J. K. Rowling ︎◆ Livros ︎◆ Morte Súbita

J.K. Rowling fala sobre sua ligação com “Harry Potter”, sua vida e “The Casual Vacancy” à ABC1

A escritora J.K. Rowling foi entrevistada pela jornalista australiana Jennifer Byrne e a conversa resultou no especial “J.K. Rowling: Life After Potter” (“J.K. Rowling: A Vida Após Potter”, traduzido para o português), onde a autora fala sobre sua vida após finalizar a série “Harry Potter”, os desafios que enfrentou ao escrever “The Casual Vacancy” e a trama de sua nova obra para adultos.

O especial foi transmitido três horas após o lançamento do novo romance da escritora, na quinta-feira, dia 27, pela emissora australiana ABC1 e uma prévia da entrevista já havia sido divulgada. Confira logo abaixo o vídeo completo do especial:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sobre o último livro da série “Harry Potter”, concluído em 2007 no Hotel Balmoral em Edimburgo, Rowling disse que sentiu durante meses saudades da série após seu término e também sentiu falta de escrever. Quando terminou de escrever “Harry Potter e as Relíquias da Morte” ela chorou, pois após dezessete anos com o mundo bruxo e com Harry foi difícil ver aquela porta se fechando.

Jo terminou de escrever “Harry Potter e a Pedra Filosofal” em um flat emprestado e quando sua mãe morreu, ela, com 25 anos de idade, estava escrevendo o livro. A série acabou se tornando uma espécie de conexão dela com toda a sua vida e concluí-la fez lembranças surgirem em sua mente a cada instante, uma experiência que para ela foi muito emotiva.

A britânica ainda revelou que o primeiro livro salvou sua sanidade, pois naquela época ela estava passando por momentos difíceis e estava sofria de depressão, o livro lhe deu algo bom para fazer, um foco em sua vida.

A autora aprofundou a discussão sobre os personagens e seus caminhos emocionais, contando spoilers, e falou também sobre como foi escrever com a liberdade de fazer o que bem entendia e sobre a pressão e expectativas criadas sobre o livro.

Novamente o assunto sobre as vendas do livro “50 Tons de Cinza” foi tratado e Rowling disse que poderia ter vendido mais livros se Harry tivesse sido mais criativo com sua varinha, mas ela não escreve pensando na venda dos livros e nem em quanto lucrará.

Por fim a autora falou sobre as possibilidades, que só existirão caso ela tenha uma grande ideia, de escrever um novo livro envolvendo o mundo bruxo e como gosta de escrever tanto para o público infantil quanto para o adulto. E nos créditos do programa foi mostrado alguns erros de gravação da entrevista com Jo.

E lembrando que logo o especial legendado será postado no Potterish!