J. K. Rowling ︎◆ Livros

Evento de caridade da Lumos reúne J.K. Rowling e atores de “Harry Potter

Em 9 de novembro, sábado, J.K. Rowling hospedou um evento de caridade exclusivo visando o arrecadamento de fundos para sua instituição não-governamental de caridade, a Lumos, reunindo diversos atores da série “Harry Potter” nos Estúdios Leavesden, no “ The Making of Harry Potter”.

A organização, presidida e fundada por Jo, tem como objetivo ajudar crianças desamparadas de todo o mundo, que são enviadas para instituições governamentais desnecessariamente, visto que poderiam estar sendo criadas por sua própria família ou outra caso estas tivessem as condições necessárias, que são oferecidas pela Lumos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A autora e a fundação estão há bastante tempo aliadas, tanto que a renda de todos os três livros complementares da série foram vertidos em fundo de caridade para a organização, e entre esses três está incluso o livro que servirá de base para o próximo filme do mundo bruxo, “Animas Fantásticos e Onde Habitam”.

Durante o evento, que contou com a presença de atores como Emma Watson, Evanna Lynch, Alan Rickman e o produtor David Heyman, a autora também comentou sobre o novo projeto, dizendo que “foram dezessete anos, e eu estou de volta de um jeito diferente. Parte de mim viverá para sempre lá, e eu não sinto pesar por isso”.

Dois vídeos do evento e da pró-festa podem ser vistos logo abaixo, cortesia do Digital Media Services e hospedados pelo MuggleNet:

Apesar de falar sobre a série bruxa, que levou à criação da instituição e, como a própria autora disse, “Estes temas estão nos livros de ‘Harry Potter’. O próprio Voldemort foi levado para uma instituição, então, assustadoramente, era algo sobre o qual eu estava muito pensativa”, Jo disse que não pensa em focar todas as suas forças na série:

Já em 2000 eu sabia que eu nunca focaria em ‘Harry Potter’. Sabia disso antes da série terminar. Se você tivesse o tipo de sucesso que você nunca esperaria, você poderia pensar, ‘Oh, não, que terrível. Eu nunca focarei nisso’, ou você pode dizer, ‘Que incrivelmente maravilhoso e libertador eu fazer dinheiro além dos meus sonhos e que isso pode mudar problemas sobre os quais eu realmente me importo.’

Apesar disso, afirmou que continua a escrever e sempre continuará, mas que não se coloca para escrever determinado tipo de livro, e que “sempre escrevi o que eu queria escrever, e eu continuarei a fazer isso”, como pode ser visto no vídeo da entrevista que concedeu ao canal Sky News, que pode ser vista neste link.

A noite de arrecadação foi um sucesso, conseguindo angariar mais de 1 milhão de libras esterlinas para a fundação (mais do que 3,5 milhões de reais), cujos alvos fazem com que, como disse ao site da BBC News na entrevista que pode ser vista logo abaixo, “Você se sente culpado. Você se sente culpado por não saber disso antes, e às vezes é compelido a dizer para esta criança, ‘Venha para casa comigo’”:

A noite de arrecadações não foi composta unicamente de arrecadações diretas, mas também de um leilão de itens, tais quais “uma tinta e um lápis personalizados unicamente pelos desenhos de J.K. Rowling do Chapéu Seletor; uma escultura original do artista Anish Kapoor; e uma viagem à abertura do ‘Mundo Mágico de Harry Potter’ do Japão em 2014”.

Além disso, um anúncio oficial da organização, cujo site pode ser visto clicando aqui, foi lançado à imprensa, informando sobre dados fatuais das ajudas que a Lumos conseguiu empenhar em todo o mundo, como pode ser lido logo abaixo traduzido:

A noite também levantou muitos fundos necessários para projetos específicos da Lumos que correm na Bulgária, na República Tcheca, na Ucrânia e na República de Moldávia – todos com o objetivo de ajudar a unir crianças com suas famílias ou em famílias suportes, reformar o sistema de cuidados e desenvolver base comunitária e serviços especializados para as futuras gerações de crianças desfavorecidas.

J.K. Rowling disse,

Desde a criação da organização de caridade há oito anos para ajudar a mudar as vidas de tantas crianças que vivem desnecessariamente em instituições inapropriadas ao redor do mundo, a Lumos já ajudou governos a tirar aproximadamente 12,000 crianças dessas instituições. [Nós] já prevenimos a morte de mais de 400 crianças extremamente vulneráveis com deficiências, que não estavam recebendo os cuidados dos quais necessitavam em instituições. Nós ajudamos a União Europeia a mudar suas regras em como ela usa seu dinheiro para reformar a saúde, a educação e os serviços sociais – e estamos apenas começando. Há tanto mais que precisamos fazer para começar um fim à institucionalização de crianças.

O incrível apoio que recebemos hoje irá diretamente ajudar a alcançar tudo isto.

A diretora-executiva da Lumos, Georgette Mulheir, que tem uma extensa experiência no trabalho em programas de desinstitucionalização na Europa Central e Oeste, comentou,

A prática contínua da institucionalização de crianças é um grave problema de direitos humanos, que estamos empenhados em acabar. É única forma de abuso infantil que podemos erradicar de nossas vidas.

O que é necessário é o anseio político e o reconhecimento de que todas as crianças – independente das circunstâncias – deveriam desfrutar o espectro total dos direitos humanos e ter toda oportunidade de exercer o seu potencial.

Estamos incrivelmente gratos a todos que fizeram com que este evento de hoje à noite fosse possível, e, através de sua generosidade, vamos ser capazes de ajudar mais crianças do que nunca a conhecer o amor, a segurança e os cuidados de uma família.