J. K. Rowling ︎◆ Livros

eBooks aumentados de “Harry Potter” estarão à venda no Pottermore após o Natal

As novidades sobre o Pottermore anunciadas na conferência Publishers Launch 2012, em Nova Iorque no dia 08, pelo diretor executivo do projeto, Charlie Redmayne, foram além da divulgação da aguardada disponibilização do Pottermore em português brasileiro para o início do próximo ano.

No início do encontro, o diretor revelou que o projeto irá se unir a outras empresas e marcas durante os próximos doze meses para ajudar no desenvolvimento de novas versões e que o site já está em parceria com outra marca que não é de livros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O empresário também insinuou entrelinhas que J.K. Rowling teve oportunidade de inserir publicidade no Pottermore, mas recusou a proposta.

E confirmou ainda que livros eletrônicos aumentados da série “Harry Potter” estarão à venda na loja do site, pouco depois do Natal. Uma promessa que até então estava sem data definida para ser cumprida e foi feita pelo mesmo em março deste ano, na qual ele dizia que estes livros aumentados poderiam conter vídeos e outras características.

Também foi dito que o Pottermore entrará no tempo de doze meses no entretenimento em voos comerciais, e possivelmente também no negócio de plataformas educacionais.

E que, durante o mesmo período de doze meses, será desenvolvido uma estratégia global no YouTube, inspirada no fato de que existem mais de um milhão de vídeos não oficiais de “Harry Potter” no site para fazer dinheiro, mas não relatam lucro à Warner Bros. nem para J.K. Rowling.

A parceria do Pottermore com o Google já está selada desde o anúncio do projeto literário, quando dez coordenadas que deveriam ser pesquisadas no Street View foram publicadas por alguns fã-sites e quando foi criado um canal especial para o projeto, que contou com uma contagem regressiva e um vídeo de Jo o explicando.