Listas

Seis doenças mágicas de Harry Potter

A magia do mundo de Harry Potter simplifica tarefas árduas com as quais os trouxas lidam diariamente. No entanto, isso não significa que bruxos tenham a cura para todos os males. Doenças com sintomas medonhos e de tratamento difícil os atingem. Leia a seguir!

Por Beatriz Franco


Doença do Desaparecimento

Causada por um inseto mágico, a doença faz com que a parte do corpo que foi infectada desapareça. Em 1836, durante uma apresentação de sapateado, um artista bruxo chamado Xavier Rastrick desapareceu inesperadamente diante de 300 pessoas e nunca mais foi visto. Até hoje não se sabe se foi um caso de Doença do Desaparecimento, tratada no segundo andar do Hospital St. Mungus, ou um fenômeno mágico desconhecido.

Harry Potter com a Capa da Invisibilidade

Licantropia

Os lobisomens se transformam em lobos uma vez por mês, durante a lua cheia, e voltam à condição de humanos ao nascer do sol. Ainda que a duração seja curta, as transformações acontecem até o fim da vida do bruxo infectado. Enquanto lobo, o indivíduo perde a consciência humana e se torna um animal movido a instintos, incapaz de reconhecer e poupar seu melhor amigo. Até o momento, não existe cura, mas o consumo regular da Poção de Acônito garante que o lobo não machuque ninguém ou a si mesmo durante a transformação.

Lupin como Lobisomem em Harry Potter

Maledictus

A doença que aflige um novo personagem de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald é aterrorizante. Ainda não sabemos detalhes, mas Maledictus é como se chama um bruxo que convive com uma maldição sanguínea que o transforma em algum animal ou criatura. No novo filme, a personagem que possui essa doença é exposta em um circo de aberrações.

Bruxa Maledictus

Sarapintose

A sarapintose é uma doença de pele causada por um fungo. Grave e altamente contagiosa, ela provoca o aparecimento de pústulas roxas pelo corpo. O infectado pode ficar de cama por meses e até mesmo perder a voz caso a garganta seja atingida. O tratamento sugerido é prender o fígado de um sapo ao pescoço e ficar nu em cima de uma barrica de olhos de enguia na lua cheia. Não se sabe se o tratamento é efetivo.

Rony Weasley foi diagnosticado com sarapintose por engano no St. Mungus, quando visitou o pai, que foi atacado por Nagini. Um curandeiro do hospital pensou que ele estivesse contaminado, pois os estágios iniciais das erupções se parecem com sardas – e ele é cheio delas.

Uma variação especialmente virulenta da infecção é a Sarapintose Cerebral, cujos sintomas incluem confusão severa e perda de memória. Nenhum bruxo se lembra da Copa Mundial de Quadribol de 1877, por exemplo. Portanto, especula-se que houve um surto da doença durante o evento.

Rony Weasley por Jim Kay

Stinkitus

Stinkitus é causada quando um bruxo inala o gás verde produzido pela explosão de um Chumbinho Fedorento, vendido pela Zonko’s. No jogo Harry Potter e a Câmara Secreta para Game Boy Advanced, é dito que, no dia primeiro de abril de 1979, foram registrados 500 casos de Stinkitus. O surto aconteceu porque um bruxo lançou nada menos que 800 unidades de Chumbinho Fedorento do topo do prédio d’O Profeta Diário no Beco Diagonal.

Hermione em Harry Potter

Varíola Dragonina

Doença que matou os pais de Queenie e Tina Goldstein, de Animais Fantásticos, a Varíola de Dragão pode ser comparada com a catapora ou a varíola comum, mas, além das erupções dolorosas, ela deixa a pele do infectado esverdeada. Uma variação mais simples causa uma irritação entre os dedos do pé e faíscas saem do nariz do bruxo doente quando ele espirra. A contaminação acontece pelo contato ou ingestão de carne de dragão infectada.

Apesar de ainda não ter sido erradicada, um tratamento eficaz é aplicado no segundo andar do Hospital St. Mungus, desenvolvido pela curandeira Gunhilda de Gorsemoor, a famosa bruxa de um olho só cuja estátua em Hogwarts guarda a passagem secreta para a Dedosdemel.

Tina e Queenie Goldstein

BÔNUS:

Umbridgite

Umbridgite é a doença inventada pelos alunos quando Dolores Umbridge assumiu o cargo de Alta Inquisidora de Hogwarts. Os sintomas, causados por uma das invenções de Fred e Jorge Weasley, incluem febre alta, sangramento nasal, desmaios e vômito. Considerando a inspiração por trás da “doença”, não é difícil de acreditar que alguns se sentiam verdadeiramente mal perto de Umbridge.

Professora Umbridge em Harry Potter

P.S.: Não se assustem! Doenças mágicas atingem apenas seres mágicos, assim como doenças trouxas não atingem bruxos. Você jamais veria Hermione Granger sucumbir a uma gripe ou encontraria Duda Dursley com cicatrizes de Varíola Dragonina.

Leia também:

+ As matérias esquecidas de Hogwarts

+ Os 10 produtos mais legais da Gemialidades Weasley