Não categorizado

[ATL] Emma Watson fala sobre a sua vida e sobre seus novos planos e projetos à revista Glamour

Emma Watson foi entrevistada para a edição de outubro da revista estadunidense e inglesa Glamour. Emma é a capa da edição e fez um photoshoot especial para a revista, ela também revelou várias coisas na entrevista concedida no hotel Carlyle em Nova York, inclusive que irá voltar em janeiro do ano que vem à faculdade para terminar seu último semestre que ela havia trancado na Universidade Brown por causa da mídia que não parava de persegui-la, juntamente com seus amigos, na universidade. A atriz também falou um pouco sobre seu passado, seu estilo e, obviamente, também falou de seu mais novo filme, “As Vantagens de Ser Invisível”.

A entrevista foi descontraída e divertida, Emma gentil e educada desmentiu rumores que surgiram na mídia e também disse mais sobre seus futuros planos e projetos. No fim da entrevista, ela fez uma pequena lista divertida com dez itens para a revista, falando cinco coisas que ela poderia e que não poderia fazer agora que não estava mais na série de filmes “Harry Potter”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar de Emma não ter respondido uma pergunta à repórter Emma Rosenblum, pois não queria que a mídia começasse a ultrapassar a barreira que separava sua vida artística da sua vida pessoal, em nenhum momento a entrevista ficou com momentos tensos ou tímidos, muito menos monótonos.

Já está disponível na galeria do Potterish os scans da revista em alta qualidade, cortesia do Snitch Skeeker, tanto da edição estadunidense quanto da edição inglesa.

Confiram a tradução da entrevista e da lista dada por Emma Watson para a edição que chegará em outubro às bancas estadunidenses e inglesas da Glamour em notícia completa!

Atualização – 03.09.2012:
Hoje, foi divulgado no canal oficial da revista “Glamour”, o vídeo do por trás das cenas do photoshoot de Emma Watson para a revista inglesa da edição de outubro e nos mostra imagens que não foram divulgadas ainda, mas que provavelmente estarão presentes na revista em outubro, quando ela chegar às bancas inglesas.

O vídeo mostra Emma Watson gentil, espontânea e fotogênica, juntamente com a equipe de fotógrafos da revista e também com a equipe de maquiagem e de visuais.

Confira logo abaixo o vídeo do por trás das cenas do photoshoot:

Atualização – 04.09.2012:
O belíssimo photoshoot que Emma fez para a Glamour UK já está disponível na galeria de fotos do Potterish, publicado no próprio site da atriz.

EMMA WATSON
Emma Com uma Borda

Glamour – Emma Rosenblum
Tradução: Gabriel Guimarães

Emma Watson é tão fofa. Ela tem esse pequeno rosto e esse cabelo artisticamente bagunçado, e ela está vestindo o mais amável vestido branco de verão que você já viu. Mas quando ela começa a falar no café-da-manhã no hotel Carlyle na cidade de Nova York, se torna muito claro que nossa velha amiga Hermione é qualquer coisa, menos infantil: Watson é inteligente e engraçada e apaixonada por se tornar uma atriz com uma letra A maiúscula. Seu primeiro papel principal depois de “Harry Potter” é a de uma criança selvagem neste drama adolescente do mês “As Vantagens de Ser Invisível”, foi uma quebra consciente de seu alter ego bruxo; ao mesmo tempo, ela começa a ser conhecida no mundo fashion como uma tomadora de risco, favorecendo os designers ingleses que estão subindo na carreira, como ela descobriu em sua própria pesquisa. Glammour sentou-se com a britância de 22 anos de idade, que está vivendo em Nova York enquanto está filmando o filme de Darren Aronofsky “Noah”, para discutir seus planos de retornar à Universidade Brown e o seu desejo de fazer uma (bem escrita!) comédia romântica.

Glamour: Como foi se ver na tela em “As Vantagens de Ser Invisível” sem ser Hermione?
Emma Watson: Foi uma experiência bastante emocional! Eu tenho que dizer, eu chorei muito na primeira vez que eu o assisti.

Glamour: Nas partes em que você supunha que iria chorar ou aleatoriamente?
EW: Praticamente a partir do ponto do meio, eu meio que me perdi. Fazer este filme foi tão essencial para mim porque eu percebi que eu realmente “queria” ser uma atriz, algo que eu não tinha total certeza, já que “Harry Potter” foi uma experiência singular. Obviamente, eu estou nervosa para ver o que as outras pessoas acharam, mas não importa tanto para mim. Não é tão elegante dizer isto, mas é a viagem, não o objetivo final, que é importante.

