Produtos

Com 6 mil peças, castelo de Hogwarts da LEGO dá trabalho para montar, mas é obra-prima para fãs

A LEGO lançou em 2018 a linha Wizarding World, que reconstrói (literalmente) ambientes e momentos dos oito filmes de Harry Potter. A coleção não só traz conjuntos inéditos, mas também resgata outros já produzidos pela marca nas décadas de 2000 e 2010, como o Expresso de Hogwarts, a cabana de Hagrid e a Torre do Relógio. Desta vez, no entanto, com melhor tecnologia de fabricação e engenharia, que permitem mais precisão de detalhes e resultados ousados.

Principal item da coleção, o Castelo de Hogwarts (71043) é o segundo maior conjunto da história da LEGO. Esta é a primeira vez em que a escola é lançada com todos os edifícios centrais dentro da mesma caixa. Com 6.020 peças, o brinquedo perde apenas para a Millennium Falcon, de Star Wars, que tem 7.500 peças. Rico em detalhes e capaz de ilustrar momentos de todos os filmes da franquia, o pacote é um dos mais caros à venda e, apesar de não ter sido lançado no Brasil, não precisa se desesperar: dá para comprar, como explicaremos ao fim deste artigo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O gosto que a equipe da LEGO tem pelos detalhes se confunde com a paixão de um fã.

Estética

É inegável. O Castelo de Hogwarts é uma das criações mais elaboradas da LEGO. Muito mais detalhado do que os edifícios comercializados individualmente (Grande Salão de Hogwarts, Salgueiro Lutador e Torre do Relógio – todos da atual linha Wizarding World), o sistema, quando concluído, chega a assustar na semelhança com a maquete real do castelo dos Estúdios Leavesden, na Inglaterra. A torre principal única ao edifício do salão principal e o pátio central formam uma silhueta icônica que, mesmo depois de passar um tempo equivalente à leitura de A Ordem da Fênix montando, você passará um O Cálice de Fogo inteiro só admirando.

O gosto que a equipe da LEGO tem pelos detalhes se confunde com a paixão de um verdadeiro fã. A Câmara Secreta, os escritórios de Dumbledore e Umbridge, o Salgueiro Lutador, a Cabana do Hagrid, o Rabo-Córneo Húngaro, os Dementadores, o Espelho de Ojesed, o Visgo do Diabo, as chaves voadoras, o Xadrez de Bruxo, o banheiro da Murta-Que-Geme, as escadas que se movem. Tudo (e mais!) está lá nas salinhas da parte de trás do castelo, que é completamente vazado.

No exterior, é fantástico como os designers se preocuparam em incluir peça sobre peça até que cada aspecto da arquitetura de Hogwarts fosse transposto neste set. Dos tijolos às janelas, passando pelos diferentes formatos e texturas de telhados e culminando nas lindas vidraçarias coloridas, nada foi esquecido. Hogwarts vive e cabe na sua casa (ou não… E você vai entender já, já).

Montagem

O conjunto é dividido em 37 pacotes principais seriados e dois pacotes extras com peças de sustentação que compõem a pedreira da base do castelo. Para montar, é preciso seguir um manual dividido em quatro livros e colar um punhado de adesivos que adicionam detalhes às peças, como os dizeres “A Câmara Secreta foi aberta” (em inglês) e quadros das escadarias.

Apesar de o manual ser extremamente preciso, é impossível não errar e acabar as unhas machucadas ao retirar alguma pecinha que você colocou errado e só descobriu muito lá na frente. Existe uma ferramenta de desmonte que vem no pacote, mas, verdade seja dita, ninguém utiliza.

Não é segredo que este conjunto é extenso e complexo. Por ser grande e relativamente pesado, existe uma enorme estrutura de base que serve para segurar as edificações. Ela é multicolorida, para facilitar a montagem. Ou seja, você vai demorar, mas o set é claramente seguro e será possível movê-lo dentro de casa sem problema. Para facilitar, ele é dividido exatamente no meio, com um encaixe simples entre as partes. Ponto para os engenheiros da LEGO!

Como em qualquer conjunto da LEGO, em cada pacotinho existem peças extras. Algumas pecinhas são muito pequenas e, mesmo assim, necessárias para a conclusão de uma etapa. Então, para garantir, a LEGO coloca algumas delas a mais dentro dos pacotes, para caso a própria empresa erre na contagem ou você perca durante a montagem.

