Não categorizado

Autoras falam sobre literatura antes e depois de Harry Potter

A presença de J. K. Rowling em listas como “mulheres mais ricas e influentes pela revista Forbes” e a presença no “livro dos recordes” já denotam a importância da sua obra e o reconhecimento da sua figura pessoal. O fato de já ter sido elogiada por Stephen King, um dos maiores escritores do mundo, que definiu J.K. Rowling como uma “escritora incrível”, também é de bastante prestígio.

Além de todos estes feitos, durante a última bienal do livro no Rio de Janeiro, a Folha Teen ouviu várias escritoras apontarem a sua influência sobre a literatura mundial. Uma das entrevistadas foi Thalita Rebouças, ex-colunista da revista Atrevida e autora de diversos livros, entre eles “Fala Sério, Mãe!” Declarou que agradece “todos os dias a uma inglesa que mudou a história da literatura juvenil: J. K. Rowling, a mãe do bruxinho Harry Potter.” E que “Rowling fez com que muitos adolescentes lessem pela primeira vez. E livros muito grandes!”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lauren Kate, 30 anos, autora da saga “Fallen”, também foi entrevistada e comentou sobre o poder dos livros de Rowling: “todos os escritores juvenis estão nos ombros de Rowling; seus livros deram legitimidade aos títulos para adolescentes.”

Meg Cabot, grande escritora de livros sobre os dilemas das adolescentes, concorda com as colegas. “Como os adultos também leem as peripécias do mundo mágico de Rowling, eles perceberam que livros são para todos.”