Não categorizado

Evanna fala sobre DH e os estúdios de OdF

borda1 - Evanna fala sobre DH e os estúdios de OdFPotterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Evanna fala sobre DH e os estúdios de OdF
Uma entrevista com a atriz Evanna Lynch, realizada na conferência de imprensa do filme Harry Potter e a Ordem da Fênix, foi publicada pela Event Guide. Evanna conta com detalhes como ganhou o papel, o impacto que isso teve na sua vida e a sensação de voltar para casa após tanta agitação.

O amor de Evanna por tudo que envolve Potter, mas em particular, Luna ‘Di-Lua’ Lovegood, a inspirou a escrever uma carta para J.K. Rowling, explicando à autora que ela ia amar interpretar Luna nos filmes, mas como ela vivia em uma cidadezinha pequena e pacata da qual ninguém tinha ouvido falar, ela sabia que tinha chances muito, muito pequenas na verdade. Para o prazer de Evanna, Joanne Rowling respondeu a carta, dizendo: ‘Não seja muito dura com Termonfeckin; ela tem um nome brilhante! E eu venho de uma cidade muito pacata’.

A atriz também falou da sua ansiedade em ler Harry Potter and the Deathly Hallows, que ainda não havia sido lançado na época.

“Nós todos queremos saber o que vai acontecer, e todos estivemos bolando cenários diferentes para como a história vai acabar”, diz a menina que ganhou a reputação de fã número 1 dos livros no estúdio. “E todos dissemos que vamos saborear o ultimo livro, ler um capítulo por dia, mas, eu estou certa de que vamos simplesmente devorá-lo. Vai haver um telefone de ajuda para os fãs de Harry Potter quando acabar. Waterstones está montando um, porque vai haver muitos fãs de Potter enlouquecidos quando perceberem que a história está completamente acabada”.

Leia a tradução na íntegra em notícia completa.

EVANNA LYNCH
Entrevista de Filme – ‘Harry Potter e a Ordem da Fênix’

Event Guide
3 de agosto de 2007
Tradução: Patricia Abreu

Quem disse que sonhos não se tornam realidade? A adolescente de Termonfeckin Evanna Lynch sonhou em interpretar Luna ‘Di-Lua’ Lovegood no novo filme de Harry Potter. E ela conseguiu, como ela explicou para Paul Byrne.

Eu acho que seria justo dizer que, das 2.345 pessoas que vivem em Termonfeckin em County Louth, Evanna Lynch é a fã n° 1 de Harry Potter na cidade. Se alguém quisesse perguntar algo sobre Harry Potter e suas aventuras na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, Evanna é a pessoa com quem se deve falar. Ora, ela até colocou o nome de Luna em sua gata, já que é sua personagem favorita, Luna ‘Di-Lua’ Lovegood, uma personagem importante no quinto livro, ‘Harry Potter e a Ordem da Fênix’. Quando a gata de Evanna teve filhotes, ela cumpriu seu dever e nomeou um deles como Dumbledore, por causa do amado diretor de Hogwarts. O outro gato ela chama de Crookshanks, nome em inglês do gato que a amiga de Harry, Hermione Granger, tem, o Bichento.

O amor de Evanna por tudo que envolve Potter, mas em particular, Luna ‘Di-Lua’ Lovegood, a inspirou a escrever uma carta para J.K. Rowling, explicando à autora que ela ia amar interpretar Luna nos filmes, mas como ela vivia em uma cidadezinha pequena e pacata da qual ninguém tinha ouvido falar, ela sabia que tinha chances muito, muito pequenas na verdade. Para o prazer de Evanna, Joanne Rowling (os editores exigiram um nome do meio, e o K representa Kathleen, o nome de sua avó) respondeu a carta, dizendo: ‘Não seja muito dura com Termonfeckin; ela tem um nome brilhante! E eu venho de uma cidade muito pacata’.

Em outras palavras, sonhos podem se tornar realidade, não importa de onde você vem. Era algo em que Evanna acreditava dentro do coração, e quando ela soube em uma terça-feira que haveria uma audição para o papel de Luna Lovegood em Londres no sábado seguinte, ela convenceu seu pai, Donal, a levá-la lá. Sua mãe, Marguerite, não estava tão certa, sabendo que sua filha seria uma entra milhares esperando para agarrar esse papel crucial no quinto filme, ‘Harry Potter e a Ordem da Fênix’. Como foi, tiveram 15.000 garotas excitadas e de olhos bem abertos na audição, mas Evanna ainda se agarrou à crença de que ela simplesmente tinha que fazer o papel de Luna. Ninguém mais no mundo poderia conhecer essa menina tão perfeitamente quanto Evanna. “E eu recebi uma ligação na segunda para voltar à Londres para um teste de vídeo”, diz a menina de 15 anos ainda excitada, “o que eu fiz na próxima sexta. Na segunda, eles me ligaram e disseram que eu tinha o papel.”

De acordo com a diretora de elenco, Fiona Weir, assim que Evanna passou pela porta, ela sabia que “só teria uma Luna”. Para Evanna, parece que nunca houve qualquer duvida também. “Eu sempre comparei isso com aquela fala no filme, onde Harry diz, quando ele está encorajando a Armada de Dumbledore a lutar, ‘Pense em todos os grandes bruxos da história – eles tiveram que começar em algum ponto. E eles conseguiram, então, por que vocês não poderiam?’. Eu só pensei, por que outra pessoa ganharia o papel? Tinha que ser eu. Ela foi quem eu mais prestei atenção, e eu simplesmente a amo”.

