J. K. Rowling

TRADUZIDO: Pottermore divulga os pensamentos de J.K. Rowling sobre a Lufa-Lufa

O Pottermore, “coração online do Mundo Mágico de J.K. Rowling”, divulgou os pensamentos da autora sobre o salão comunal da Lufa-Lufa, uma das quatro casas de Hogwarts.

Neste parágrafo divulgado hoje como um complemento de outro texto maior, publicado logo no início do Pottermore, Jo Rowling explica, dentre outras coisas, o porquê de Harry não ter visitado o salão comunal da Lufa-Lufa, casa daqueles que valorizam o trabalho duro, a paciência, a lealdade e o jogo limpo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Quando inicialmente planejei a série, eu esperava que Harry visitasse todas as quatro salas comunais durante o seu período em Hogwarts. Chegou um momento em que eu percebi que nunca teria uma razão válida para entrar na sala comunal da Lufa-Lufa.”

Traduzido por: Pedro Martins em 25/09/2015.
Revisado por: Virag Venekey em 25/09/2015.

O anterior, divulgado em 2011, revela mais detalhes sobre a Casa:

“O Salão Comunal da Lufa-Lufa tem sua entrada no mesmo corredor das cozinhas de Hogwarts. Passando pelo grande quadro de natureza morta que forma a entrada para a escada, uma pilha de barris grandes é encontrada, empilhados em um recuo sombrio de pedra no lado direito do corredor. O segundo barril a partir da base, no meio da segunda fileira, se abrirá ao bater nele no ritmo de ‘Helga Hufflepuff’. Como um dispositivo de segurança para repelir não Lufanos, bater no barril errado ou bater o número incorreto de vezes resulta em uma das outras tampas estourar e encharcar o intruso em vinagre.”

Traduzido por: Raquel Monteiro em 24/10/2011.
Revisado por: Juliana Torres em 25/10/2011.

Para conferir ambos traduzidos pela nossa equipe na íntegra, acessem o nosso Hotsite do Pottermore através deste link.