J. K. Rowling

J.K. Rowling no Women’s Hour da BBC Radio 4!

A BBC Radio 4 convidou cinco mulheres notáveis para participarem do programa Women’s Hour (“Hora da Mulher”, em tradução livre) com o intuito de oferecer uma perspectiva feminina do mundo e de discutir uma série de questões que afetam as mulheres no Reino Unido e em todo o planeta. Como já poderíamos esperar, a nossa querida J.K. Rowling fora convidada e deu início a essa semana de programas, na segunda-feira (27).

“Deve ser muito bom ser um homem e apenas pensar ‘Qual dos meus três ternos eu vou usar hoje?’ e ninguém dizer nada. Com nós é nosso peso, nossas roupas, como estamos envelhecendo, nosso cabelo – exatamente. Se tudo que vocês (homens) devem se preocupar é com sua entrada no cabelo, eu acho… E eu posso soar cruel, que isso reflete como eu me sinto sobre esse assunto.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tradução: Amanda Mendes.

O primeiro tópico que Rowling discutiu foi sobre a esclerose múltipla (EM), doença pela qual sua mãe, Anne Rowling, morreu aos 45 anos de idade, e da maneira de como ela se lembra dela, particularmente pela sua risada contagiante. Jo também disse que sua mãe era uma “leitora apaixonada”, e que ela acredita que ela teria achado que ser escritor era “uma coisa muito valiosa”. Esses acontecimentos foram um dos principais motivos que a levou a doar 10 milhões de libras esterlinas para a fundação de uma clínica para tratamento de pacientes com EM e outras doenças neurológicas, a Clínica de Neurologia Regenerativa Anne Rowling, na Universidade de Emdiburgo, sendo a Escócia o país onde há mais afetados pela EM no mundo inteiro.

Mudando um pouco de assunto e tomando um rumo mais descontraído, Rowling falou sobre a sua paixão pelo Rugby Escocês e sobre o Rugby das mulheres. Jo ainda disse que era fã de futebol:

“Eu cresci em uma casa onde meu pai e todos os parentes homens eram fãs de futebol. E eu costumava assistir futebol na televisão. Mas quando eu casei com um escocês eu fui tomada – não totalmente voluntariamente – para o Rugby. E eu acabei adorando o Rugby acidentalmente. Então há esperança para vocês. Vocês podem certamente ser convertidos!”

Tradução: Amanda Mendes.

Logo após Jo falou sobre o seu trabalho de caridade com a Lumus, instituição que ela fundou com o objetivo de acabar com a institucionalização sistemática de crianças em toda a Europa e ajuda-lhes a encontrar lugares mais seguros e solidários para se viver. O quarto e último tema abordado na entrevista foi o “por que as mulheres são tão obcecadas com este item em particular do vestuário” e “o que é o poder e mito do sapato? “. Em um clipe extra Rowling ainda falou sobre os “benefícios do fracasso”, mesmo tema que ela abordou em um discurso na Universidade de Harvard, a seis anos atrás. Jo ainda diz que se pudesse voltar a sua adolescência ela teria se dado uma pausa, e aconselha aos adolescentes a serem gentis com si próprios e, por último, diz: “seja quem você é”.

Ouçam o programa completo (em inglês) aqui e a transcrição em português do mesmo aqui, feita pelos transcritores do Ish Aline Michel, Bruna Lopes, Orley Lima.

Vocês gostaram da entrevista? Deixem nos comentários!