As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ Parte 2

Lembrol: Faltam 63 dias para Relíquias da Morte parte 2!

Harry correu para apanhar a carta, mas Petúnia chegou primeiro.

A senhora pode abrir, se quiser, mas de qualquer maneira eu vou ouvir o que a carta diz. É um berrador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Largue isso, Petúnia! – rugiu o tio. – Não toque, pode ser perigoso.

Está endereçada a mim – disse ela com a voz trêmula. – Está endereçada a mim, Válter, olhe! Sra. Petúnia Dursley, rua dos Alfeneiros, Número Quatro, Cozinha…

Ela prendeu a respiração, horrorizada. O envelope vermelho começara a fumegar.

Abre! – apressou-a Harry. – Acaba logo com isso! O envelope vai se abrir mesmo.

Não.

A mão de tia Petúnia tremia. Ela olhava a esmo pela cozinha como se procurasse uma saída para fugir, mas tarde demais – o envelope pegou fogo. Com um grito, tia Petúnia largou-o no chão.

Uma voz horrível saiu da carta em chamas e ecoou pelo aposento fechado.

Lembre-se da última, Petúnia.

Petúnia pareceu que ia desmaiar. Afundou na cadeira ao lado de Duda, o rosto nas mãos. A carta se consumiu silenciosamente e só restaram cinzas.

Que foi isso? – perguntou tio Válter rouco. – Quê… eu não… Petúnia?

Tia Petúnia não respondeu, Duda olhou abobado para a mãe, boquiaberto. O silêncio parecia subir em espirais. Harry bservou a tia, atônito, sua cabeça latejando tanto que parecia que ia explodir.

Petúnia, querida? – chamou tio Válter timidamente. – Petúnia?

Ela ergueu a cabeça. Ainda tremia. Engoliu em seco.

O garoto… o garoto terá de ficar, Válter – disse ela com a voz fraca.

Q-quê?

Ele fica – disse Petúnia sem olhar para Harry. Pôs-se de pé.

Harry Potter e a Ordem da Fênix
Capítulo Dois – Uma revoada de corujas, páginas 37 e 38