer atenção, e não pode suportar isso. Hermione é forte e esperta, o que pode ser intimidador com rapazes. Eu não acho que ela saiba como se maquiar e arrumar o cabelo, então ela acha difícil competir com uma garota como Lilá nesses termos.”

As diferenças entre as escolhas de roupa de Lilá e Hermione são bem evidentes. Jany Temine diz que as roupas de Lilá são criados para serem tão femininos e coloridos como o nome dela. “Nós lhe demos muitas coisas bonitas para vestir. Ela tem uma roupa diferente para cada cena para mostrar que ela é uma garota que adora roupas. Mesmo quando está de uniforme, ela acrescenta alguns toques pessoais, como um lenço em seus cabelos”.

Em contrapartida, Temine diz, “Hermione é baixa para o que ela veste, muito descontraído, prático. Ela é linda porque Emma é uma linda garota, mas Hermione é o tipo de garota que acredita que seu cérebro é o seu melhor, por isso ela não tenta impressionar com suas roupas”.

Mas nem Lilá nem Hermione contam com uma poção do amor usada em uma caixa de chocolate combinada com o inesgotável apetite de Rony para conseguir o seu objetivo.

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling [ATUALIZADO] Entrevistas de EdP em novos artigos

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Missão do Harry de achar as Horcrux

20 de junho de 2009
Tradução: Thais Tardivo

O objetivo de achar e, com esperanças, destruir a fonte da imortalidade e de poder de Voldemort envia Harry e Dumbledore em uma arriscada jornada a uma caverna isolada situada nas profundezas de penhasco ventoso. Stuart Craig recorda, “Quando estávamos fazendo nossa expedições por locações, nós achamos os Penhascos de Moher no oeste da Irlanda e imediatamente pensamos que eles seriam espetaculares para a entrada da caverna”.

Os cineastas queriam que o interior da caverna parecesse vasta sem medidas, “então não havia possibilidades de construir aquilo fisicamente”, Craig reconhece. “Exceto pela parte em que Harry e Dumbledore chegam à ilha em que tudo dentro da caverna acontece, o set é inteiramente virtual, projetado no computador. Nós tivémos nosso primeiro set totalmente virtual no último filme, então nós abordamos este aqui com um pouco mais de confiança”.

O interior da caverna parece ser feito de formações geométricas de cristais, então Craig e sua equipe começaram pesquisando várias formações de rochas. Eles também visitaram uma caverna de cristal quartzo e uma caverna de cristais de sal para estudar as propriedade de superfícies de cristais. “Reproduzir cristais de sal necessita de muita pesquisa e desenvolvimento (R&D) e muitos experimentos com resinas sintéticas”, o produtor comenta. “O desafio foi criar algo que fosse mágico mas verossímil ao mesmo tempo. Foi também um desafio para Tim Burke e nossa equipe de efeitos visuais e também para (diretor de fotografia) Bruno Delbonnel. Como você ilumina essa ilha de cristais reluzentes no meio de um grande vazio negro? Todo mundo foi parte do processo; foi uma colaboração animadora”.

Dentro do vão da caverna, Harry e Dumbledore enfrentam perigos terríveis como, pela primeira vez, Harry é forçado por Dumbledore a assumer o controle. Radcliffe declara, “Quando Dumbledore leva Harry nessa missão, é uma espécie de ritual de passagem. Ele está iniciando o Harry em algo que ele no fim terá que fazer. Esse é o começo da história sobre derrotar Voldemort, e Harry nunca esquivaria dessa responsabilidade”.

E, se eles triunfarem ou não, novos e ainda mais terríveis ameaças os esperam em Hogwarts.

Heyman reflete, “Há uma fala no filme em que Dumbledore diz, ‘Mais uma vez, preciso pedir muito de você, Harry’. Ele se sente culpado? Eu não sei se ele se sente culpado, mas ele sabe que Harry está crescendo eu acho que isso é parte da educação de Harry potter. Dumbledore sabe que no fim Harry será quem deve esfrentar Voldemort, e apresentando Slughorn a ele e o expondo à história de Voldemort e o levando na jornada que faz, ele está preparando Harry para a batalha final que acontecerá”.

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling [ATUALIZADO] Entrevistas de EdP em novos artigos

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Quadribol

20 de junho de 2009
Tradução: Daniel Mählmann

As rivalidades românticas atingem as partidas de Quadribol, onde Rony e Córmaco McLaggen estão ambos tentando uma vaga no time de Quadribol da Grifinória. Esperando conseguir a atenção de Hermione, o bonitão e atlético Córmaco decidiu concorrer contra Rony pela posição de Goleiro. “Ele é um exibido arrogante que pensa que é o melhor em tudo”, afirma Freddie Stroma, que interpreta Córmaco. “Ele quer dar maus momentos ao Rony para depois ir atrás da posição de goleiro… e Hermione.”

