As Relíquias da Morte ︎◆ Filmes e peças ︎◆ Parte 2

[ATL] Relíquias da Morte parte 2 será o filme mais curto da série

Em entrevista ao The Collider antes da exibição do material de Harry Potter e as Relíquias da Morte parte 2 no CinemaCon, David Heyman e David Barron, produtores do filme, falaram sobre a escolha das imagens a serem exibidas, sobre a conversão da parte 1 para Blu-Ray 3D e do lançamento da parte 2 em 3D nos cinemas, sobre a duração da parte 2 e sobre como o último filme será “um filme de ação com um forte núcleo emocional”.

Confira alguns trechos a seguir e a tradução completa em instantes. Você pode assistir ao vídeo da entrevista aqui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vocês decidiram não fazer a conversão para 3D para a parte 1, mas falaram em 3D para a parte 2. A parte 2 ainda será lançada em 3D?

Heyman: Será. A razão de não fazermos na parte 1 foi porque percebemos que não podíamos fazê-lo direito. E, de fato, o 3D realmente comprometeria o filme, então não tivemos tempo.
Barron: Estávamos mergulhando no 3D pela primeira vez, então era um mundo novo para nós. Não tivemos um bom começo.

Qual é a duração do último filme?
Heyman: Será o filme mais curto, mas não sabemos quanto ainda, porque ainda estamos editando.”

Em posterior conversa com o The Collider, porém, David Heyman revelou que o filme teria mais de 2 horas de duração, mas não muito mais do que isso. Considerando que Harry Potter e a Ordem da Fênix, até então o filme mais curto da série, tem 2 horas e 18 minutos, Relíquias da Morte parte 2 terá algo entre 120 minutos e 138 minutos.

Atualização: Confira aqui tradução da entrevista e um pequeno relato do The Collider sobre o vídeo exibido ontem no CinemaCon.

Relato do The Collider sobre as imagens de HP7.2 exibidas no CinemaCon

Nós assistimos a um trailer estendido em 2D de 4 minutos, apresentando cenas inacabadas do último filme da série. Vislumbramos a Batalha de Hogwarts, o assalto ao banco Gringotes e o confronto de Harry e Voldemort na floresta. Outras cenas são muito cheias de spoilers para discutir ou comentar. Algumas das imagens em Hogwarts causaram-me arrepios. Até a sequência de Gringotes parecia bem mais legal e empolgante do que eu imaginava. Definitivamente parece que eles colocaram um monte de ação no último filme.

HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE PARTE 2
Entrevista com os produtores David Heyman e David Barron
Steve ‘Frosty’ Weintraub ~ The Collider
01 de abril de 2011
Tradução: Flávio Jr. e Kleber Amaral

Como vocês decidiram que imagens vocês queriam mostrar aos presentes no CinemaCon?

Heyman: Para ser franco, parte do que foi mostrado foi o que já está pronto. Porque nós ainda estamos em um duro trabalho de edição e também produzindo muitos efeitos especiais. Então mostrar um monte de efeitos aqui seria um tanto grosseiro, e o material ainda está inacabado. Mas nós mostramos algumas partes emocionantes e algumas cenas dramáticas realmente boas.
Barron: Sobre o que é o filme.
Heyman: Para introduzir as pessoas, um pouco.

Quando vocês apresentaram Harry Potter aqui a primeira vez, acho que foi ano passado, mas talvez há uns dois anos, vocês mostraram uma cena de Harry encarando Voldemort pela última vez. E foi bem no começo do material exibido e, de minha parte, eu fiquei em choque, porque eu não podia acreditar que vocês estavam mostrando aquilo.

Barron: (risos) Só para aguçar a curiosidade.
Heyman: Você tem que esperar mais um pouco antes de realmente ver isso no filme.

Vocês vão mostrar mais algo dessa cena hoje?

Heyman: Não.
Barron: Há uma imagem, acho.
Heyman: Sim, há umas duas imagens, mas não vamos mostrar a cena editada.

Vocês decidiram não fazer a conversão para 3D para a parte 1, mas falaram em 3D para a parte 2. A parte 2 ainda será lançada em 3D?

Heyman: Será. A razão de não fazermos na parte 1 foi porque percebemos que não podíamos fazê-lo direito. E, de fato, o 3D realmente comprometeria o filme, então não tivemos tempo.
Barron: Estávamos mergulhando no 3D pela primeira vez, então era um mundo novo para nós, então não tivemos um bom começo. Não havia tempo para fazê-lo de modo apropriado e a Warner nos apoiou de modo muito gentil. Tenho certeza que eles não desejavam isso, mas deram total apoio a não lançar algo pelo qual não estávamos contentes.

Vocês mencionaram que, eventualmente, lançariam a parte 1 em 3D em modo Blu-Ray ou como relançamento nos cinemas.

Heyman: Lançaremos em Blu-Ray.
Barron: Está indo muito bem.
Heyman: Estamos trabalhando nisso agora mesmo e estamos bastante empolgados com a qualidade. Sentimos que o 3D adiciona algo ao filme e é realmente imersivo, algo que acho que o 3D pode fazer. E foi ótimo para nós passar por aquele processo de tentar lançar no cinema, porque nós aprendemos bastante com isso.
Barron: Aprendemos muito.
Heyman: David Yates está aproximando o 3D do ponto de vista dos personagens.Barron: É algo que vai ajudar a contar a história do filme, ao invés de ser um efeito apenas para as pessoas dizerem “Ah, que legal”. Estamos usando-o para ajudar a contar melhor a história.Heyman: Provavelmente será mais leve do que em outros filmes, nós não jogaremos coisas para fora da tela o tempo todo, teremos algumas, mas não muitas. A profundidade não necessariamente será tão boa quanto em alguns filmes. Mas fará o filme maior, mais imersivo e acho que isso vai adicionar à história, ao invés de prejudicar.

Vocês têm a intenção de converter os filmes anteriores em 3D e também um relançamento deles nesse formato?

Heyman: Ainda não falamos sobre isso mas não ficarei surpreso se acontecer. Não sei nada sobre relançar nos cinemas, mas suspeito que em 3D acontecerá.

Qual a duração do último filme?

Barron: Será um dos mais curtos.
Heyman: Será o mais curto.

Então o que isso significa?

Heyman: Não sabemos ainda, porque ainda estamos editando.
Barron: Não é um filme curto, mas será mais curto que os outros.

Quando falei com vocês pela última vez, vocês mencionaram que o último filme era muito mais como um filme de ação. O caso ainda é esse?

Heyman: Não é de ação sem parar, mas há bastante ação. Mas, uma das coisas que fazem Harry Potter tão especial é porque não é apenas ação, não é apenas magia, são os personagens, humanidade e verdade.
Barron: E um núcleo emocional forte.
Heyman: E é isso que esse filme tem: um centro emocional forte. Então sim, há bastante ação, e é uma corrida bem eletrizante, e ela termina com o confronto final entre Voldemot e Harry, mas o que é mais importante é um filme que te comove e te faz realmente envolvido e sensibilizado com os personagens.