Glamour: Sua personagem, Sam, é rebelde – ela teve experiências com drogas e tem uma grande história sexual. Eu li que na vida real, você é bastante rígida.
EW: Ah, sim, Sam é real. Ela tem inseguranças e um passado. Ela é muito humana, e isso foi o que me atraiu para interpretar ela. Há tantos papéis de adolescentes que não tem muito a ver com o que realmente é ser um adolescente.

Glamour: Você já viu a série da HBO Girls? Esse é um show sobre os vinte anos que está ganhando atenção pelo realismo;
EW: É, eu estou literalmente obcecada com Lena Dunham [criadora e estrela de Girls]. Ela é, como, minha pessoa favorita no mundo. Eu a sigo no Twitter; eu a leio todo dia. E, sim, Girls é um exemplo de algo refrescante porque parece real.

Glamour: Eu também li que você se encontrou com executivos de estúdios para financiarem “As Vantagens de Ser Invisível”. Como foi isso?
EW: Ninguém queria fazer no início, porque lida com um assunto difícil, então eu basicamente saí e me armei para os estúdios por conta própria. Fez-me sentir muito capacitada por conseguir algo que eu realmente acreditava.

Glamour: Seus fãs de “Harry Potter” são tão leais e seguirão você em qualquer lugar. Essa deve ser uma ótima sensação.
EW: É maravilhoso ter isso, porque a mídia pode ser difícil. Eu leio alguma coisa estúpida que alguém escreveu sobre mim, e então uma garota de oito anos de idade ficará como, “Você é Hermione! Eu amo Harry Potter tanto. Eu posso ter um autógrafo?” E isso é tão válido.

Glamour: Agora você está filmando “Noah” com Russell Crowe e Jennifer Connelly, e você acabou de terminar “The Bling Ring”, que é dirigido por Sofia Coppola. Ambos são grandes saídas de “Harry Potter”. Você assume que isso foi proposital?
EW: É, eu realmente queria fazer uma decisão de assumir papeis contemporâneos. Eu sabia que eu poderia ser costurada em um espartilho para o resto da minha vida muito facilmente se eu saísse de Harry Potter e fizesse um drama de época inglês ou algo parecido.

Glamour: Você faria uma comédia?
EW: Eu adoraria fazer uma comédia. Eu estou tentando achar uma comédia romântica que não seja…

Glamour: Horrivelmente escrita?
EW: Talvez eu implore para Lena escrever isso para mim!

Glamour: Surpreendente. Então você irá voltar à faculdade?
EW: Eu deixei um semestre, que eu voltarei em janeiro para fazer, provavelmente na Brown. Brown é ótima porque eles oferecem programas de estudo independentes, e há muitas opções diferentes, que é uma das razões que eu escolhi estudar lá.

Glamour: Os seus amigos já se formaram?
EW: Não, eles irão se formar no próximo verão. Há definitivamente a possibilidade de eu poder me formar no tempo, então eu estou tipo fazendo silenciosamente meu caminho.

Glamour: Foi fácil fazer amigos na faculdade?
EW: Desculpe-me, você se importa se eu não falar sobre isso?

Glamour: Está bem!
EW: Eu só – Eu não sei. Eu só sinto que se eu abrir a porta para falar sobre minha experiência universitária, em seguida as pessoas meio que… Irão querer tudo. Há muitas coisas por aí, de anos atrás, dizendo que eu sofri bullying na Brown e coisas horríveis como essas, sendo que nenhuma é verdadeira. Mas isso é minha experiência pessoal e isso é minha vida pessoal… E eu ficaria louca se não tivesse a realidade, se eu não tivesse uma vida fora dos personagens que faço. A indústria do entretenimento é bem suja, e ter tido e ter uma experiência fora dela e ir para a universidade realmente fez uma grande diferença. É importante para mim me sentir como se eu tivesse minha própria vida.

Glamour: O que deve ser difícil quando você está sendo perseguida por paparazzi.
EW: Na Brown, toda hora que eu ia ao ginásio, havia paparazzi e eles começaram a me seguir com meus amigos. Dificultou bastante para tornar as coisas normais.

Glamour: Desculpe-me dizer, mas eu vi umas fotos de paparazzi onde você beijava alguém no Coachella.
EW: Eu sei! Meu amigo me deu ingressos para o meu aniversário, e o que eu iria dizer? Não, eu não vou, porque eu não quero ser fotografada? Mas, era uma grande multidão, e eu pensei que não havia jeito de conseguirem tirar fotos minhas, mas de algum jeito, eles me acharam. É difícil para minha vida amorosa, porque qualquer um que for fotografado comigo é automaticamente meu namorado. Então isso faz parecer que eu tive, tipo, 6.000 namorados!