“Rony está compreensivelmente intimidado por ele, porque Córmaco está em um nível físico que Rony nunca estará”, diz Heyman. “Mas, com alguma ajuda de seus amigos, Rony coloca Córmaco em seu lugar.”

O diretor da segunda unidade Stephen Woolfenden revela, “Uma coisa que David Yates realmente queria fazer era colocar o Rupert lá em cima com um equipamento e pegá-lo distraído, de modo que o filmamos numa variedade de ângulos em que teríamos apenas que atirar nele 20 Goles de uma vez. A reação verdadeira a tudo voando para cima dele de uma vez foi feita para uma visão muito divertida, e a sua natureza improvisada também tornou mais fácil para ele olhar como se não estivesse no controle.”

Além da equipe de testes, há também uma partida real entre Grifinória e Sonserina. “Foi muito bom trabalhar nas cenas de Quadribol, que é algo que eu não pude fazer no último filme”, Yates diz. “Desde o início, nós queríamos explorar o quão exigente fisicamente é esse esporte, porque se você está voando por aí em cima de uma vassoura a 97 Km/h, tentando evitar Balaços e outros jogadores, isso pode ser muito perigoso. No nosso Quadribol, você vê jogadores colidindo no meio do ar e caindo, por isso é visceral e muito rápido.”

“Nós queríamos que fosse como ‘Rollerball – Os Gladiadores do Futuro’ em vassouras”, acrescenta David Barron. “É mais duro e grosseiro do que o Quadribol já foi antes, mas também é muito divertido.”

Woolfenden diz que a ação de desordem do esporte voador “foi uma mistura maravilhosa de departamentos, todos trabalhando juntos: efeitos visuais, dublês, efeitos especiais, câmera, figurino…”

Os equipamentos de voo usados para as cenas de Quadribol nos filmes anteriores tiveram que ser redesenhados para “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”, principalmente porque as crianças têm crescido. O supervisor dos efeitos especiais John Richardson oferece, “Os equipamentos de vassoura que tínhamos no passado foram todos criados para crianças pequenas, e agora nós estamos lidando com rapazes e moças grandes. Tudo tinha de ser reprojetado.”

Houve vários equipamentos diferentes utilizados para capturar a ação de voar em grande altura, incluindo um chamado equipamento Matrix, que poderia girar rapidamente um ator ou dublê sobre qualquer eixo, mantendo-os em segurança garantida. O coordenador de dublês Greg Powell observa, “Isso nos deu uma grande amplitude de movimento em um movimento fluido bem legal, mas era muito seguro.”

“Eles poderiam girar de uma maneira e então de outra, e de lá para cá… parece ótimo, mas eu odiaria fazer isso depois do almoço,” Richardson brinca.

Outros equipamentos incorporados para filmar a sequência de Quadribol incluíram: um braço mecânico, onde a vassoura poderia ser montada e manual ou mecanicamente manipulada; um gigante impulso russo, que literalmente poderia lançar uma pessoa pelo ar, permitindo à câmera capturá-la em queda livre; e, é claro, um trampolim tradicional.

Jany Temime projetou os novos uniformes de Quadribol, incluindo um traje de treinamento, que ela descreve “basicamente como um colete com acolchoamento extra nos braços e pernas e um capacete de couro. O uniforme do jogo é, obviamente, mais glamouroso do que o traje de treinamento. Tudo foi feito à mão. Era absolutamente suntuoso.”

Completando o visual do uniformes do jogo, o supervisor de efeitos visuais Tim Burke e a sua equipe acrescentaram digitalmente as capas dos times na pós-produção. Eles fizeram as capas parecerem estar em movimento acrescentando velocidade ao efeito.

O diretor de arte Stuart Craig também atualizou a aparência do estádio de Quadribol. “Nós colocamos nele mais torres e elas estão mais próximas, o que ofereceu aos jogadores mais oportunidades para voar para dentro e fora delas”, ele explica. “Isso, adicionado à ação com coisas sibilando pelas proximidades. Existem também arquibancadas apropriadas. Acho que é absolutamente mais impressionante.”

