J. K. Rowling ︎◆ Livros ︎◆ Os Contos de Beedle, o Bardo

Jo anuncia o lançamento em eBook de “Os Contos de Beedle, o Bardo” e a destinação de seus ganhos à Lumos

J.K. Rowling anunciou nesta segunda-feira, dia 19, o lançamento em eBook do livro “Os Contos de Beedle, o Bardo” na loja do Pottermore através de um vídeo explicativo, no qual revelou também que o dinheiro das vendas, assim como o das físicas, será destinado à ONG Lumos.

Confira o vídeo logo abaixo:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lumos trabalha para transformar os sistemas de prestação de cuidados para crianças fechando instituições, reunindo famílias e impedindo que outras crianças sejam institucionalizadas em tudo. Sua doação não só ajuda cada criança agora, mas também mostra o futuro às gerações que estão por vir.

A organização não governamental Lumos, presidida e fundada por Jo, tem como objetivo ajudar crianças desemparadas de todo o mundo. E a importância desta instituição devido sua grande ajuda e apoio a essas crianças é citada pela romancista durante o vídeo.

O eBook de “Os Contos de Beedle, o Bardo” pode ser encontrado à venda nesta página, do Pottermore Shop, pelo preço de $5,99, convertido para real em, aproximadamente, R$12,00, em cinco línguas: espanhol, inglês (americano e britânico), francês, alemão e italiano.

Outro vídeo da autora falando sobre a instituição foi divulgado, mas, neste, Jo fala de uma forma mais aprofundada, revelando os números resultantes de pesquisas sobre crianças desamparadas que crescem em instituições e dando um exemplo fictício para mostrar a realidade desses jovens.

Veja-o a seguir:

Oito milhões de crianças no mundo vivem em grandes instituições que lhes negam amor individual e cuidado, podendo prejudicar o desenvolvimento cerebral e destruir o seu entendimento do certo e errado.

No exemplo, Jo fala sobre uma jovem chamada Maria, cujos pais são pobres e não conseguem lhe alimentar de forma adequada, então, após ser tirada deles (medida muito comum tomada pelo Estado em casos desse tipo, tanto que 90% das crianças que vivem em fundações não são órfãs), ela é levada para uma instituição e lá perderá seu nome e será reduzida a um número.

Esta garota crescerá com pouco contato físico e emocional, esquecerá o que é ser amada, será isolada e trancada. Esquecida pelo mundo e com um sistema que falhou para com ela, Maria se tornará, no futuro, uma jovem adulta com pouca educação, sem ligação com a família, despreparada e incapaz de sobreviver no mundo de fora.

O vídeo, então, apresenta as chances, em números, do que o futuro de Maria poderá ser comparado ao de seus colegas que não foram criados da mesma forma que ela: 10 vezes mais propensa a se envolver com prostituição; 20 vezes mais propensa a ter um registro criminal; 500 vezes mais propensa a cometer suicídio.

Mas esta situação, que é vivida por milhões de crianças de todo o mundo, pode ser mudada e a Lumos trabalha para isso, contando com sua ajuda.

Visite o site da fundação para saber mais sobre a mesma.