Isso tudo é, claro, como um conto de fadas que vira realidade. Já que foi em janeiro do ano passado que Evanna soube que o papel era seu, ela já conseguiu entender a situação agora? “Oh, ainda parece com um conto de fadas”, ela sorri. “Você continua sonhando com isso, e se torna uma fantasia incrível, mas você continua dizendo para si mesmo que esse tipo de sonho não vira realidade. Mas se tornou, e eu fiquei simplesmente chocada. Ainda estou”.

Quando Daniel Radcliffe soube que ele tinha recebido o papel de Harry Potter em 2000, ele estava na banheira. Até que ele finalmente parou de celebrar, a maior parte da água estava no chão. Foi um choque para Evanna quando ela recebeu a ligação? “Isso vai parecer bobo, mas eu não achei tão difícil acreditar”, ela responde, “porque eu já estava me preparando para isso por tanto tempo. Eu fiquei congelada, no entanto. Eu tive que manter em segredo por alguns dias”. Isso deve ter sido difícil. “É, eu estava indo à escola, e todos sabiam que eu tinha feito a audição. ‘Você já recebeu uma resposta’? ‘Não, nenhuma ligação até agora’. Isso foi realmente frustrante”.

Quando Evanna finalmente pôde dar as boas notícias, bem, compreensivamente, Termonfeckin enlouqueceu um pouco. “É, de repente todos reparavam em mim. Eu sou meio quieta, e não conheço muita gente, mas de repente, todos estavam interessados em você, e querem falar com você. Meus amigos não mudaram – eles me conhecem, e sabem como eu sou – mas foi assim com quem não me conhecia. Eles ficaram curiosos, e queriam me perguntar muitas coisas”.

Mas isso foi há um ano. Agora, Evanna diz, a vida é desapontadoramente normal, “como se nunca tivesse acontecido”. Depois de viver a vida agitada das filmagens de um filme com grande orçamento – com tutores no estúdio, os melhores bufês, e estrelas como Helena Bonham Carter, Michael Gambon e Ralph Fiennes em todo lado – voltar para sua rotina diária de preparação para o vestibular não tem exatamente o mesmo fervor. “Você começa a se perguntar se realmente aconteceu”, diz Evanna. “Você está vivendo esse estilo de vida excitante, e tudo está diferente, e depois você volta pra casa, e é tudo exatamente a mesma coisa”.

Não que Evanna não esteja determinada a ir bem nos seus exames. A maior parte dos pais de estrelas juvenis do cinema fica preocupada que a educação comum e tediosa possa ficar para trás permanentemente na vida de seus filhos bem sucedidos, mas aqui… “Eu sou o oposto na verdade. Sou muito decidida e não preciso de ninguém para me dizer que devo fazer meu dever de casa. E estou ficando realmente muito preocupada com esse exame agora, e meus pais me dizem: ‘Pare! Pare de fazer seu dever de casa!’.”

Então, que tal o primeiro dia no estúdio – um pouco de deslumbramento? “Deslumbramento é definitivamente a palavra. Eu queria ver tudo, e queria fazer tudo perfeitamente. Eu ficava preocupara quando não era perfeito e acabava atrasando todo mundo. Quando eles gritavam ‘corta’ e começavam a sair, eu ficava perguntando pra todo mundo se essa tinha dado certo, se essa era uma cena que ia para o filme. Eu queria fazer de novo, para ficar melhor e melhor. Isso realmente me assustava. Mas você se acostuma com tudo muito rápido. Eu sempre lia o livro antes, porque a Luna é tão importante aqui, eu queria que ela fosse exatamente como eu a imaginei no livro. Então, eu simplesmente lia o livro o tempo inteiro, entre as cenas”.

Uma grande fã de Tim Burton (‘A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça’, ‘A Fantástica Fábrica de Chocolate’ nova), Evanna ficou empolgada de trabalhar com a outra metade do famoso diretor gótico, Helena Bonham Carter. “Eu sempre fiquei com medo de falar com ela sobre Tim”, ela diz. “Eu tinha tantas perguntas para fazer”.

Com o último livro, ‘Harry Potter e as Relíquias da Morte’, previsto para 21 de julho (uma semana depois do novo filme), como tantos fãs da série, Evanna está aguardando o final com uma ansiedade animada e um medo fatal. “Nós todos queremos saber o que vai acontecer, e todos estivemos bolando cenários diferentes para como a história vai acabar”, diz a menina que ganhou a reputação de fã número 1 dos livros no estúdio. “E todos dissemos que vamos saborear o ultimo livro, ler um capítulo por dia, mas, eu estou certa de que vamos simplesmente devorá-lo. Vai haver um telefone de ajuda para os fãs de Harry Potter quando acabar. Waterstones está montando um, porque vai haver muitos fãs de Potter enlouquecidos quando perceberem que a história está completamente acabada”.

E quanto a Evanna Lynch – o que ela vai fazer quando sua aventura de Harry Potter estiver completamente acabada? “Eu adoraria atuar novamente, é claro”, ela termina, “mas, agora, só tenho meus exames e Harry Potter. Isso é mais do que suficiente para uma garota de 15 anos estar satisfeita, não acha?”