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling [ATUALIZADO] Entrevistas de EdP em novos artigos

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
O passado de Voldemort

20 de junho de 2009
Tradução: Adriana Couto Pereira

Harry na verdade não tem idéia de quem é o Príncipe Mestiço. Tudo o que ele sabe é que foi o antigo proprietário de um velho livro escolar, que Harry encontrou quando entrou para a turma de Poções do Professor Slughorn. Yates adianta: “O livro diz que é ‘Propriedade do Príncipe Mestiço’, mas não há um nome ou qualquer outra identificação, então sua identidade é um enigma. Mas quem quer que seja, era obviamente alguém muito esperto; ele era capaz de pegar fórmulas tradicionais de certas poções e feitiços e deixá-las significativamente melhores. Era um pensador original, mas também um tanto quanto sinistro. As coisas que ele deixou eventualmente levam Harry a um clima muito intenso.”

Feitas à mão nas bordas do livro Estudos Avançados no Preparo de Poções, as anotações do Príncipe Mestiço ajudaram a transformar Harry em uma estrela ainda maior durante a aula de Slughorn, o que se encaixa perfeitamente nos planos de Dumbledore. Ele sabia que o professor de Poções tentaria “colecionar” Harry e sugeriu claramente que Harry permitisse. Michael Gambon explica: “Dumbledore sabe que Slughorn está escondendo informações importantes sobre o jovem Tom Riddle, mas precisa que Harry o faça revelá-las.”

Dumbledore acredita que a chave para derrotar Lorde Voldemort está em seu passado; portanto, ele está apanhando todas as memórias que encontra sobre Tom Riddle, tentando vislumbrar quando e como Riddle ganhou o conhecimento que o permitiu se tornar, como ele diz, “o mais perigoso bruxo das trevas de todos os tempos.” Cada lembrança que ele encontra é cuidadosamente etiquetada e guardada em um frasco de vidro, incluindo suas mais antigas lembranças. Apanhando uma delas, ele derrama o conteúdo em uma Penseira e mostra a Harry sua primeira memória de Tom Riddle como uma simples criança.

Harry vê um jovem Dumbledore chegando ao Orfanato. O diretor de arte Stuart Craig diz que o exterior do orfanato foi inspirado por um prédio que ele visitou enquanto procuravam locações na zona portuária de Liverpool. “Havia essa estrutura de tijolos monolíticos que dominava tudo ao redor,” ele descreve. “Era muito sinistro, parecido com uma prisão, e o design era resultado disso. Para o interior, usamos essas telhas vítreas que são típicas das instituições vitorianas porque eram duráveis e fáceis de limpar. Era tudo escuro, opressivo e se encaixava perfeitamente no ambiente que queríamos criar para o orfanato.”

Dentro do orfanato, Dumbledore é levado até um quartinho sem graça e saudado pelo frio olhar do jovem Tom Riddle. O papel de Tom aos 11 anos é interpretado por Hero Fiennes Tiffin, que é o sobrinho de Ralph Fiennes, o ator que interpreta Lorde Voldemort. “Tom é um garoto depressivo e sinistro”, diz Tiffin, que tinha 10 anos quando ganhou o papel do garoto Tom Riddle. “Ele tinha esses poderes especiais e podia machucar qualquer um se quisesse. Ele não tinha nenhum amigo no orfanato, então roubava as coisas dos outros porque isso faz com que se aproximem dele. É muito triste.”

“Hero foi fantástico,” disse Heyman. “Ele é um garoto adorável e encantador, e ainda assim foi capaz de criar um desapego melancólico e um senso de controle que eu acho que brilha na tela.”

“Ele é realmente a criança mais doce que alguém poderia querer conhecer,” confirma Yates. “Ele aceita a direção tão bem. Não é muito difícil porque ele já é bem carismático, então eu só preciso ajustar as emoções, deixando-o muito tranquilo e calmo.”

Dumbledore diz a Tom que, em Hogwarts, ele aprenderá a usar e controlar a magia. Ele parte sem saber as engrenagens que colocou em funcionamento, “mas é assustador perceber que os dados foram lançados há tantos anos atrás,” diz David Barron.

Depois, Dumbledore mostra a Harry outra memória, essa do Tom Riddle de 16 anos, que havia se tornado um dos pupilos prediletos de Horace Slughorn. Frank Dillane, que faz o papel do Riddle adolescente, nota: “Tom é muito encantador, mas bastante manipulador também. Sua relação com Slughorn é um tanto deturpada. Quer dizer, na relação aluno/professor, o professor deve ser o que possui a autoridade. Mas pelo que vemos, Tom é quem parece estar puxando as cordinhas.”

