O Enigma do Príncipe

Bonnie Wright conta detalhes sobre o beijo de Gina e Harry

borda2 - Bonnie Wright conta detalhes sobre o beijo de Gina e Harryb75d10832ba0cb8586b1d5d8c0d4222f - Bonnie Wright conta detalhes sobre o beijo de Gina e Harry
A atriz Bonnie Wright que interpreta Gina Weasley nas telonas, concedeu uma nova entrevista para o blog do LA Times. A temática principal da entrevista foi o romance entre a Gina e Harry no sexto filme da série, Harry Potter e o Enigma do Príncipe.
Durante a entrevista Bonnie comentou as principais diferenças entre o livro e o filme, e detalhou a sua reação quando descobriu o futuro de sua personagem enquanto lia o sexto livro em 2005.

Você se lembra de como se sentiu quando leu o “Enigma do Príncipe”?
Eu não esperava o que aconteceu. Gina tinha crescido tanto no sexto livro, e o que acontece entre ela e Harry? Eu não poderia ter imaginado o que aconteceria. Ela começou tão tímida e jovem, e neste livro ela torna-se tão mais confiante e notada. Ela se encontra e é a primeira vez que você percebe por que ela é a pessoa que acaba junto de Harry.

No livro, Harry e Gina espontaneamente beijam-se celebrando uma partida de Quadribol. Esta partida combina também no filme?
É de fato diferente no filme. O relacionamento deles constrói-se lentamente e há esta tensão entre eles. Quando você pensa que o beijo irá acontecer, não ocorre. É realmente um doce conto de como eles estão lentamente sendo atraído um pelo outro. Obviamente, é muito difícil para Harry com Gina sendo a irmã mais jovem do seu melhor amigo. Mas o beijo acontece em um ambiente muito mais íntimo. Estão somente os dois e não no meio da celebração de Quadribol na Sala Comunal da Grifinória. É mais calmo no filme.

Além disso, a nossa equipe terminou de traduzir uma entrevista com o ator Tom Felton, que foi publicada no site Time Out Kids. Desta vez, Tom fala sobre a fama e nos conta mais detalhes sobre seu personagem, o sonserino Draco Malfoy.

Confiram a tradução de ambos os textos em Notícia Completa!

BONNIE WRIGHT
Contagem regressiva de ‘Harry Potter’: Gina Weasley cresce

LA Times ~ Denise Martin
06 de julho de 2009
Tradução:Adriana Couto Pereira

Contagem regressiva de ‘Harry Potter’: Gina Weasley cresce

A contagem regressiva do The Hero Complex para o lançamento de 15 de Julho de “Harry Potter e o Enigma do Príncipe” continua hoje com a entrevista de Denise Martin:

A Bonnie Wright tinha somente 9 anos quando ela entrou para o elenco como Gina Weasley, a mais jovem dos ruivos irmãos Weasley com um curioso e admirador olhar para Harry. Passaram-se 10 anos desde então, e enquanto Wright está a ponto de embarcar na filmagem do duplo final, “As Relíquias da Morte”, seu alter-ego das telas Gina tomou algumas medidas corajosas nos mundos do namoro e Quadribol.

No “Enigma do Príncipe”, Gina está envolvida romanticamente com Dino Thomas (entre outros) enquanto mantêm uma esperança por Harry. Ela também está impressionando os seus pares como a recente Artilheira da Grifinória, e posteriormente uma brilhante Apanhadora. Quando o Hero Complex conversou com Wright, ela estava à beira de algumas grandes transformações, terminando os últimos dos seus exames pré-universidade e começando a ponderar a sua vida pós-Potter.

DM: Você se lembra de como se sentiu quando leu o “Enigma do Príncipe”?
BW: Eu não esperava o que aconteceu. Gina tinha crescido tanto no sexto livro, e o que acontece entre ela e Harry? Eu não poderia ter imaginado o que aconteceria. Ela começou tão tímida e jovem, e neste livro ela torna-se tão mais confiante e notada. Ela se encontra e é a primeira vez que você percebe por que ela é a pessoa que acaba junto de Harry.

DM: O livro saiu em 2005. Você tinha apenas 15 – você sentiu-se apreensiva, sabendo que logo estaria interpretando o interesse amoroso de Harry?
BW: Foi esquisito. Apenas lendo o que lhe acontece, mas então depois que eu realmente tinha pensado em tudo que pensei, ‘Oh deus, teremos de filmar todas aquelas coisas’. Isso me deixou bem nervosa. Mas você sempre sabe que o modo que eles escrevem o script captura o humor do que está acontecendo de um bom modo. De um modo confortável.

