J. K. Rowling ︎◆ Livros ︎◆ Série Cormoran Strike

Novo livro de J.K. Rowling divide opiniões

Lethal White, o quarto volume da série de livros policiais Cormoran Strike, chegou às livrarias, em inglês, na última terça-feira (18 de setembro). Escrito por J.K. Rowling sob o pseudônimo de Robert Galbraith, o livro dividiu opiniões da imprensa internacional. Leia a seguir!

Ambientado em Londres durante as Olimpíadas de 2012, a história acompanha o detetive Cormoran Strike e sua parceira Robin Ellacott na tentativa de desvendar um mistério de um adolescente mentalmente instável que acredita ter testemunhado um assassinato quando criança.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O tabloide inglês Evening Standard não poupou críticas à escrita repetitiva e às 650 páginas. “Ela J.K. Rowling é viciada em trigêmeos de todos os tipos: adjetival, substantival, adverbial”, publicaram. O jornal apontou também confusões narrativas: “Em uma página, um revólver repentinamente se torna um rifle. […] Rowling disse que estava trabalhando em uma peça e dois roteiros enquanto escrevia Lethal White. Dá para perceber.”

O The New York Times compartilhou da mesma visão a respeito do tamanho do livro. “Lethal White é escrito à moda antiga, com 650 páginas em que poucas das ações, emoções e motivações de seus protagonistas são deixadas para a imaginação do leitor. […] Tudo é descrito, de maneira exaustiva, e às vezes fica cansativo de ler”, escreveram. No entanto, o crítico concluiu o artigo dizendo que, “se tivesse que escolher, eu escolheria ter mais [páginas] do que menos.”

… com tramas políticas

O jornal norte-americano elogiou J.K. Rowling ter deixado de lado seu posicionamento político, muito presente em Morte súbita, ao escrever como Robert Galbraith. “[Robert] ridiculariza tanto os anticapitalistas hipócritas da esquerda quanto os idiotas da direita”, disseram. Em contrapartida, o portal de notícias Vox escreveu que as opiniões políticas da autora “não são tão interessantes assim”: “Rowling tradicionalmente liga seus mistérios a ideias políticas, e a maioria delas são muito centristas e podem ser resumidas em ‘todo mundo está um pouco errado e um pouco certo’.”

Assim como o The New York Times, o jornal britânico The Guardian elogiou a trama política. “É um livro grande e muito ambicioso, […] com conflitos sociais, políticos e morais”, publicaram. No entanto, o crítico concordou que o livro poderia ter sido “melhor editado” e que Rowling “se perde muito em questões secundárias”. “O assassinato principal leva 300 páginas para acontecer”, contaram. “As frases não são diretas, […] [o que é] uma delícia de ler, mas afasta o leitor do ponto central do livro.”

O livro será publicado em português no primeiro semestre de 2019

Imagem: Little, Brown and Company/Divulgação

Por trás da caneta e do papel

Em entrevista ao The New York Times, J.K. Rowling contou que, antes de começar a escrever cada livro da série Cormoran Strike, sabe exatamente quem matou, por que matou e como matou. “Lethal White exigiu uma planilha [de planejamento] mais complicada do que para todos os outros livros que escrevi”, disse. “Tinha nove colunas, com vermelho para pistas falsas, azul para pistas verdadeiras e muitas outras cores para suspeitos e assuntos diferentes.”

Os três primeiros volumes da série Cormoran Strike foram O Chamado do Cuco (2013), O bicho-da-seda (2014) e Vocação para o mal (2015), publicados no Brasil pela Editora Rocco. Apesar das histórias darem continuidade às vidas e ao relacionamento entre Cormoran e Robin, não há conexão entre o enredo principal dos livros.

Fotografia: Debra Hurford Brown/Reprodução

O futuro de Cormoran Strike

Em seu site oficial, a autora revelou que planeja escrever mais de sete volumes para Cormoran Strike. No entanto, Rowling deve intercalar a escrita das histórias do detetive com os roteiros da franquia cinematográfica Animais Fantásticos e outros livros que planeja publicar.

Imagens: Editora Rocco/Divulgação

A série de TV

Em 2017, os livros foram adaptados para série de TV. Com Tom Burke e Holly Grainger nos papéis de Cormoran Strike e Robin Ellacott, Strike teve sete episódios. No Brasil, a série estreou em 7 de agosto de 2018, no canal MAX. Na TV, os episódios estão sendo reprisados ocasionalmente. Na internet, estão disponíveis no HBO Go.

No Reino Unido, a série, exibida pela BBC One, teve uma média de oito milhões de espectadores por episódio, de acordo com o BARB, órgão que mensura audiência na região. São números expressivos; a título de comparação, a primeira temporada de Sherlock teve números similares em sua temporada de estreia.

Em entrevista ao POTTERISH, o elenco explicou os desafios da produção


Edição: Pedro Martins