J. K. Rowling

Segundo Danny Boyle, J.K. Rowling daria uma boa Chefe de Estado

O diretor Danny Boyle, que venceu o Oscar de Melhor Diretor por Quem Quer Ser um Milionário e dirigiu a cerimônia de abertura das Olimpíadas de Londres, revelou em uma entrevista ao The Guardin, divulgada pelo MuggleNet, que ele acredita que a Rainha Elizabeth II não deveria ser a Chefe de Estado, e espera que a monarquia acabe enquanto ainda for vivo.

Eu acho que a pressão sobre eles é totalmente impossível, como os acontecimentos recentes mostraram. Eles estão sob um número absurdo de holofotes. Você ainda pode ter uma família real, se você gosta, e o há o significado histórico disso, mas ao invés disso poderíamos ter um Chefe de Estado eleito. O modelo americano parece ser saudável – e inevitável, na verdade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao ser perguntado se ele tinha intenções de ser o próximo Chefe de Estado, ele riu e sugeriu alguém de quem as pessoas certamente gostam e seguiriam: J.K. Rowling.

Mesmo que o comentário possa ter sido feito em tom cômico, é curioso imaginar a situação. Jo dá suporte à muitas causas nobres, lidera instituições de caridade e apoio além de fazer generosas doações para outras, e o conteúdo de Morte Súbita também deixa muito claro o interesse da autora em causas sociais.

E se você morasse na Inglaterra? Votaria em J.K. Rowling para Chefe de Estado? Consegue imaginar a autora na política?