Não categorizado

Mini-Entrevista com Gambon

borda1 - Mini-Entrevista com Gambondumbledore - Mini-Entrevista com Gambon
O ator que interpreta nosso amado diretor Dumbledore fez uma rápida sessão de Perguntas & Respostas para o Time. Ele fala brevemente sobre o mito que é Dumbledore para as crianças, o crescimento de Daniel Radcliffe com Equus e sua carreira em geral, tudo com uma magnífica pitada do fino humor que só os cavalheiros britânicos têm. Para ler a entrevista NA ÍNTEGRA, clique aqui.

Thanks Time and Mugglenet.

PERGUNTAS & RESPOSTAS MICHAEL GAMBON

Michael Gambon interpreta um britânico abolicionista do século XVIII no novo filme Amazing Grace e Dumbledore, o diretor, nos filmes de Harry Potter.

O que você acha do modo silencioso como os abolicionistas conseguiram que o trabalho fosse feito?
É meio que um thriller, não é? Será que eles conseguirão?

Qual era a das perucas empoeiradas?
Vai saber. Os cavalheiros as usavam. Era um sinal de rebeldia tirá-las. Meu personagem tira a dele bastante.

Você é um ator de teatro. Como que interpretar Dumbledore mudou sua base de fãs?
Eu estava na cadeira de maquiagem recentemente, e alguém trouxe duas crianças. Eu tirei a barba, e elas começaram a chorar. Elas mal podiam acreditar no que viam.

O que você pensa da estréia nos palcos de Daniel Radcliffe em Equus?
Ele está crescendo. Ele é um verdadeiro ator de teatro agora. Ele está pelado nessa coisa, então todas as garotas irão lá pra ver. Eu ficaria aterrorizado correndo ao redor do palco sem nada. Quando você pára de correr, uma coisa continua se mexendo. Eu aposto que ele não pensou nisso.

Ouvi que você costumava carregar por aí uma foto de Robert de Niro.
Eu escrevi nela “Eu amo trabalhar com você, Mike. Você é o maioral. Muito amor, Bob.” Ele não escreveu. Eu escrevi, pra deixar meus amigos com inveja.

Você mostrou pra ele quando ele te dirigiu em The Good Shepherd?
Eu tenho uma foto verdadeira dele agora. Ele escreveu “Feliz Aniversário, Michael.”

Porque os atores britânicos são melhores em discursos de premiação do que os americanos?
Preparação. Eles são arrogantes o suficiente para acreditar que vão ganhar.

Voce já devaneou como a vida seria diferente se você tivesse sido escalado como James Bond?
Eu estaria num jatinho particular. Eu tentei há anos atrás. Eu sou amigo do novo James Bond, Daniel Craig. Eu interpretei o pai dele em uma peça em Londres. Todo o talento dele, eu que ensinei. Ele deveria estar me dando algum dinheiro. Ele é o melhor Bond de todos os tempos. Ele parece que poderia te matar. Na vida real ele é um molenga.