Não categorizado

Designer e decoradora dos sets de HP falam sobre a cena de Gringotes do HP7.2

O designer de produção Stuart Craig, juntamente com a decoradora Stephanie McMillan, discutiram recentemente sobre uma das mais díficeis tomadas do último filme da série Harry Potter, a cena em que Harry, Rony, Hermione e Grampo invadem o cofre Lestrange, em busca da Taça de Helga Hufflepuff. Na sequência tudo que fosse tocado se multiplicaria, e o que no filme é uma cena de poucos minutos, para ser feita ela levou meses. David Yates já havia mencionando a cena algumas vezes, quando perguntando qual fora a mais difícil de se filmar no final.

The Hollywood Reporter, foi quem publicou a entrevista, revelou alguns dados alarmantes sobre o número de adereços feitos para a cena do Gringotes, e quantas vezes foi aplicada a famosa cicatriz em forma de raio na testa de Daniel Radcliffe e de seus dublês. Confira:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

• 53.000: número total de peças de borracha sortidas de “tesouro” feitos para a cena de Gringotes.
• 5,800: Número de vezes que a cicatriz de Harry Potter tem sido aplicada em Daniel Radcliffe, seus duplos e dublês ao longo da série de filmes.
• 30.000: Número de moedas de “ouro” fabricadas pela equipe Potter.

“Fizemos uma enorme quantidade”, diz Craig. “Fizemos tudo isso em uma espuma sofisticada para que os atores pudessem se enterrar nela sem bordas afiadas os ferindo.”

“Nós tínhamos uma máquina no estúdio que vivia quase sem parar durante três meses, pressionando as formas das taças. Porque elas eram flexíveis, o que era muito difícil manter a pintura de alto brilho que adere a elas. Às vezes, elas não suportavam exames minuciosos”, adciona McMillan.

“O efeito de afogamento foi conseguido”, diz Craig, “Elevamos o chão do set cheio de tesouro, que foi elevado por uma tesoura de elevação acima da fundação nos Estúdios Leavesden, em Londres. Isso deu a ilusão de que o tesouro foi multiplicando-se.”

Diz McMillan, “Foi um daqueles jogos em que vestimos, decoramos, e deixamos a unidade de Direção de Arte ir em frente, porque é muito complicado e leva muito tempo”

Ao todo, levou a equipe Potter – incluindo o diretor do filme, David Yates, e os efeitos visuais, efeitos especiais, arte conceitual, decoração e departamentos de contabilidade – mais de dois meses para planejar e discutir a cena, embora tenha sido seis meses para filmá-la. “Muitos dos sets são muito fáceis”, afirma McMillan “Aquele foi um dos mais difíceis de definir.”

Continuem conectados ao Ish para mais novidades!