Atores ︎◆ Daniel Radcliffe ︎◆ Eventos ︎◆ Filmes e Peças ︎◆ Swiss Army Man

Daniel Radcliffe fala sobre o boicote ao Oscar e “Swiss Army Man”

Daniel Radcliffe, intérprete de Harry Potter nos oito filmes da franquia, esteve no “Festival Sundance de Cinema” para promover o seu novo filme “Swiss Army Man” (“Homem do Exército Suíço”, em tradução literal), e foi entrevistado por alguns veículos de comunicação, como o E! News e o Daily Mail. Um dos assuntos abordados foi a falta de diversidade nas indicações do Oscar e seu consequente boicote por estrelas como Will Smith e Spike Lee.

“Bem, eu acredito que, de alguma forma, o boicote já está funcionando, pois há uma reação da Academia, que está trabalhando para mudar sua política. É o início de uma conversa que parece que não precisariamos mais tê-la, particularmente nessa indústria, pois pensamos em nós como liberais e muito progressistas. Devemos apoiar aquilo que achamos certo.”

Swiss_Army_Man_Still_Daniel_Radcliffe

Neste filme, Radclife faz o papel de um cadáver que sofre de flatulência, como mostrado no still acima, e se torna amigo de um homem perdido (Paul Dano).

Ao Daily Mail, Dan reflete sobre a experiência de dividir uma casa com o elenco e como isso o ajudou:

“Não têm muitos diálogos nesse filme, e têm essas coisas que você lê e pensa: como eu posso parecer ao mesmo tempo morto e constrangido, como seria isso? Eu não sabia se iria funcionar, mas mais 90% veio de ficar no quarto com Paul e os Daniels e trabalhar com eles.”

Todas as entrevistas, transcritas e traduzidas na íntegra pela nossa equipe, podem ser conferidas no modo notícia completa, junto com os vídeos.

“Swiss Army Man” não tem previsão de estreia no Brasil, mas vocês têm intenção de assistir quando e se estrear?!

Daniel Radcliffe e Paul Dano sobre o boicote ao Oscar
E! Online – 23 de janeiro de 2015

Traduzido por: Bibiana Branco em 24/01/2015.
Revisado por: Pedro Martins em 24/01/2015.

Repórter: A última pergunta: diversidade, uma grande questão agora. O que acha que devíamos fazer com o Oscar? Deve haver um boicote ou todos devem comparecer ao Oscar?
Daniel Radcliffe: Eu não sei… Bem, eu acredito que, de alguma forma, o boicote já está funcionando, pois há uma reação da Academia, que está trabalhando para mudar sua política. É o início de uma conversa que parece que não precisariamos mais tê-la, particularmente nessa indústria, pois pensamos em nós como liberais e muito progressistas. Devemos apoiar aquilo que achamos certo.
Repórter: Paul?
Paul Dano: Pois é, há algumas pessoas que desde o início pensam em as fazer coisas, em vez de pensar no fim delas, e eu creio que aí que a grande mudança ajudará. Você sabe, em respeito à escrita, ao elenco, a montagem do filme. É uma coisa complicada para se falar dessa maneira, sabe?
Repórter: Sim!


Daniel Radcliffe em “Swiss Army Man” e dividindo uma casa com o elenco
Daily Mail – 23 de janeiro de 2016

Traduzido por: Caroline Dorigon em 23/01/2016.
Revisado por: Bibiana Branco em 24/01/2016.

Repórter: Então vocês estavam todos morando juntos na mesma casa?
Daniel: Ah sim, sim. Isso foi divertido. Sim.
Paul Dano: Sim.
Repórter: Eu acho que isso é incrível!
Daniel: É sim, realmente. Eu acho que pra mim é uma coisa legal. Mas eu acho que isso não é uma coisa já feita: bem, vamos ficar em uma casa juntos por, tipo, 40 dias. É um grupo muito especial.
Kwan: Sim, estamos. Nós
Scheinert: Nós estamos muito surpresos e satisfeitos, acho que eles ofereceram uma casa para Mary, Daniel e Paul, e eles falaram “Não, vamos ficar em uma única casa”, pois todos nós tivemos um período agradável trabalhando juntos. E eu acho que isso é uma das coisas que mais nos orgulha mesmo que tenha sido difícil para todos curtir o processo e agora nós…
Kwan: Foi como um acampamento de verão, com um monte de gente colaborando, como um mês em agosto.
Scheinert: E agora é como fosse nosso reencontro do acampamento.
Kwan: Exatamente. É exatamente isso. E é muito divertido. Quando eu entrei pela primeira vez e vi todo mundo, nossa equipe, o elenco, eu estava…
Scheinert: E teve um grande jantar na última noite e foi muito emotivo.
Kwan: Eu sei, foi muito pesado para mim. Tanto faz coisas como a première, tanto faz. Jantar com meus amigos em uma casa enorme é como um sonho.
Daniel: Sim, muito difícil. Porque, você sabe, não têm muitos diálogos nesse filme, e têm essas coisas que você lê e pensa: como eu posso parecer ao mesmo tempo morto e constrangido, como seria isso? Eu não sabia se iria funcionar, mas mais 90% veio de ficar no quarto com Paul e os Daniels e trabalhar com eles.
Repórter: Vocês tiveram um resultado melhor rindo no set e foram ótimos porque…?
Paul: Sim, nos divertimos muito. Quando você ver, nós tivemos que fazer algumas coisas divertidas, algumas coisas bobas, eu passei cerca de 5 semanas carregando o Daniel por ai…
Daniel: Ele realmente fez isso.
Paul: … pela floresta… e foi ótimo.
Daniel: Havia muitas cenas na floresta e é claro que era fictício porque pular de uma janela enquanto me carregava daquela forma, mas ele realmente fez.
Paul: Assim como em muitas cenas as pessoas não vão acreditar que não é você
Daniel: Sim.
Paul: … fazendo o que você faz.
Daniel: Sim, isso é desconcertante. É triste ainda ter esse tipo conversas bom que nós estamos tendo-as…