A Pedra Filosofal ︎◆ Artigos do Pottermore ︎◆ As Relíquias da Morte ︎◆ Livros

POTTERMORE: Lilían Potter e a linguagem das flores

Em celebração ao aniversário da mãe de Harry Potter, Lilían Evans, o Pottermore publicou um artigo sobre a linguagem das flores utilizada durante a era Vitoriana.

Criando um paralelo com a história de Lílian, o artigo apresenta e confirma uma teoria que os fãs discutiam há tempos sobre o significado das primeiras palavras que o Professor Snape disse a Harry em seu primeiro ano. Além disso, fala sobre o significado do nome de Lílian e Petúnia Dursley, sua irmã.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A linguagem vitoriana das flores era usada nos anos 1800 para enviar belas mensagens, transmitindo segredos profundos e compartilhando momentos. Quase todas as flores tem um significado especial e, em tempos em que uma palavra não pode ser dita em voz alta, buquês diziam 1000 palavras.”

Você pode conferir a tradução completa deste artigo acessando o modo completo da notícia.

Ontem (29), o Pottermore também liberou quatro novos textos escritos por Rowling sobre as escolas de magia ao redor do mundo. Confiram clicando nos links a seguir: “Escolas de Magia“, “Castelobruxo” (Brasil), “Mahoutokoro” (Japão) e “Uagadou (Uganda, África).

Fique de olho nas notícias do Potterish, pois o “A Celebration of Harry Potter”, em Orlando, ainda promete revelar muitas novidades!

Lilían, Petúnia a linguagem das flores


Traduzido por: Morgana dos Santos em 30/11/2016.
Revisado por: Gabriela Oliveira em 30/11/2015.

>Um olhar mais aproximado da história de Severo, Lílian e Petúnia pela linguagem vitoriana das flores, ou floriografia.

Alerta de spoilers: contêm detalhes de “Harry Potter e as Relíquias da Morte”.

PrivetDrive_PM_B2C1M2_DursleysGarden_Moment

A linguagem vitoriana das flores era usada nos anos 1800 para enviar belas mensagens, transmitindo segredos profundos e compartilhando momentos. Quase todas as flores tem um significado especial e, em tempos em que uma palavra não pode ser dita em voz alta, buquês diziam 1000 palavras.

Existem significados escondidos por todos os livros de Harry Potter, mas o que aprendemos sobre Lílian (na versão original, Lily, que significa lírio), Petúnia e Severo quando examinamos suas histórias com essa linguagem em mente?

WB_F8_Lily_young_hand_open_landscape_HPDH2-08067

Asfódelo e losna

Se suas primeiras palavras para Harry não são nada para se considerar, a linguagem das flores sugere que Snape se arrepende profundamente da morte de Lílian Potter.

“O que eu obteria se adicionasse raiz de asfódelo em pó de uma infusão de losna?” A resposta pode ser encontrada em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, quando o Professor Slughorn pede para os alunos prepararem uma Poção do Morto-Vivo. Curiosamente, isso é depois de Harry encontrar a cópia de Estudos Avançados no Preparo de Poções de Snape e seguido suas instruções para preparar a poção perfeita.

Asfódelo é um tipo de lírio e significa “lembrado além do túmulo” ou “meus arrependimentos lhe seguem até o túmulo,” enquanto losna geralmente é associado com arrependimento e amargura.

Hemeróbio e acônito

Snape também pergunta a Harry a diferença entre hemeróbio e acônito. Talvez seja a frase mais mordaz quando olhada pela linguagem das flores. Hemeróbio é associado a “bravura” enquanto acônito pode significar “misantropia” ou desgosto pelos outros.

Aqui poderia ser dito que Snape está comparando as ações heroicas de Lily Potter com a natureza descrente do próprio Snape. Ou talvez até entre Harry, o menino-que-sobreviveu, e ele mesmo.

WB_F8_Severus_and_Lily_standing_in_Hogwarts_corridor_HPDH2-08081

Lílian (Lily) Potter

Um lírio pode ser interpretado como “beleza, elegância, doçura.” Essa admirável flor é fácil de se cultivar, contanto que seja plantada no lugar certo. Elas também, de acordo com os manuais de jardinagem, fazem arranjos maravilhosos.

Então entra Severo; seu nome pode ser visto para significar cortar ou dividir – e é exatamente o que ele indevidamente faz com o relacionamento de Lílian com sua irmã, Petúnia. Como duas crianças mágicas, Lílian e Severo tem algo em comum que Petúnia nunca entenderia. Somado a gentil rejeição de Alvo Dumbledore ao pedido de Petúnia para estudar em Hogwarts, a amizade de Lílian com Snape montou a cena para o futuro com Sra. Dursley e sua amargura sem fim com Lílian e seu filho, Harry.

Petúnia Dursley

Suscetível a danos e melhor cultivada em um vaso ou uma cesta, as petúnias precisam de abrigo contra o vento e muita luz. Ela também é uma flor que, na linguagem das flores, significa “ressentimento e raiva.” Uma boa descrição da mulher que nunca contou ao seu sobrinho como sua mãe morreu até que ela estivesse encurralada: “e então ela vai e me faz o favor de se explodir…”

Em “Harry Potter e as Relíquias da Morte” Harry vê uma memória de sua mãe. Ela pega uma flor e abre e fecha suas pétalas magicamente; Petúnia está indignada, mas cheia de desejos ocultos.

Severo aparece e diz a Lílian que ela é uma bruxa e Petúnia é uma Trouxa. É uma cena cheia de significado, e ainda mais se nós considerarmos as profundezas destes nomes e momentos.

WB_F8_Severus_Lily_young_flashback_by_tree_HPDH2-07982