Artigos do Pottermore

POTTERMORE: Dando vida ao Quadribol

Estamos traduzindo todos os artigos que a equipe de editores do Pottermore escreve e publica no site oficial, em inglês. As traduções, que saem todas as tardes no Potterish, permitem que os leitores não fluentes na língua inglesa também possam ter acesso a esse conteúdo incrível do novo Pottermore.

“É um processo que consome muito tempo. Uma cena que tem 10 jogadores, por exemplo, pode envolver uma semana de filmagem antes do time de efeitos visuais poder pensar em começar a trabalhar. Na tela, essa cena pode durar apenas dois segundos.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Precisa-se de muita magia para jogar o Quadribol, imagine agora para filmá-lo e tornando-o real para os espectadores? Às vezes são meses de trabalho, como você pode conferir no modo notícia completa.

Por trás dos cenas: trazendo o Quadribol das páginas para a tela


Traduzido por: Carolina Portela em 24/09/2015.
Revisado por: Luiza Miranda em 29/09/2015.

Tudo gira em torno dessa necessidade de velocidade – mas como se filma um jogo que requer mais magia para jogar do que os cineastas conseguem administrar?

Extraído de “Harry Potter – A Magia do Cinema”

O Quadribol é essencialmente criado no computador. Todos os atores são filmados separadamente em suas vassouras, que são seguradas e movimentadas por um suporte. Eles agem e reagem enquanto uma câmera controlada por movimento filma a performance na frente de uma tela verde ou azul. Esse plano de fundo colorido é depois eliminado quando os atores são inseridos no ambiente da animação pelo departamento de efeitos visuais.

Com pouco para interagir além das telas verde e azul, filmar as cenas de Quadribol era “uma das piores experiências para os atores,” diz Chris Columbus, diretor dos dois primeiros filmes de “Harry Potter”. “Montar nas vassouras era uma coisa tremendamente difícil, mas criar uma sensação de movimento, de urgência, e, ao mesmo tempo, sentir que eles eram realmente atletas jogando um jogo real, foi o maior desafio”.

Harry_Quadribol_Enigma_do_Príncipe

Para fazer a história de cada cena de Quadribol ser clara – e sabendo que a animação necessária será acrescentada quando todas as partes forem unificadas – todos os movimentos em uma partida de Quadribol são cuidadosamente planejados em uma série de storyboards detalhados bem antes das filmagens começarem.

Os movimentos entre essas imagens-chave são então trabalhados em computadores usando uma técnica de animação simples conhecida como pré-visualização. Esse processo dá aos cinemas uma boa noção de quantos elementos eles terão que combinar na cena final, e cria uma lista de filmagem preliminar para os movimentos individuais de cada jogador, os quais são subsequentemente filmados um por um.

É um processo que consome muito tempo. Uma cena que tem 10 jogadores, por exemplo, pode envolver uma semana de filmagem antes do time de efeitos visuais poder pensar em começar a trabalhar. Na tela, essa cena pode durar apenas dois segundos.

Avanços tecnológicos ao longo da gravação da série possibilitaram que o Quadribol fosse filmado de uma forma cada vez mais empolgante.

“Dentro de um computador nós fazemos quase de tudo”, diz o supervisor de efeitos visuais Tim Burke. “A capas dos jogadores podem balançar por todos os lados, e movimentos que seriam impossíveis para um ator fazer agora podem ser feitos por uma versão digitalmente animada do ator”.