Glamour: Você disse no passado que não queria namorar outro ator.
EW: É, eu tento não. Faz-me definitivamente ficar nervosa. Eu não tento fazer outros amigos celebridades ou namorar pessoas que estão na minha indústria, porque é difícil e pode ser realmente superficial. Eu sou sortuda pela maior parte das pessoas que eu namorei estiveram na faculdade comigo.

Glamour: Eu quero falar com você sobre seu estilo. Você teve alguns incríveis momentos fashions.
EW: Isso é tão legal! Na minha vida real eu posso ser um pouco malvestida, mas eu amo me vestir para o tapete vermelho. Eu realmente tento fazer minha pesquisa e procurar novas pessoas que estão em direção à cena. É criativo, e eu estou realmente dentro da arte, e é engraçado.

Glamour: Você tem estilistas trabalhando com você?
EW: É, eu tenho que ter nessa altura do campeonato. Quando eu era mais jovem, eu costumava fazer tudo sozinha, mas eu tive que conseguir ajuda porque eu cheguei a um estágio onde eu não podia sair por aí com meus Converses ou qualquer outra coisa que eu havia comprado na Avenida Principal. E praticamente, esses vestidos de gala são ridículos. Você começa a ser fotografada de todos os ângulos, então, não só você tem que considerar como as coisas são realmente, mas, se você é capaz de se sentar e se as pessoas vão poder ver acima de sua saia.

Glamour: Uma vez você disse que as mulheres em Las Vegas parecem um pouco assustadores. Você continua pensando que isso é verdade?
EW: Eu penso que obviamente há algo que todas elas estão relativamente trabalhando, querem parecer, e elas acabam parecendo bastante similares, o que eu penso que é uma vergonha.

Glamour: E parece que as atrizes que são verdadeiramente famosas se parecem com os indivíduos.
EW: Eu sinto como se você estivesse destraída em como os braços de alguém são tonificados, então você não está realmente sendo atraída para o seu desempenho. Você só está pensando sobre o que aquele corpo pode oferecer! Eu penso que Carey Mulligan é maravilhosa. Ela é uma grande paixão minha. E também a Emma Stone. Pessoas as amam por que elas são reais e abraçam isso.

Glamour: A propósito, eu vejo que você está deixando seu cabeço crescer.
EW: Eu tenho por causa dos papeis. Mas, se eu fosse fazer do meu jeito, eu gostaria deixá-lo curto para sempre. Claro, homens gostam de cabelos longos. Não existem dois jeitos sobre isso. A maioria dos meninos que me virão assim que eu cortei estavam tipo, “Por que você fez isso? Isso foi um grande erro.” E eu estava tipo, “Bem, honestamente, eu não me importo com o que você pensa!” Eu nunca me senti tão confiante como eu senti com o cabelo curto – eu me senti realmente bem em minha própria pele.

Glamour: Nós amamos isso também! Uma coisa engraçado sobre atores mirins é, há a real possibilidade de que eles irão acabar, assim, se parecendo outras pessoas. Mas, você teve sorte e cresceu para ser linda!
EW: [Risadas] Eu não posso falar sobre como as outras pessoas me percebem, mas crescendo, meus pais nunca me falaram que eu era bonita. Eu nunca pensei que era bonita.

Glamour: Sério?
EW: Eu era sempre a esperta, uma nerd. As pessoas te colocam em caixas, e essa era a minha caixa. Então é legal, mas parece que nunca teve algo que eu me foquei ou algo que as pessoas ao meu redor fizessem. Mas eu gostava de ser uma nerd!

Cinco Coisas que Eu Posso Fazer Agora que Eu Não Estou em “Harry Potter”
Emma Watson compartilha sua lista com a Glamour:
1. Ser a menina má.
2. Fazer grandes mudanças na minha aparência quando eu quiser.
3. Achar tempo para assistir TV ruim de verdade com minha família.
4. Viajar para fora de Watford/Londres.
5. Dormir nas manhãs!!!!!!!!!!!!

…E Cinco Coisas que Eu Não Posso:
1. Conversar com corujas.
2. Gritar em latim com as pessoas.
3. Almoçar com bruxas e outras criaturas mágicas.
4. Usar malhas de escolas muito velhas.
5. Montar em dragões.