A Criança Amaldiçoada ︎◆ Filmes e peças ︎◆ J. K. Rowling

“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” será dividida em duas partes

J.K. Rowling revelou há poucos minutos, por meio da sua conta oficial no Twitter, que a peça “Harry Potter and the Cursed Child” (“Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, em tradução literal) será dividida em duas partes.

A peça é baseada em uma história inédita de J.K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany e estreará no verão londrino (inverno brasileiro) de 2016, no Palace Theatre, em Londres. Os ingressos estarão a venda em breve.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

J.K. Rowling: “Devido à natureza épica da história que temos trabalhado, ‘Harry Potter e a Criança Amaldiçoada’ será dividida em duas partes!”

John Tiffany e Jack Thorne, diretor e roteirista da peça, respectivamente, responderam a algumas perguntas do Pottermore, que recentemente tornou-se também uma fonte de notícias para fãs falantes da língua inglesa.

Pottermore entrevista John Tiffany e Jack Throne
Traduzido e revisado por: Marina Anderi e Pedro Martins.

O roteirista ganhador do BAFTA Jack Thorne estava radiante com a chance de mergulhar no mundo mágico.

“Obviamente amei quando decidimos contar a história em duas partes,” nos conta Jack, “porque tive a oportunidade de passar mais tempo com os personagens e que honra isso tem sido.

“Continua a ser inacreditável e maravilhoso que essa chance extraordinária de levar ‘Harry Potter’ aos palcos foi dada a mim. Como fã, que simplesmente devorou os livros e os filmes, isso não poderia ser mais emocionante.”

A importância da peça não é ignorada pelo diretor John Tiffany, vencedor dos prêmios “Tony” e “Oliver”. Ele sente que “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada” é uma produção sem igual, e nós estamos propensos a concordar.

“Nunca trabalhei em nada como isso antes,” ele diz. “Normalmente, no teatro, você está adaptando material que já existe ou criando uma peça inteiramente nova. Com ‘A Criança Amaldiçoada’ nos foi dada uma oportunidade única de explorar alguns dos livros mais amados e dos personagens mais queridos já escritos, e ao mesmo tempo trabalhar com J.K. Rowling para contar uma história daquele universo que ninguém conhece ainda – é emocionante.

“Compartilha uma extensão e ambição com todas as histórias de ‘Harry Potter’, então, para fazer jus a isso, nós decidimos apresentar a peça em duas partes.”

John e Jack são duas das pessoas mais bem sucedidas e respeitadas que trabalham com teatro atualmente. O nervosismo extremamente encantador em trazer os personagens de J.K. Rowling para o palco somente destaca o que essa extraordinária nova história signifcia para eles.

“Espero que façamos jus à história,” diz Jack. “Constantemente eu estou tão acautelado em respeitar as setes história anteriores… Espero que as pessoas amem essa peça como amaram os livros. Tudo que fazemos é com isso em mente.”

A produção não significa o mundo apenas para o diretor e o roteirista, mas também para toda a equipe que tem trabalhado incansavelmente para trazer a peça ao West End de Londres.

“Muitas pessoas que trabalham nessa produção cresceram com os livros ou descobriram-nos com seus filhos,” John nos conta, “e tem sido sensacional e modesto ouvi-los falar ‘Nós nunca pensamos que teríamos Harry de volta. Mas ele está aqui…'”