J. K. Rowling

J.K. Rowling fecha acordo com ex-agente Christopher Little

Em julho do ano passado nós noticiamos que a autora J.K. Rowling havia deixado a Christopher Little Literary Agency. Segundo um artigo publicado ontem no Telegraph, embora inicialmente o seu ex-agente tivesse se sentido “desapontado e surpreso”, ambos enfim chegaram a um acordo financeiro.

J.K. Rowling e seu ex-agente, Christopher Little, chegaram a um acordo amigável, finalizando sua relação comercial de muitos anos, cujos termos permanecem confidenciais. Nenhum comentário a mais será emitido por nenhuma das partes.

Após deixar Little, Rowling passou a ser agenciada pela The Blair Partnership, uma nova agência criada por Neil Blair, agente de longa data da autora, quando ela ainda era representada pela Christopher Little Literary Agency.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira a tradução completa do artigo na extensão.

J.K. ROWLING
J.K. Rowling, autora de Harry Potter,
compensa o homem que conjurou seus milhões

The Telegraph ~ Tim Walker
25 de janeiro de 2012
Tradução: Daniel Mählmann

Quase sete meses depois de Mandrake revelar que J.K. Rowling havia se desfeito do agente que conjurou seus milhões, a autora de Harry Potter conseguiu evitar um encontro com ele no tribunal.

Mandrake pode revelar que Rowling chegou a um acordo financeiro com Christopher Little, o agente enigmático que viu o potencial do primeiro manuscrito dela e transformou seus livros sobre o garoto bruxo em uma indústria multi-milionária.

“J.K. Rowling e seu ex-agente, Christopher Little, chegaram a um acordo amigável, finalizando sua relação comercial de longa data, cujos termos permanecem confidenciais”, foi-me dito por um porta-voz de Little. “Nenhum comentário a mais será emitido por nenhuma das partes”.

Eu relatei em julho passado que Little, 69 anos, filho de um piloto de caça da Primeira Guerra Mundial, estava considerando tomar medidas legais. Ele me disse que estava “desapontado e surpreso” ao ser informado de que Rowling tinha “terminado sua associação” com a sua agência homônima.

Para adicionar insulto à injúria, Rowling, que tem uma fortuna estimada em £530 milhões (aproximadamente R$1.455 bilhão), uniu-se a um de seus parceiros comerciais, Neil Blair, em uma nova agência que ele criou. Sua deserção veio no mês seguinte àquele no durante o qual ela anunciou que iria lançar um novo website, o Pottermore.

No site, ela trabalhou de perto com Blair, um advogado, enquanto ele ainda estava com Little. Espera-se ganhar para ela muito mais milhões através da venda de livros eletrônicos e jogos online.

Seu abandono de Little pôs fim à relação comercial de maior sucesso da história da literatura.

Little teria feito um acordo com seus termos de costume, quando fechou com a pobre mãe solteira pela primeira vez: 15% do ganho bruto no mercado britânico e 20% pelos direitos de merchandising, por filmes, pelo mercado britânico e por acordos de traduções.