Livros

Laura Mallory se defende

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Laura Mallory se defendePotterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Laura Mallory se defende
Atlanta Journal-Constitution deu a voz a Laura Mallory, mãe de quatro filhos que já pediu a remoção dos livros de Harry Potter das escolas de Nevada duas vezes e teve os dois pedidos negados. Agora, Mallory aproveita para esclarecer alguns “mal-entendidos”, e nos explica o que é mito, e o que é realmente verdade. Um trecho, você lê abaixo.

“Precisamos de Deus novamente na América. Ele é aquele que diz ‘não minta, roube ou mate’, para o nosso próprio bem. Do mesmo modo, ele também nos diz que bruxaria, incluindo o uso de feitiços, é uma abominação, que significa: detestável, repulsivo, repugnante, imoral, detestável. E nós achamos bom ler esse material?”

Para ler o restante da notícia, clique aqui.

Depois de toda a argumentação, respondemos com uma só pergunta: A Sra. Mallory leu os livros?

Thanks, TheSnitch.

A geração de hoje enfrenta males como em nenhum outro momento da história, com o bombardiamento de imagens violentas, sexuais e ocultadas por grande parte de nossos meios de comunicações modernos.

Minhas tentativas neste caso recorrem a parte desse mal que está sendo levado às nossas crianças, mesmo nas escolas públicas. Com o ilusório, empolgante, e infantil pacote de bruxaria na série de Harry Potter, nossa juventude vê a bruxaria não só como boa e divertida, mas também como uma fantasia inofensiva.

Eu gostaria de esclarecer alguns mal entendidos sobre o caso, e compartilhar um pouco do meu coração.

Mito: estamos tentando banir Harry Potter.

Verdade: Esse caso teve início quando percebemos os livros nas salas de aula de nossos filhos na escola elementar. Disseram-nos na escola que tudo na biblioteca escolar poderia ser usado nas salas de aula. O pedido original de Agosto de 2005 pediu que os livros fossem retirados das salas de aula e bibliotecas devido ao conteúdo extremamente violento e diabólico, à propagação da bruxaria (Wicca) e à censura em relação às idades. Não estamos tentando banir os livros de Harry Potter. Os livros vão poder, logicamente, serem publicados nas livrarias ou vistos em bibliotecas públicas, mas não precisam ser encorajados, concedidos e lidos em voz alta nas bibliotecas e nas salas de aula de nossos filhos. Ou eles estão prontos para abrir a bíblia e rezar nas escolas e salas de aula e lê-la em voz alta também?

Mito: Esta é uma luta de uma só mulher.

Verdade: Eu nunca estive sozinha nesta “luta”. Há centenas e até milhares de outros pais que se portaram contra a série Harry Potter e suas pregações neste geração. A American Library Association (Associação das Bibliotecas da América) classifica os livros de Harry Potter como os mais provocadores do século 21, tendo reconhecido mais de 3 mil provocações em âmbito nacional. Além do mais, houve muitas pessoas que viraram grandes amigos e que têm escrito, chamado e ajudado com seu amor, estímulo, rezas e doações. Sem eles, não poderia ter continuado este caso.

Não tem sido um caminho fácil para mim, embora eu saiba que não posso desistir dele. Deus tem estado comigo, respondendo a rezas específicas e me renovando com Sua palavra e Seu desejo, e meu marido de quase 13 anos tem estado comigo – estou muito gratificada. Isso nunca foi uma luta de uma só mulher; se fosse, acredite em mim, nunca teria chegado tão longe.

Mito: Bruxaria é somente fantasia inofensiva

Verdade: Este é, talvez, o maior mito de todos. A dessensibilização da América em ocultar isso não é somente triste, mas também perigoso. Precisamos seriamente renovar e retornar às raízes tradicionais Judeus-Critãos em que nosso país abençoado foi fundado.

Perdi as contas de quantas vezes disseram que esses livros eram “somente fantasia”. Mas se você quiser saber a verdade, por favor, continue lendo e faça sua própria pesquisa.

Não só Bruxaria é uma religião real, intrigando sutilmente e seduzindo nossas crianças e adolescentes em números sem precedentes, como também é perigosa, geralmente deixando seus seguidores na escuridão, depressão e até mesmo suicídio. Isso foi verificado por uma jovema de Lawrenceville e pela Sra. Marsha McWhorter, uma enfermeira registrada e formada em terapia familiar e de casal, ambos ouvidos no Gwinnett County em 20 de Abril de 2006, coincidentemente, o aniversário do trágico tiroteio na Columbine High School.

Naquela audincia, planejei ler parte do testemunho do pai de uma vítima de Columbine, Rachel Joy Scott, mas devido à falta de tempo, não pude fazê-lo. Aquele pai, Darrell Scott, falou antes ao Subcomitê Judiciário de Crimes em Washington, D.C no dia 27 de Maio de 1999.

Aqui está uma pequena parte daquele discurso, um poema e uma expressão do que estava em seu coração e que também está no meu.

Suas leis ignoram nossas necessidades mais profundaS

Suas palavras são vazias

Vocês roubaram nossa herança

Vocês baniram orações simples

Agora, armas enchem nossas salas de aula

E crianças preciosas morrem.

Você procura por respostas em todo o canto,

E ficas se perguntando “por quê?”

Você regula leis restritivas

Através de crenças legislativas

Até que você entende

É de Deus que precisamos!

Quando a Bíblia e os rezadores foram removidos de nossas escolas, Deus foi expulso. Então, estamos formando uma geração que não O conhece. Agora, nossa sociedade e colégios estão tomados por violência, drogas, grangues, vícios, perverções, e nos perguntamos o porquê?

Precisamos de Deus novamente na América. Ele é aquele que diz “não minta, roube ou mate”, para o nosso próprio bem. Do mesmo modo, ele também nos diz que bruxaria, incluindo o uso de feitiços, é uma abominação, que significa: detestável, repulsivo, repugnante, imoral, detestável, e nós achamos bom ler esse material?

Possa Deus nos perdoar, abrir nossos olhos cegos e ouvidos surdos, e mandar renovação.

Por favor, vejam nosso website para maiores informações, pesquisas e artigos sobre esse assunto e caso: www.HisVoiceToday.org