“Frank fez um trabalho incrível deixando transparecer que há algo se preparando logo abaixo da superfície,” diz Barron. “Tom é espantosamente educado, mas ainda assim há algo vagamente preocupante sobre ele que obviamente enerva Slughorn.”

Nessa noite em particular, Tom se demora após uma das reuniões de Slughorn e pergunta a ele “algo sobre magia rara.” Mas Slughorn fica irritado e o interrompe, recusando-se até a discutir tais assuntos e mandando-o sair do quarto.

Harry fica compreensivelmente confuso até Dumbledore explicar que a memória é falsa. Ela foi alterada por seu dono, Horácio Slughorn. E qualquer informação que Slughorn tenha dado a Tom poderia levá-los ao único jeito de derrotar Voldemort. De alguma forma, Harry deveria fazer Slughorn superar sua culpa e seu medo e divulgar qual é, na realidade, a sua lembrança.

“Isso representa um progresso real para Harry como personagem,” Yates observa. “Harry está lutando uma guerra, então quando Dumbledore diz que, com essa memória, ele poderá derrotar Voldemort, é tudo o que ele precisa saber. Matar Voldemort é o que primeiramente guia Harry, então Slughorn se torna apenas um meio para um fim. É um ponto de partida definido para vermos Harry trabalhando com esse cara para conseguir o que quer.”

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling [ATUALIZADO] Entrevistas de EdP em novos artigos

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Tom Felton fala sobre Draco Malfoy

20 de junho de 2009
Tradução: Pablo Junior

Um estudante, entretanto, não tem tempo para diversão e jogos. Draco Malfoy foi convocado pelo próprio Lord Voldemort para dar cabo de uma missão de grande importância e conseqüências maiores ainda. É uma tarefa que vai além de seus anos de instrução, mas Draco a aceita de bom grado porque assim ele receberá o reconhecimento que deseja… e, ele pensa, dará a ele, afinal, o status para se nivelar ao de seu arqui-rival: Harry Potter.

Voltando ao papel de Draco Malfoy, Tom Felton se permite dizer: “ele sempre teve inveja da atenção que Harry recebia e seu posto no mundo bruxo como ‘O Eleito’. Agora Draco tem a oportunidade de ser ‘O Eleito’ e ele tira proveito disso a princípio. Eu acho que essa é a maioridade dele, desde que seu pai foi preso em Azkaban e ele tem que salvar o nome da família. Ele quer provar a Voldemort que ele é o homem certo para o trabalho mas, acima disso, fazer seu pai orgulhoso”.

A maturidade de Draco é evidente também em sua maneira de se vestir. Ele descartou seu uniforme da escola a favor de um terno preto e até mesmo da bengala de seu pai. “Ele é o filho de seu pai e se veste de acordo com isso”, Temime comenta. “Queríamos realmente mostrar que ele se considera de saída de Hogwarts”.

Todavia, a tarefa que foi inculcada a Draco é tão terrível e arriscado que sua mãe, Narcissa Malfoy, afronta a ira do Lord das Trevas ao ir à casa de Severo Snape para pedir que ajudasse seu filho a completá-la. Helen McCrory, que faz o papel da aristocrática matriarca Malfor, relata: “Pediram a Draco para realizar uma tarefa incrivelmente perigosa e ela acha que ele não é capaz de completá-la. Então, ela trai o que acredita ser uma causa justa para assegurar a segurança do filho. Ela está desesperada. Naquele momento, eu acho que ela devia estar secretamente furiosa com Voldemort… uma coisa é pedir sua lealdade, mas é outra coisa pedir pela vida de seu filho. Narcisa pode ser uma vilã, mas ela é uma boa mãe”.

Narcisa é acompanhada por sua irmã, a malévola Comensal da Morte, Belatriz Lestrange. Belatriz insiste dizendo a sua irmã que é uma honra que Draco tenha sido escolhido pessoalmente pelo Lorde das Trevas para executar seus planos, enquanto sibila sua desconfiança de Snape. Quando ele conta a Narcissa que ajudará seu filho, Belatriz testa sua decisão ao forçá-lo a fazer o Voto Perpétuo.

Helena Bonham Carter, que está de volta no papel de Belatriz Lestrange, observa: “Eu acho que Belatriz sente desdém por Snape e por outros porque ela foi a mais fiel ao Lorde das Trevas. Ela acredita que é a favorita de Voldemort porque foi para Azkaban e o apoiou quando ele desapareceu, enquanto acha que Snape é um covarde que apenas mantém os dois lados felizes”.

