fbpx
Livros

Entrevista com Dolores Aavedaãno

Recentemente o Redflu.com fez uma entrevista com a ilustradora espanhola dos livros de HP, Dolores Aavedaãno.

Para conferir a tradução da entrevista, clique aqui.

Dolores Aavedaãno
Tradução: Karina e Bruno (Alohomorra )

1. Quanto tempo você gasta fazendo a ilustração da capa?

Sem contar o tempo que se leva para a editora aceitar o sketch do desenho ou a parte de colori-lo, eu gasto uma semana ou uma semana e meia. Durante este tempo, eu não trabalho constantemente na capa, ou seja, este tempo inclui horas que fico completamente longe da figura então eu posso vê-la de um modo mais objetivo.

2. Como você acha que o último livro será? Você gostaria que o livro fosse publicado e você o ilustrasse ou você preferia esperar porque tudo terminaria tão rápido?

Não seria muito cedo para mim. Eu tenho trabalhado nas capas de Harry Potter desde 97 ou 98 (eu não posso me lembrar agora). De qualquer forma, eu ficarei muito triste quando a série acabar. É o mesmo quando alguém lê um bom livro: você quer terminá-lo, mas você fica triste quando acaba. E eu sinceramente não sei como o último livro será.

3. Qual é a melhor coisa sobre ser a ilustradora de Harry Potter:? (e a pior, se tiver alguma)

Em primeiro lugar, a melhor coisa é que é um trabalho que eu curto muito! Eu já gostava da série antes mesmo de ser famosa. E por outro lado, graças às entrevistas que meu trabalho me força a fazer, eu poderia conseguir patrocinadores para minhas corridas.

4. Qual outro livro você gostaria de ilustrar além de “O Hobbit” de J.R.R. Tolkien?

Um filme que eu vi quando eu era mais nova, que era baseado em um conto de fadas: “Rosu, Rufflan e Ludmila”.

5. O que você pode nos falar sobre o livro que foi escrito e ilustrado por você sobre uma corrida no Saara?

Eu não estou trabalhando nisso ainda. Eu adoraria que fosse publicado este ano!

6. Gastalente (14 anos), Argentina, pergunta: Você se sente intimidada pela responsabilidade de satisfazer a esperança dos fãs de Harry Potter, que esperam ansiosamente pela mesma imitação de sua expectativa do índice do livro?

Eu tento não pensar nisso porque seria impossível satisfazer a expectativa de todos. Sempre haverá alguém que não gostou e alguém que adorou. O que faço é algo que agrada a mim.

6. Maricel Barrios (18 anos), Argentina, pergunta: Quais os artistas que influenciaram seu trabalho?

Posso lhe dizer artistas que me inspiraram a me tornar ilustradora infantil – Arthur Rackman e Edmund Dulac.

8. Javie Tortasa (16 anos), Espanha, pergunta: Em que você se inspirou ao fazer o rosto do Harry Potter?

No texto e na minha imaginação.

9. Pablo Blaco (18 anos), México, pergunta: Você sempre é reconhecida nas ruas como a ilustradora de Harry Potter?

Hahaha, Que pergunta Pablo! Sim, fui reconhecida no supermercado! Mas não é muito comum. Geralmente as pessoas não me reconhecem visualmente, embora saibam sobre mim.

10. Guillermo Scornick (22 anos), Argentina, pergunta: Quando você lê o livro, imagina Harry como você o ilustrou ou o imagina de uma forma diferente?

Eu o imagino da forma que o ilustrei, a única diferença é que não imagino um Harry ilustrado, em papel e caneta, e sim real.