Artigos do Pottermore

POTTERMORE: Produzindo o Baile de Inverno

Estamos traduzindo todos os artigos que a equipe de editores do Pottermore escreve e publica no site oficial, em inglês. As traduções, que saem todas as tardes no Potterish, permitem que os leitores não fluentes na língua inglesa também possam ter acesso a esse conteúdo incrível do novo Pottermore.

“O Salão Principal é um ambiente bastante apático, com peças enormes de alvenaria”, explica Craig. “É muito marrom e é muito sólido, e, exceto por seu teto e suas velas flutuantes, não é um lugar muito festivo. Então procuramos desesperadamente uma maneira de transformá-lo em um”.

Adaptar os livros de J.K. Rowling para as telonas realmente não foi uma tarefa para qualquer um, e disso todos nós já sabemos. O que não sabíamos é como foi a produção do Baile de Inverno, algo que vocês podem conferir hoje no modo notícia completa!

Por trás das câmeras: produzindo o Baile de Inverno


Traduzido por: Bruna Lopes em 29/09/2015.
Revisado por: Luiza Miranda em 01/10/2015.

Parvati Patil: Ela está tão bonita!

Harry: É, está mesmo!

Padma Patil: Aquela é a Hermione Granger? Com Vítor Krum?”

Transformar o imponente – porém marrom – Salão Principal em um paraíso do inverno para a versão cinematográfica de “Cálice de Fogo” foi mais difícil do que você imagina – até mesmo para os profissionais da equipe dos estúdios de Harry Potter.

Extraído de “Harry Potter da Páginas para a Tela: a Jornada Completa das Filmagens”

Apesar de terem projetado e decorado o Salão Principal, Stuart Craig e Stephenie McMillan concordaram que ele não era o melhor lugar para uma festa.

“O Salão Principal é um ambiente bastante apático, com peças enormes de alvenaria”, explica Craig. “É muito marrom e é muito sólido, e, exceto por seu teto e suas velas flutuantes, não é um lugar muito festivo. Então procuramos desesperadamente uma maneira de transformá-lo em um”.

McMillan sugeriu pintá-lo de prata, mas “tinta prateada é plana e monótona, não é refletiva o suficiente”, diz Craig. “Ainda iria parecer com pedra, só que colorida de prateado”.

McMillan relembra como eles decoraram a sala de aula de Adivinhação da professora Trelawney em “Prisioneiro de Azkaban” pendurando tecidos nas paredes. “Achei este tecido barato, prateado com fios metálicos”, ela se lembra, “e nós decidimos grudá-lo em tudo. Então nós pensamos em fazer cortinas com o mesmo tecido. Rapidinho, tudo ficou prateado – as árvores de Natal, as vigas, as molduras das janelas, tudo.”

Além de prata, outra característica definitiva da decoração invernal do baile foram seus aparatos de gelo. Craig e McMillan queriam esculturas e blocos de gelo em cima das mesas prateadas e dentro dos vasos decorativos.

Baile_de_Inverno_Cálice_de_Fogo

“Fizemos gelo falso com resina transparente”, diz Pierre Bohanna, “e adicionamos aquelas peças arquitetônicas maravilhosas em cima. Tem uma resina de cera que simula todo o gelo despedaçado, quebrado e trincado.’

Iluminar a resina transparente foi um grande desafio. “Se você colocar uma luz branca nela, ela fica rosa, por causa da refração,” avisa Bohanna. Foram utilizados filtros de luz para deixar tudo em um tom azul gelado.

Baile_de_Inverno_2_Cálice_de_Fogo