Animais Fantásticos ︎◆ Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald ︎◆ Direto do set

Conheça 6 das novas criaturas de Animais Fantásticos

Embora tenham a responsabilidade de sustentar o nome da franquia, ainda não está claro qual é o papel das criaturas mágicas em Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald. Em visita ao set de filmagem do filme, na Inglaterra, o POTTERISH descobriu seis das criaturas que a roteirista J. K. Rowling criou para esta história.

Os novos moradores da maleta

1. Matagot

O Matagot é um felino que se parece com o gato pelado canadense. Na França, eles são usados pelo Ministério da Magia – ou melhor, Ministère des Affaires Magiques – para trabalhos manuais, como cuidar da correspondência e da segurança de alguns departamentos. Normalmente, eles são inofensivos, mas, quando provocados, transformam-se em criaturas muito ferozes.


Foto: Warner Bros. Pictures/Divulgação

2. Zouwu

Tão grande quanto um elefante, o Zouwu é um felino nativo da China. Apesar da aparência extravagante – com garras, presas e cauda grandes e eriçadas –, a característica mais marcante do Zouwu é sua velocidade. A criatura é capaz de viajar mais de 1.600 quilômetros por dia! Repleto de cicatrizes, o Zouwu que aparecerá neste filme foi capturado por Skender, dono e mestre de cerimônias do Circo Arcanus.


Foto: Warner Bros. Pictures/Divulgação

3. Leucrota

Com chifres grandes e desiguais, o Leucrota se parece com um alce. À primeira vista, não há nada de especial nesta criatura… até que ela abra a boca. Sua cavidade bucal é tão grande que, para escovar os dentes do animal, Newt Scamander e sua assistente Bunty conseguem colocar as cabeças e os ombros inteiros para dentro.


Foto: Warner Bros. Pictures/Divulgação

4. Filhotes de Pelúcio

Os Pelúcios têm ninhadas de até oito filhotes, que podem nascer de diversas cores: preto, marrom e branco, cinza e branco e tricolor. Embora sejam menores, sua atração por objetos brilhantes ou reluzentes é igual (ou maior) à de Pelúcios adultos. Eles são capazes de arrumar confusões tão grandes quanto seus pais!

Foto: Warner Bros. Pictures/Divulgação

5. Dragão de Fogo

O Dragão de Fogo parece um pequeno lagarto voador com grandes antenas. Apesar do nome, em vez de cuspir fogo ele solta faíscas da ponta de sua cauda, incendiando qualquer material inflamável.

6. Chupacabra

Ainda não há informações sobre o Chupacabra, mas a criatura latino-americana aparecerá no filme ao lado de Gerardo Grindelwald (Foto: Warner Bros. Pictures/Divulgação)

BÔNUS: Agoureiro e outras aves

Em entrevista ao POTTERISH, o supervisor de arte Martin Foley adiantou que haverá muitas aves mágicas neste filme. “J. K. Rowling ama aves”, revelou. Uma delas é o Agoureiro, que já havia aparecido como uma tatuagem na peça Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. De acordo com o guia Animais fantásticos e onde habitam, publicado em 2001, trata-se de um pássaro que anuncia a aproximação da chuva.


Foto: Warner Bros. Pictures/Divulgação

Criaturas que retornarão

Os Tronquilhos e os Bezerros Apaixonados aparecerão novamente em Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald. Além deles, os Testrálios, vistos em Harry Potter e a Ordem da Fênix, serão responsáveis por puxar a carruagem em que Grindelwald foge do MACUSA. O Cavalo-do-Lago, por sua vez, foi apenas mencionado nos livros de Harry Potter, mas está no guia Animais fantásticos e onde habitam. Trata-se de um demônio metamórfico que, depois de atrair cavaleiros para montá-lo, mergulha para o fundo da água e os devora. O maior exemplar de sua espécie se encontra no Lago Ness, na Escócia.


Foto: Warner Bros. Pictures/Reprodução

Uma assistente para Newt Scamander…

“Há muitas tramas neste filme”, explica o supervisor de arte, “e ao mesmo tempo em que cuida dos animais, Newt tem que dar atenção a outros problemas”. Por isso, o magizoologista terá uma assistente. Ela se chama Bunty e nutre uma paixão não recíproca por Newt.

… e um hospital para os animais

No porão de sua casa, em Londres, Newt tem um hospital para criaturas mágicas. É uma extensão de sua maleta. Nas paredes, há vários nichos que funcionam como habitats para as diferentes espécies de animais. Esses nichos são interligados por escadarias que se movem, em homenagem ao castelo de Hogwarts. “Este é um cenário que construímos de verdade, [em vez de usar tela verde]”, conta o supervisor de arte. “Para nos confundir, Stuart Craig, [o diretor de arte], decidiu colocar o barracão [em que Newt guarda alimentos e prepara remédios] no centro deste porão. Isso não faz nenhum sentido, porque o barracão fica dentro de sua maleta, mas, de alguma forma, sua maleta fica dentro deste porão. Nós simplesmente não entendemos, e Stuart respondeu: ‘pois é, mas está lindo, então vai ficar assim’.”


Foto: Warner Bros. Pictures/Divulgação

Por trás das câmeras: como as criaturas são feitas

Os animais são inseridos no filme digitalmente. No entanto, como o elenco precisa interagir com muitos deles, é necessário utilizar marionetes, que dão à equipe noções de tamanho e de espaço. Em alguns casos, os animais são representados por dublês. O elenco ensaia e, em seguida, com a coreografia fresca em mente, os dublês saem e os atores gravam as cenas.

“As criaturas são como personagens”, avalia o supervisor de arte. “Têm que ser tão bem-feitas que muitos artistas se dedicam em tempo integral para criar apenas uma criatura”. Em Harry Potter, desde A Pedra Filosofal, quem criou o visual de todos os animais foi Stuart Craig. Em Animais Fantásticos, no entanto, o diretor de arte passou a dar as cartas para outros membros de sua equipe, que desenvolvem o visual e voltam a ele em busca de sugestões e aprovação.


Foto: Warner Bros. Home Entertainment/Reprodução

Leia também:

Roteirizado por J. K. Rowling e dirigido por David Yates, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald chega aos cinemas brasileiros em 15 de novembro de 2018.

Pedro Martins é estudante de jornalismo e editor-chefe do Potterish. Ele viajou à Inglaterra a convite da Warner Bros. Pictures

Colaboraram: Beatriz Franco, Nuara Costa e Rodrigo Cavalheiro

Atualizado em 6/11/2018