DM: No livro, Harry e Gina espontaneamente beijam-se celebrando uma partida de Quadribol. Esta partida combina também no filmeBW: É de fato diferente no filme. O relacionamento deles constrói-se lentamente e há esta tensão entre eles. Quando você pensa que o beijo irá acontecer, não ocorre. É realmente um doce conto de como eles estão lentamente sendo atraído um pelo outro. Obviamente, é muito difícil para Harry com Gina sendo a irmã mais jovem do seu melhor amigo. Mas o beijo acontece em um ambiente muito mais íntimo. Estão somente os dois e não no meio da celebração de Quadribol na Sala Comunal da Grifinória. É mais calmo no filme.

DM: Por que a mudança?
BW: Acho que David realmente quis uma espécie diferente de momento no filme. Há muito humor e momentos obscuros desta vez, e acho que ele quis que a história de Gina e Harry se tecesse entre tudo para romper um pouco. Ele quis que a história deles e a sua atmosfera se destacasse. Ele quis que fosse mais calmo. As pessoas estão ansiosas para isso também, quando finalmente acontece.

DM: [Alerta de Spoiler!] Você pode descrever a cena?
BW: Neste ponto no filme, Harry ficou realmente tomado por este livro do Príncipe Mestiço e obviamente Gina pode relacionar-se a isto, sendo o que lhe aconteceu no segundo filme [com o diário de Tom Riddle]. Portanto ela realmente nota o que está acontecendo com ele e o quão poderoso e sedutor este livro pode ficar. Portanto eles decidem esconde-lo em conjunto, e o beijo acontece quando eles estão indo esconder o livro.

DM: Como foi trabalhar com Daniel Radcliffe até está cena?
BW: Conversamos muito sobre isso – eu, Dan e David Yates – e fizemos alguns ensaios sobre como queríamos que cada um desses momentos conduzindo até o beijo entre Gina e Harry funcionasse. Harry adquiriu uma relação muito diferente com ela neste filme do que ele tinha com ela no passado. Ela era como uma irmã mais nova. Portanto foi importante que Dan e eu pudéssemos perceber o que a relação significou em conjunto. Ele foi ótimo sobre isso.

DM: Como Rony lida com o relacionamento deles?
BW: Há alguns momentos estranhos. Ele e Gina realmente não têm a coragem para conversar sobre isso. Há uma cena realmente engraçada durante o Natal na casa dos Weasley e há esta parte onde estou falando com Harry e Rony interrompe, e bastante de propósito separa-nos fisicamente. É um momento realmente engraçado no filme.

DM: Fale sobre o Quadribol.
BW: Há muito Quadribol neste filme e acho que você vê muita confiança transparecendo da Gina, isto bem como uma subcorrente competitiva dela, até demasiadamente confiante.

DM: Que tal a filmagem? Divertimento ou doloroso?
BW: Eu tinha ouvido muitas histórias. Alguns tinham dito, ‘Oh, é a coisa mais horrível’, e outros disseram que foi realmente divertido. Eu acho que foi bastante assustador. Não tenho medo de alturas, mas eles conseguem te colocar bem alto nesses complexos sistemas hidráulicos de vassoura. É louco! Você de fato tem de fazer bastante parte da ação você mesmo, sendo empurrado e girado. Não é tudo feito pelo computador. Foi também bastante difícil quando você está fingindo jogar um jogo complexo em que você deveria estar voando em alta velocidade e na realidade está em um set de estúdio em uma vassoura com uma tela azul em volta de você. Pode ser difícil de conectar.

DM: Como o produto terminado parece?
BW: Do modo que eles põem em conjunto parece assombroso. Move-se tão rapidamente, parece quase impossível. Quero dizer, até parece não fomos nós que fizemos porque sei que eu não o fazia tão engenhosamente.

DM: Já caiu a ficha que os filmes estão terminando?
BW: Sim, você realmente aprecia estar no set cada vez mais. Tenho tempo ainda. Provavelmente não vai cair minha ficha até os últimos meses de filmagem. Foi tão longo para todos nós mas acho que será triste quando terminarmos. Tive uma experiência semelhante lendo o último livro. Fiquei bastante triste. Sentirei falta de ficar no set com todo o pessoal, e aquela energia. São um grande elenco e uma grande equipe, tantos personagens. A energia é maravilhosa no set. E todos nós trabalhamos com grandes nomes. Em termos de filmes britânicos, provavelmente tem-se a metade dos grandes atores, e câmeras, e equipe técnica. Todo o mundo é top no seu campo de filme. A “Pedra Filosofal” foi o primeiro filme que fiz, portanto definitivamente pulei nas profundezas.

