fbpx
O Cálice de Fogo

Harry Potter mais adulto agrada a adolescentes brasileiros

A sequência de abertura de “Harry Potter e o Cálice de Fogo”, que estréia nesta sexta-feira em todo o país, dá uma idéia do clima sombrio que permeia o quarto filme da saga do bruxinho criado pela escritora J.K. Rowling e que virou um megasucesso mundial.

Fiel ao livro, o filme é também o mais adulto da série. O embate que Potter e seu arquiinimigo Lord Voldemort travam deixou de ser brincadeira de criança. “É o melhor de todos, os outros três eram muito infantis”, avaliou a estudante Hana Taragona, de 15 anos, que assistiu ao filme ao lado dos amigos Theo Streker, também de 15 anos, e de Julia Bogochvol, de 14, em uma exibição especial. [Continua…]

Fonte: Reuters

SÃO PAULO (Reuters) – A sequência de abertura de “Harry Potter e o Cálice de Fogo”, que estréia nesta sexta-feira em todo o país, dá uma idéia do clima sombrio que permeia o quarto filme da saga do bruxinho criado pela escritora J.K. Rowling e que virou um megasucesso mundial.

Fiel ao livro, o filme é também o mais adulto da série. O embate que Potter e seu arquiinimigo Lord Voldemort travam deixou de ser brincadeira de criança. “É o melhor de todos, os outros três eram muito infantis”, avaliou a estudante Hana Taragona, de 15 anos, que assistiu ao filme ao lado dos amigos Theo Streker, também de 15 anos, e de Julia Bogochvol, de 14, em uma exibição especial.

Os três gostaram tanto de “Harry Potter e o Cálice de Fogo” que, mesmo tendo lido o livro antes, se surpreenderam com a transposição da história para a tela grande. “Nós assistimos às melhores cenas de mãos dadas e gostamos do que vimos”, afirmou Julia, que entrou no site www.potterish.com e leu em português os capítulos do sexto volume da saga, “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”, que só será lançado no país no sábado.

A julgar pelo sucesso do bruxinho entre os adolescentes, “Cálice de Fogo” tem tudo para repetir aqui o bom desempenho que está alcançando lá fora. Só nos três primeiros dias de estréia na América do Norte, o filme arrecadou 101,4 milhões de dólares, a quarta melhor estréia de todos os tempos.

Pottermaníaco assumido, Theo leu os seis livros da série lançados até então “umas cinco vezes” cada um. Para ele, “Cálice de Fogo” é o mais emocionante dos quatro filmes. “Você fica empolgado porque os personagens passam isso”, definiu. Julia concorda com o amigo. “Chorei duas vezes no final. Foi tão emocionante que vou ver de novo.”

(Por Cristina Zahar)

PS: O Potterish nunca postou a tradução do sexto livro.
O único capítulo traduzido do sexto livro que disponibilizamos foi capítulo 24, que se encontra online no site oficial da editora Rocco.