Animais Fantásticos e Onde Habitam ︎◆ Filmes e peças

TRADUZIDO: Dan Fogler revela detalhes inéditos de “Animais Fantásticos”

O ator Dan Fogler, intérprete do No-Maj Jacob Kowalski em “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, esteve na CinemaCon e trouxe consigo detalhes inéditos da história. Em entrevista ao ScreenSlam, Fogler revelou o motivo da viagem do magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) a Nova Iorque e como o seu personagem conhece o de Redmayne – informações que os fãs há muito ansiavam por saber.

“J.K. Rowling escreve essa história sobre Newt indo a Nova Iorque comprar um presente, e ele tem essa maleta, que é essencialmente como um zoológico, cheio dessas criaturas que ele coletou durante os anos. Ele e eu literalmente trombamos um com o outro. Nossas maletas são trocadas, eu abro minha maleta, achando que dentro iria ter doces, mas na verdade tem um zoológico inteiro de criaturas mágicas que vêm pulando pra fora. Uma delas me morde. [Newt] não quer que eu morra por causa dessa mordida, então ele me leva junto e tenta me curar enquanto nós coletamos todas essas criaturas pela cidade. Ao longo disso, eu e ele nos tornamos amigos, que nem Sherlock e Watson.”

“Animais Fantásticos e Onde Habitam”, dirigido por David Yates e produzido por David Heyman, é a estreia de J.K. Rowling como roteirista e chega aos cinemas brasileiros em 17 de novembro de 2016.

A entrevista na íntegra transcrita e traduzida pela nossa equipe pode ser lida na extensão da notícia.

Dan Fogler revela detalhes inéditos de “Animais Fantásticos” na CinemaCon
ScreenSlam – 18 de abril de 2016

Traduzido por: Marina Anderi em 19/04/2016.
Revisado por: Pedro Martins em 19/09/2016.

Dan Fogler: “Eu estou muito feliz. Estou exaltado. Pareço uma criança em uma loja de doces. Não dá para perceber? Eu interpreto Jacob Kowalski, ele é um padeiro, só um cara normal que voltou da [Primeira] Guerra [Mundial], em “Animais Fantásticos”.

[O filme] é inspirado em “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, um livro-texto que eles estudam em Hogwarts. O escritor dele é um personagem meio que um Charles Darwin chamado Newt Scamander. J.K. decidiu que iria fazer o processo reverso, escrevendo um roteiro sobre ele escrevendo esse livro. Então ela escreve essa história sobre Newt indo a Nova Iorque comprar um presente, e ele tem essa maleta, que é essencialmente como um zoológico, cheio dessas criaturas que ele coletou durante os anos.

Ele e eu literalmente trombamos um com o outro. Nossas maletas são trocadas, eu abro minha maleta, achando que dentro iria ter doces, mas na verdade tem um zoológico inteiro de criaturas mágicas que vêm pulando pra fora. Uma delas me morde.

Newt, que é um personagem mais reservado, mais próximo dos animais do que de humanos, sente-se responsável por mim. Ele não quer que eu morra por causa dessa mordida, então ele me leva junto e tenta me curar enquanto nós coletamos todas essas criaturas pela cidade. Ao longo disso, eu e ele nos tornamos amigos, que nem Sherlock e Watson. Há pessoas maravilhosas envolvidas, vocês vão amar.”