No entanto, é possível que alguma peça não esteja ali quando você precisar. Esse mini-pânico sempre surgirá durante a brincadeira. Nesses casos, pode ser que ela venha em algum saquinho da próxima etapa ou simplesmente não esteja no seu conjunto. Foi o que aconteceu comigo: faltou uma das pecinhas puramente estéticas (ou seja, que não impedem a continuidade da montagem). Para resolver, é simples. Basta acessar o site da LEGO, abrir o suporte, selecionar o número do conjunto que você está montando, informar qual peça está faltando e preencher o formulário com seus dados. A empresa te enviará por correio sem custos e chegará em até 30 dias úteis.

Apesar de bastante completo e caro, este set não é tão interativo quanto os demais. O objetivo é puramente estético.

O propósito

Diferente dos outros sets da linha Wizarding World, não dá para brincar com o Castelo de Hogwarts. A diversão está em montar e se surpreender em como aquele bando de blocos uns sobre os outros aos poucos forma áreas do castelo que você tanto conhece. É uma eterna sensação de “meu Deus, isso não faz o menor sentido. O que uma peça roxa está fazendo no meio de um castelo amare… Ah, tá. Entendi o que eles querem que eu faça…”

O objetivo, ao final da operação, que levará dias, é puramente estético. Não existe a mais vaga possibilidade de uma visita chegar à sua casa e não olhar imediatamente para o castelo com expressão de espanto. Primeiro porque, definitivamente, o resultado é embasbacante. Segundo porque é bem grande. O conjunto mede 58 centímetros de altura, 69 centímetros de comprimento e 43 centímetros de profundidade. Para ter noção, ele conseguiu alcançar a altura de uma TV de 40 polegadas, que precisou ser arrastada alguns bons centímetros ao lado para que desse espaço para Hogwarts.

Apesar de bastante completo e caro, este set não é tão interativo quanto os demais. Esta não é a proposta. Nele, os personagens não são as tradicionais minifiguras LEGO, mas sim microfiguras especiais para que caibam dentro do castelo. Afinal, se a empresa fosse lançar Hogwarts nas proporções necessárias para comportar as minifiguras LEGO, o set não só teria um tamanho impossível de instalar em qualquer residência, mas também custaria toda a prataria do cofre dos Lestrange. Seria absurdo. Sem condições. É por isso que, simultaneamente, a LEGO tem lançado os edifícios e demais estruturas de Hogwarts em versões separadas e maiores para comportar as minifiguras, que são assunto para um próximo review.

(Imagens: LEGO/Divulgação)


Como comprar?

Este é o maior dos problemas. O Castelo de Hogwarts (71043) não foi lançado oficialmente no Brasil, então não é possível encontrar em lojas da LEGO ou de brinquedos. Sendo bem honesto, garantir o conjunto dentro do país custa tão caro que deveria ser a quarta Maldição Imperdoável, mas há três maneiras diferentes de comprar:

  • Comprar de importadores por meio de sites como o Mercado Livre ou eBay. Em uma pesquisa recente, o valor do conjunto pode chegar a R$ 4,5 mil, com o frete. O preço é alto porque o importador está somando o valor do produto nos EUA (US$ 399), o frete, a taxa de importação e o lucro dele. Pode parcelar em muitas vezes, mas não compensa. Fuja.
  • Trazer em viagem/pedir para alguém trazer. Neste caso, você paga somente os 399 dólares do valor do produto. Sem frete e sem taxa alfandegária, já que o limite para ser isento de taxas na alfândega é de 500 dólares. Vai viajar? Esta é sua chance, mas vale lembrar: a caixa é gigantesca e, sozinha, vale como uma bagagem completa.
  • Grabr, um aplicativo em que você encomenda qualquer produto, de qualquer lugar do mundo, e aguarda por um viajante para se dispor a trazê-lo. Você pagará, em média, 15% a mais, que será a recompensa paga ao viajante. O pagamento é feito através do aplicativo, com cartão de crédito, e pode ser parcelado. O dinheiro fica retido com o Grabr até que o viajante te entregue o produto. Caso contrário, o valor volta pra você. Para saber mais, por sua conta e risco, acesse o site do aplicativo.
(Imagem: LEGO/Divulgação)

Veredito

Sem dúvidas, se você é um fã com algum poder aquisitivo ou disposição para parcelar, este é o tipo de item que entra na lista de “coisas caras que você até compraria porque nunca compra nada muito caro e valeria a pena porque é só desta vez e você sofre mais que um prisioneiro de Azkaban e merece se dar esse presente”. O visual é deslumbrante e, mesmo com um processo de montagem complexo, é divertido e o resultado é recompensador.

Abaixo, veja mais algumas imagens feitas do conjunto montado. Para ver outras fotos neste estilo, como cenas dos filmes Harry Potter em LEGO, basta seguir um perfil dedicado a isso no Instagram: o @LegoAndHarryPotterTodas as fotos deste artigo foram registradas e editadas por Arthur Melo, autor da publicação.