A Criança Amaldiçoada ︎◆ J. K. Rowling ︎◆ Série Cormoran Strike

J.K. Rowling fala sobre “Career of Evil”, Harry Potter e novo livro infantil

Foram divulgadas ontem (2) duas entrevistas dadas por J.K. Rowling durante a divulgação de seu mais recente livro: “Career of Evil” (Carreira do Mau, em tradução livre), escrito sob o pseudônimo de Robert Galbraith.

No decorrer das entrevistas, foi impossível não tocar em assuntos relacionados à série “Harry Potter”, principalmente agora com o anúncio da peça “Harry Potter and the Cursed Child” e do filme “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, este último roteirizado pela própria Rowling.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na primeira entrevista divulgada, J.K. Rolwing falou com a NPR (National Public Radio), uma rádio dos Estados Unidos, e discutiu especialmente sobre “Career of Evil”. Confira alguns trechos abaixo:

“Esta foi a primeira vez que um livro literalmente me deu pesadelos. Não foi escrever o livro que me deu pesadelos, foi a pesquisa.
Eu pensei que seria muito importante entender a mentalidade, pois alguns dos capítulos são escritos do ponto de vista de um assassino psicopata. Então, o que esses homens dizem sobre como eles se sentem pelo o que fazem? O que esses homens sentem é um questionamento muito interessante, porque eu acho a capacidade deles de sentir é muito embotada. Portanto, toda essa pesquisa foi fascinante e incrivelmente perturbadora ao mesmo tempo.”

Ela também discutiu um pouco sobre inspiração para a criação de Cormoran Strike:

“Alguns [personagens] simplesmente saem de seu subconsciente e surgem na sua frente. E ele apenas fez isso. Ou saiu mancando do meu subconsciente. Se eu precisasse analisar o porque ele saiu de lá, eu poderia dizer que eu conheço muitos veteranos de guerra.
Eu estou interessada, assim como penso que diversas pessoas estão, no que acontece com pessoas que deixam as forças armadas e precisam trilhar seu caminho em uma vida civil. Isto parece uma grande questão em nossos tempos. Eu acabei conhecendo alguém, essa pessoa que conheço é ex-Special Investigation Branch* e mulher, não homem – mas ela foi muito generosa em me deixar entrevistá-la extensivamente sobre como sua carreira foi.”
* Special Investigation Branch: Divisão de Investigação Especial. Nome dado a todas as divisões de detetives dentro das três armas da polícia militar britânica.

Rowling também discutiu sobre Robin durante a entrevista, assim como a violência contra mulheres presente no livro e temas como fama e privacidade que vem sendo discutidos nos livros de Robert Galbraith desde o lançamento de “O Chamado do Cuco“.

Confira a tradução da entrevista na íntegra.

Já para a divulgação do livro na Inglaterra, Rowling conversou com a BBC Radio 2 e discutiu diversos temas além de “Career of Evil”, incluindo novos projetos em desenvolvimento.

Apresentada como Robert Galbraith, a autora falou sobre “Cursed Child” e seus sentimentos sobre a peça e uma nova história de Harry Potter anos depois do lançamento do último livro.

“É realmente animador. Eu sempre disse que não diria nunca porque haviam coisas que tinha em mente sobre o que aconteceu 19 anos depois. Eu particularmente não tenho desejo em escrever isso no formato de um romance por motivos que eu acho que ficarão mais claros quando as pessoas verem a peça.
Irei apenas dizer que essa peça nunca teria acontecido se esta equipe não tivesse vindo até mim porque eles são extraordinários e eu acho que juntos traremos uma experiência realmente fantástica para as pessoas. Mas foram pelas pessoas, eu não saí procurando por isso, foi ao contrário.”

Jo também falou sobre um novo projeto voltado para o público infantil, o primeiro após o lançamento de “Os Contos de Beedle, o Bardo” em 2007, e deu uma declaração comovente sobre um de seus principais medos da meia-idade.

“Eu tenho uma ideia para um livro infantil, na verdade escrevi parte de um livro infantil que realmente amei, então eu definitivamente irei terminá-lo. Haverá outro livro infantil.
Não irei lhe dar nenhuma data exata porque as coisas estão bem agitadas e venho escrevendo também um roteiro para ‘Animais Fantásticos e Onde Habitam’, o que tem sido bem divertido, então ando bem ocupada. Mas definitivamente escreverei mais romances como J.K. Rowling – romances no plural, pois eu tenho muitas ideias.
Às vezes me preocupo se irei morrer antes de publicar todos. Esta é minha crise da meia-idade – que irei deixar esta terra sem ter escrito todos esses livros.”

Tenho certeza que essa também é a preocupação de todos seus fãs, J.K. Rowling.

Confira o áudio completo da entrevista no site da BBC Radio 2.

Fiquem atentos as novidades do Potterish! Em breve iremos publicar todas as entrevistas na íntegra, enquanto isso nos conte: que tipo de livro vocês gostariam de ver nossa querida autora publicando?