Sem categoria

Vendas de eBooks e áudio-livros de “Harry Potter” dobraram nos últimos meses

Há alguns anos, com o Pottermore, J.K. Rowling lançou os livros digitais e áudio-livros de “Harry Potter”. No início, os eBooks estavam à venda apenas no Pottermore, porém, há alguns meses, a venda foi estendida à Amazon, Apple, Barnes & Noble, Google, Kobo, Blackwell’s, WHSmith, Sainsbury’s etc, fazendo com que a vendas dobrassem.

Se compararmos o número de vendas dos livros digitais e dos áudio-livros no período de outubro a dezembro de 2014, quando a venda restringia-se apenas a plataforma Pottermore, com o mesmo período de 2015, com a venda expandida, percebermos um crescimento de 100%, ou seja, o dobro de pessoas adquiriram os livros em seu formato digital nos últimos meses de 2015.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tal ação fez com que a empresa se recuperasse dos problemas financeiros sofreu no decorrer de 2015. A empresa caiu de um faturamento de 31.8m libras para apenas 7m libras em 2015. Assim, foi necessário dispensar vários funcionários, reduzindo, em média, 40 a 30 funcionários no período citado.

Como o acordo firmado previamente com a Sony não permitia a venda de livros digitais e áudio-livros fora do Pottermore, a reviravolta veio apenas com o fim deste acordo. Segundo Susan Jurevics, chefe executiva do Pottermore, após a abertura para outras plataformas os produtos venderam mais do que a soma das vendas dos 12 primeiros meses.

“Esse é um novo e animador capítulo para o Pottermore. Estamos animados com o sucesso que tivemos nos últimos meses e estamos embarcando em novas estratégias para levar os amados personagens de J.K. Rowling a um público ainda maior, internacionalmente”, disse Jurevics.