DM: Você fez planos pós-Potter?
BW: Ainda quero continuar atuando. Começo a ir à universidade em setembro e estou estudando filme e televisão e atuação. Deste modo, não somente atuando, mas também dirigindo e produzindo e como tudo se complementa na indústria. Quero estudar o quadro todo.

Potterish :: Harry Potter, o Ickabog, Animais Fantásticos e JK Rowling Bonnie Wright conta detalhes sobre o beijo de Gina e Harry

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Tom Felton

Time Out Kids ~Jennifer L. Smith
07 de julho de 2009
Tradução: Luiz E. C. F.

O ator por trás de Draco Malfoy fala sobre repetir seu papel como o jovem vilão em Harry Potter e o Enígma do Príncipe

Por quase metade de sua vida, Tom Felton tem interpretado um dos mais infames vilões da cultura popular: o jovem fascista e ensebado Draco malfoy. Time Out Kids foi a primeira a falar com o britãnico de 22 anos de idade no último outono, quando ,originalmente , esperava-se que Harry Potter e o Enígma do Príncipe seria lançado, antes de o estúdio adiá-lo para uma cobiçada estréia de verão.

Enquanto Felton falava com muitos detalhes sobre o filme, nós decobrimos muito mais sobre sua vida pessoal por meio de sua conta no Twitter recém aberta. Felton é frequente, mensagens divertidas frequentemente mencionam sua namorada,Jade, e seu cachorro, Timber. Entre audições e seções de fotografia, o garoto branquinho toca guitarra e canta músicas compostas por ele mesmo. Pecados incluem fast food, coisas para se colocar em banhos de banheira da Lush( Eu realmente não deveria admitir isto…rs) e a loja Mac:”Eu comprei para minha mãe um iPod, e ela não percebeu que você pode reacarregar a bateria. Ela o deu para a caridade como um iPod morto, coitada.

A fama parece estar trantando ele bem, e ele lida bem com o fato de ser reconhecido pelas pessoas: ” Criancinhas estavam lançando “Expelliarmus” em mim e correndo por aí rindo. Estas crianças estavam tentando duelar comigo. Não posso usar magia fora de Hogwarts, então tive de recusar. Desatento, sua vida soa completamente mágica.

Você gosta de interpretar o garoto mau?
Muito. É sempre mais engraçado interpretar o cara mau. Eu gosto de pensar que sou um cara relativamente bom na vida real, então eu posso controlar qualquer raiva que eu tenho e libertá-la por meio deste personagem malévolo.

As crianças na rua sempre lhe olham de maneira desagradável?
[risos]No set de filmagens, as crianças querem muito encontrar Draco. Então, quando elas me vêem, elas pensam, Espere um mintuo, não se pode confiar neste cara! Então elas se ecolhem atrás das pernas de seus pais, eu apenas posso levar isto de uma maneira boa.

Conte nos como a personagem Draco se desenvolve neste filme.
Em anos anteriores, Draco era meio irreal- apenas uma pessoa irritante, viscosa e fútil. Agora ele desempenha um papel crucial na vida do jovem Harry. Ele quer ser um Harry para os caras do mau, mas ele não foi feito do mesmo material – ele não tem a coragem de Harry. Ele também não é um cara tão mau. Ele não quer fazer o que faz. Ele é apenas uma criança vulnerável a quem foi dada uma tarefa impossível.

Você acha que sempre será escalado para interpretar vilões?
Isto não é algo com que me preocupo porque todos nós somos muito jovens, nós mal começamos. O conceito de ser um ator que será sempre escalado para vilões ainda com 18 ou 19 é algo realmente ridículo. Eu adoraria ampliar meus horizontes, mas eu aceitaria com muita alegria um papel de vilão novamente.

Como você se sente por tornar-se um cara que faz o coração de meninas do mundo todo pulsar mais rápido, assim como Potter e Robert Pattinson[ de Crespúsculo]?
Eu não estou certo de como lidaria com o fato de ter garotas gritando por mim em qualquer lugar que eu vá. Eu estou muito interessado em manter minha vida pessoal para mim e poder ir para qualquer lugar que quiser sem causar uma comoção. No entanto…pensando sobre isto, não estou certo se lidaria bem com a situação! Eu acho que qualquer cara que você perguntar não iria dizer que gostaria de ser tornar um arrasa corações.