Seção Granger

Seção Granger: “A Extraordinária Garota Chamada Estrela”, de Jerry Spinelli

Lembram-se, à época da inauguração da Seção Granger, que dissemos que convidaríamos leitores de fora da equipe do Potterish para escrever nesta coluna? Pois então, é com orgulho que apresentamos a Lúcia Robertti, integrante do Cabine Literária, que vem aqui hoje para recomendar a vocês o fantástico “A Extraordinária Garota Chamada Estrela”, escrito pelo autor Jerry Spinelli.

Conferiram o texto na extensão da notícia e, é claro, compartilhem conosco suas opiniões nos comentários!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por Lúcia Robertti
Revisado por Pedro Martins

Olá, leitores do Potterish, tudo bem com vocês?

Eu sou a Lúcia, do Cabine Literária, e venho aqui hoje escrever como convidada na Seção Granger!

Escolhi para indicar a vocês um livro que li recentemente e que ainda não falei muito sobre para ninguém: “A Extraordinária Garota Chamada Estrela”, escrito por Jerry Spinelli e publicado no Brasil pela Editora Gutenberg.

É um livro muito bem escrito, com uma linguagem jovem e uma narrativa leve e gostosa de se ler. Por meio do ponto de vista do Leo, o nosso narrador, conhecemos a Estrela, uma garota diferente de todas as outras, que não tem vergonha de falar com pessoas as quais nunca viu na vida, usar roupas e acessórios fora do comum, que canta parabéns todas as vezes que algum colega da escola faz aniversário mesmo que ela nunca tenha conversado com essa pessoa… Estrela nem é o seu nome verdadeiro, mas ela gosta desse nome e até os próprios pais a chamam assim. Por ser tão diferente, sempre estar feliz e bem humorada, Estrela sofre bastante preconceito por conta das pessoas a julgarem como “anormal”, que aliás é um termo horroroso.

No decorrer da história, acompanhamos como todos recebem Estrela em seu colégio, como a tratam e como ela mesma encara tudo isso. O autor deixa várias mensagens bacanas sobre preconceito e julgamento.

Eu amei este livro e, desde que o li, sempre indico para as pessoas que pedem dicas de leitura. Então essa é a minha indicação para vocês hoje, espero que gostem da leitura tanto quanto eu. Um beijo!

Lúcia Robertti também notou o quanto Estrela se parece com a nossa amada Luna Lovegood.