fbpx
As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças

David Heyman disserta sobre a saga, o Bafta e mais

O produtor da Saga desde o seu berço, David Heyman, falou hoje à BBC sobre a condecoração que J.K. Rowling e ele receberão da comissão do BAFTA nesse domingo. Lembrando que esse prêmio representa a síntese da contribuição da franquia ao cinema britânico. [meio-2]David dissertou acerca do fazer dos filmes em relação ao reconhecimento agora recebido:

“Estivemos fazendo esses filmes por 10, 11 anos até agora e toda a jornada tem sido absolutamente fantástica. Mas, receber esse reconhecimento da BAFTA é algo extraordinário e um presente. Não fazemos filmes pelo legado. Fazemos filmes para fazer o melhor possível. A coisa mais importante é que o publico goste deles. Por enquanto eles parecem ter gostado muito. Fato é que conseguimos um prêmio como o de Michael Bokon é uma honra gigante e uma coisa que cada membro da equipe vai apreciar. Mas isso, é realmente o glacê do bolo.

Vimos pessoas crescerem durante os 10 anos de Harry Potter e conhecemos seus ofícios. Tem sido um grande campo de treinamento para muitos aqui. Então tomara que essas pessoas continuem a trabalhar dentro da indústria. Acho que um filme depois do outro gera novos talentos e espero que tenhamos feito parte disso.”

Além disso, ele tratou dos efeitos especiais, traçando uma relação entre essa indústria no Reino Unido e o desenvolvimento de tais técnicas com o tempo. Por fim, deixou seu comentário sobre as impressões que a saga deixou nele:

“Acho que de alguns modos crescemos à medida que os efeitos visuais cresceram. Você olha para os efeitos no primeiro filme e francamente, eles são inferiores. Você pode ver como a qualidade dos efeitos visuais tem melhorado, da mesma forma que foi aperfeiçoada nos nossos filmes. Acho que em termos de efeitos especiais Britânicos em particular, fizemos parte de um crescimento e desenvolvimento.

Harry Potter tem sido único. Tenho certeza que nunca serei parte de qualquer coisa bem como essa. Haverá outras experiências únicas e especiais na minha vida e carreira, creio. Não haverá nada como Potter. Se algo tivesse que vir novamente e eu tivesse sorte o suficiente para fazer parte isso, o abraçaria de coração. Mas acho que é improvável. Para mim que estive envolvido com isso desde 1997. Aprecio esses últimos 14 anos. Eles foram fantásticos.

Algumas imagens da seleção dos lugares no Royal Opera House, lugar que ambientará a cerimônia do BAFTA. Claramente é possível ver a posição de destaque de Emma Watson. Veja-as aqui e aqui.