JK Rowling ︎◆ Série Cormoran Strike

J.K. Rowling relembra como seu pseudônimo Robert Galbraith foi descoberto

Em entrevista à BBC Radio 2, J.K. Rowling revelou que suspeitava que a identidade por trás de seu pseudônimo, Robert Galbraith, tivesse sido vazada pela própria BBC. Rowling achou que a emissora havia feito a conexão depois de sua editora ter sido abordada sobre a adaptação televisiva do primeiro romance policial da série Cormoran Strike, O chamado do Cuco.

“A BBC se aproximou de Robert sem saber que era eu, o que me colocou em um verdadeiro dilema”, relembra Rowling. “Eu tive uma reunião bizarra com minha agente e minha editora”, continuou. “Eu disse a eles: ‘E agora? É maravilhoso que eles queiram tentar adaptar o livro para a TV, mas eu obviamente não posso participar dessa reunião’.

Quando sua identidade foi revelada, em 2013, apenas o primeiro volume da série policial havia sido publicado. Seu objetivo era continuar no anonimato por mais alguns volumes da série. “Minha ambição era tentar publicar três [romances] sem ser desmascarada”, explicou.“Quando vazou, por quatro dias terríveis, não sabíamos como tinha vazado porque somente algumas pessoas sabiam do segredo”.

A identidade de Rowling foi revelada após um parceiro do escritório de advocacia que a representava contar o segredo para a melhor amiga de sua esposa, que entrou em contato com um jornalista do jornal Sunday Times.

Como Robert Galbraith, Rowling já publicou quatro títulos sobre o detetive particular Cormoran Strike: O chamado do Cuco, O bicho-da-seda, Vocação para o mal e Lethal White (ainda sem título em português). A autora espera que possa escrever pelo menos dez livros da série e já tem ideias para os próximos dois livros.

Leia também:

Novo livro de J.K. Rowling como Robert Galbraith divide opiniões