Saboreando sua vitória e encorajada pelo retorno de Voldemort, Belatriz se comporta de maneira violenta e enlouquecida pelos mundos bruxo e trouxa, causando mortes e destruição. Aterrorizando o país com o lobisomem notoriamente selvagem Fenrir Greyback (Dave Legeno) e outros Comensais da Morte, ela deixou até o adorado Beco Diagonal em ruínas. Mas ela tem um deleito particular em caçar Harry Potter – zombando dele pela morte de seu padrinho, Sirius Black, causada por ela – e seus melhores amigos, especialmente a família Weasley.

“Ela é um tanto piromaníaca”, Bonham Carter declara, fazendo alusão ao destino do lar Weasley quando ela e Greyback fazem uma visita não programada nas férias, com resultados desastrosos. “E agora que a guerra começou pra valer”, ela continua, “ela pode ser tão anárquica e perversa quanto ela quiser. Ela está verdadeiramente louca; não existe meio-termo com Belatriz e é isso que faz com que ela seja tão boa para se interpretar”.

Enquanto Belatriz e seus comparsas causam a desordem, Draco se esgueira pelo castelo e testa um misterioso Armário Sumidouro dentro da Sala Precisa, que está bem diferente daquela sala mostrada no último filme. “A natureza da Sala Precisa é a de encontrar o que você deseja, ela vai ter uma inevitável aparição distinta de tempos em tempos” aponta Craig. “A arquitetura é a mesma, com aquele imenso teto abobadado, mas nosso tema desta vez foi fazê-la mais um depósito gigante”. As massas de móveis que vão do chão ao teto e outros itens aleatórios fazem dela um lugar perfeito para camuflar ou esconder certos itens… de acordo com o que se deseja.

Como temido pela mãe de Draco, a gravidade de sua missão começa a se transladar em torno do jovem bruxo. “Ele não bem o homem que pensa que é”, Felton confirma. “Nos anos anteriores, ele se mostrou confidente e metido, mas agora vemos que ele é muito mais fraco do que deixara transparecer. Adorei mostrar um lado mais vulnerável dele”.

“Draco sempre quis ser o centro das atenções”, Yates diz. “Ele quer ser ‘O Eleito’, aquele que todo mundo faz comentários sobre, e ele acha que por realizar a terrível missão que Voldemort preparou para ele, ele alcançará a glória. Mas a pressão de tudo o atinge, e vemos que ele começa a se fragmentar… que foi divertido para Tom fazer e para eu dirigir”.

“À medida que a história progride, vemos que ele começa a se resolver”, Heyman afirma. “Ele só tem 16 ou 17 anos de idade e tem que encarar o fardo de fazer coisas que ele sabe que são muito obscuras. Será que essas coisas são verdadeiras para sua natureza? Podemos ter sido levados a crer que sim. Será essa a verdade final? Não estou tão certo. Draco Malfoy sempre foi o contraste malvado… um tanto tolo realmente. Mas começamos a ver que por baixo daquela aparência orgulhosa e arrogante habita uma pessoa frágil e vulnerável, que eu penso serem freqüentemente características de provocadores. Foi muito importante para David Yates explorar a complexidade de cada personagem, sendo bons ou maus, e ele e Tom fizeram um trabalho brilhante ao trazer profundeza e humanidade a Malfoy e sua jornada”.

“Adoro trabalhar com Tom”, Yates aponta. “Ele é apaixonado pelo trabalho, e acho que ele fez umas coisas bem especiais por nós nesse filme”.

O comportamento de Malfoy levantou as suspeitas de Harry Potter, que está se tornando mais e mais convicto de que seu nêmese de longa data é agora um Comensal da Morte formado, apesar das dúvidas expressas por Rony e Hermione. Certamente não há nenhum resquício de amor entre eles e Draco Malfoy, mas eles não podem acreditar que ele tenha ido tão longe. Radcliffe declara: “O que Harry pensa é: se o pai de Malfoy era um, por que não ele? Ele começa a perseguir Malfoy na tentativa de descobrir o que ele anda fazendo”.

Quando Harry encurrala Malfoy, a primeiro luta verdadeiramente física entre eles acontece. Embora Harry e Draco nunca tivessem se dado bem “nossa relação sempre fora um pouco de falar grosseiro um com o outro; nunca houve nenhuma violência de verdade”, diz Felton. “Desta vez, a coisa fica mais intensa, por assim dizer”.

Feitiços são atirados para frente e para trás até que Harry lança um estouro esmagador com um feitiço devastadoramente poderoso e potencialmente letal… um feitiço que ele aprendera com o Príncipe Mestiço.