As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ Parte 2

Lembrol: Faltam 02 meses para Relíquias da Morte parte 2!

Hoje, 15 de maio de 2011, faltam exatos 02 meses para Harry Potter e as Relíquias da Morte parte 2, o filme que encerrará a saga de J.K. Rowling nos cinemas. É a maior franquia da história do cinema e o seu desfecho é muito esperado tanto pelos fãs mais fiéis, quanto por aqueles que acompanham a série apenas eventualmente.

São dois meses também para o dia em que os potterianos não terão mais pelo que esperar. A magia permanecerá, os livros estarão em nossa mente e estantes, sedentos por serem relidos e emprestados, os filmes também estarão cuidadosamente guardados, ou gravados no computador, seus detalhes vívidos em nossa memória… Mas a espera, a ansiedade por algo novo, a contagem regressiva, isso tem um prazo para acabar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

60 dias. Não é o fim, é um novo começo. É quando a “pottermania” provará a si mesma que não é só uma mania, algo passageiro. Para muitos, é bem mais profundo, duradouro (por que não, permanente). “Você acha que aqueles que amamos realmente nos deixam?”

Confira em notícia completa a citação de Pedra Filosofal de nosso Lembrol. Está chegando!

Enquanto dirigia, tio Válter se queixava à tia Petúnia. Ele gostava de se queixar de tudo: das pessoas no trabalho, de Harry, do conselho, de Harry, o banco e Harry eram seus dois assuntos preferidos. Essa manhã eram as motocicletas.

…roncando pelas ruas como loucos, os arruaceiros – disse, quando uma moto emparelhou com eles.

Tive um sonho com uma motocicleta – falou Harry, lembrando-se de repente. – Ela voava.

Tio Válter quase bateu no carro da frente. Virou-se para trás e gritou com Harry, seu rosto parecendo uma beterraba gigante e bigoduda:

MOTOCICLETAS NÃO VOAM!

Duda e Pedro deram risadinhas.

Sei que não voam – respondeu Harry. – Foi só um sonho.

Mas desejou que não tivesse dito nada. Se havia uma coisa que os Dursley detestavam mais do que as suas perguntas, era quando falava de coisas que faziam o que não deviam, não interessava se era sonho ou desenho animado – pareciam pensar que ele poderia arranjar idéias perigosas.

Harry Potter e a Pedra Filosofal,
Capítulo Dois – O Vidro que Sumiu, páginas 26 e 27.