As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ Parte 2

Lembrol: Faltam 70 dias para Relíquias da Morte parte 2!

Harry ouviu um bufo às costas e se virou, ainda apertando o pomo na mão: Draco Malfoy pousara ali perto. O rosto branco de fúria, ainda assim conseguia desdenhar.

Salvou o pescoço do Weasley, não foi? Nunca vi um goleiro pior… mas também, nasceu no lixo… gostou da minha letra, Potter?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Harry não respondeu. Virou-se para se reunir ao resto de sua equipe que agora aterrissava, um a um, berrando e dando socos no ar; todos, exceto Rony, que desmontara da vassoura próximo às balizas e parecia estar caminhando lentamente para os vestiários, sozinho.

Queríamos acrescentar mais uns versos! – gritou Malfoy, enquanto Cátia e Alícia abraçavam Harry. – Mas não encontramos rimas para gorda e feia, queríamos cantar alguma coisa sobre a mãe dele, sabe… também não conseguimos encaixar “fracassado inútil“… para o pai dele, sabe…

Fred e Jorge perceberam o que Malfoy estava dizendo. A meio caminho de apertar a mão de Harry, eles se retesaram, encarando Malfoy.

…mas você gosta dos Weasley, não é Potter? – continuou Malfoy, caçoando. – Passa as férias lá e tudo, não é? Não sei como você aguenta o fedor, mas suponho que para alguém criado por trouxas, até o pardieiro dos Weasley cheira bem…

Harry agarrou Jorge. Entrementes, eram necessários os esforços conjuntos de Angelina, Alícia e Cátia para impedir Fred de pular em cima de Malfoy, que ria abertamente. Harry olhou para os lados procurando Madame Hooch, mas ela ainda estava brigando com Crabbe por seu ataque ilegal com o balaço.

Ou vai ver – disse Malfoy, recuando com um sorriso debochado – você se lembra como a casa da sua mãe fedia, Potter, e o chiqueiro dos Weasley faz lembrar dela…

Harry Potter e a Ordem da Fênix
Capítulo Dezenove – O Leão e a Cobra, página 340