As Relíquias da Morte ︎◆ Parte 2

A Batalha de Hogwarts e o fim da Segunda Guerra Bruxa: 15 anos de paz

Há 15 anos, em 2 de Maio de 1998, o mundo mágico presenciava a queda do maior bruxo das trevas de todos os tempos, Lord Voldemort, e o fim da Segunda Guerra Bruxa, que teve a escola de Hogwarts como palco.

A Batalha de Hogwarts, como ficou conhecida, levou grandes bruxos consigo. Severo Snape teve um fim trágico nas presas de Nagini. Fred Weasley foi vítima de Augusto Rookwood. Remo Lupin e Ninfadora Tonks caíram enquanto duelavam com Antonio Dolohov e Belatriz Lestrange, respecticamente. Além dos membros da Ordem da Fênix, vários outros jovens estudantes, como Colin Creevey, foram também vítimas dos Comensais da Morte e outras criaturas que lutavam por Voldemort, como gigantes, aranhas e dementadores. Mais de cinquenta vidas foram perdidas no lado defensor naquele dia.


Além da Ordem da Fênix e os estudantes, lutaram pela defesa de Hogwarts os testrálios, Bicuço, Grope, os centauros e os elfos da cozinha, liderados por Monstro que usava o falso Medalhão de Slytherin.  Estátuas do castelo e plantas da estufa também ajudaram na defesa.

Também foi em 2 de Maio de 1998 que quatro das sete horcruxes de Voldemort foram destruídas: o Diadema de Ravenclaw, a Taça de Hufflepuff, a serpente Nagini e Harry. Além disso, poucas horas antes do amanhecer, Harry pode reencontrar Tiago, Lílian e Sirius através da Pedra da Ressurreição.

A Batalha de Hogwarts e o fim da Segunda Guerra Bruxa também foi um marco na vida dos fãs, uma vez que, de certa forma, todos nós que lemos os livros e assistimos aos filmes lutamos e sofremos junto com aqueles personagens pela última vez.

A equipe do Potterish ergue suas taças em memória dos bravos que deram suas vidas por um mundo de mais amor e menos discriminação.